Trata da Bíblia infalível e incessantemente preservada no Texto Tradicional Textus Receptus da Almeida Corrigida Fiel, não modismo do Texto Crítico da Atualizada NVI BLH Bíblia Viva


SÓ O TEXTO RECEBIDO É

A PURA PALAVRA DE DEUS

(o texto grego base da Almeida Fiel e da Almeida Revista e Corrigida)

Hélio de M. Silva, cerca 1995   -  http://solascriptura-tt.org

1. INTRODUÇÃO

Tratamos aqui da preservação do Santo Livro de Deus, depois que Ele o inspirou.

Neste século XX, muitos tradutores das Sagradas Escrituras, liberais-modernistas, dizem que crêem na Bíblia tanto quanto nós, os que eles chamam de crentes fundamentalistas [2]. Aqueles tradutores dizem que também crêem que Deus inspirou perfeitamente [3] a Bíblia Sagrada. Mas escondem que, em termos práticos, anulam totalmente suas palavras, ao ensinarem que Deus só inspirou perfeitamente os originais da Bíblia, hoje todos eles inacessíveis, e que Ele não preservou perfeitamente Sua Palavra, pois os copistas, involuntariamente ou “num proposital excesso de religiosidade”, podem ter introduzido erros em todas as cópias manuscritas, de modo que hoje ninguém tem a perfeita Palavra de Deus em suas mãos. Assim, dizem eles, não podemos ter certeza absoluta em incontáveis trechos de todas as traduções e edições. Com ares de superioridade intelectual, eles rejeitam as Bíblias baseadas no Texto Recebido, e desprezam, pressionam ou até mesmo perseguem os crentes que as defendem.

Ah! Que triste e trágico papel o destes maléficos tradutores modernistas! Como imaginar que Deus, depois de ter dado Sua Palavra escrita à humanidade, deixasse que ela só de uma forma “extremamente corrompida” ficasse disponível a todos os crentes fiéis, desde as igrejas sírias, gregas, da Ásia Menor, dos Valdenses, dos celtas e gauleses pré-papistas, numa cadeia ininterrupta desde o século I, passando por todas as igrejas da Reforma (as quais adotaram este texto), para somente neste século XX voltar Deus a tornar disponível para os seus fiéis a Bíblia ["quase"] verdadeira, com o N.T. deleitando erros de seitas tais como as dos Católicos Romanos e Testemunhas de Jeová!!!... (Ah, como isto se parece com os Mórmons e os Islamitas introduzindo seus novos escritos, que eles chamavam de “corretores do erro reinante”!)

Deus, o próprio Onipotente e Onisciente, garantiu a mais absolutamente perfeita, e também a mais absolutamente ininterrupta e eterna preservação da Bíblia:

Sl 12:6-7 As palavras do SENHOR são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes.    Tu as guardarás, SENHOR; desta geração as livrarás para sempre. ("as", referindo-se às palavras, e "os", aos fieis, são traduções igualmente perfeitas, aceitemos ambos os sentidos!).

Sl 19:7-8 A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices.    Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro, e ilumina os olhos.

Sl 100:5 Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração.

Sl 111:7-8   As obras das suas mãos são verdade e juízo, seguros todos os seus mandamentos.    Permanecem firmes para todo o sempre; e são feitos em verdade e retidão.

Sl 117:2   Porque a sua benignidade é grande para conosco, e a verdade do SENHOR dura para sempre. Louvai ao SENHOR.

Sl 119:89 Lámed. Para sempre, ó SENHOR, a tua palavra permanece no céu.

Sl 119:152   Acerca dos teus testemunhos soube, desde a antigüidade, que tu os fundaste para sempre.

Sl 119:160   A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre.

Sl 138:2b ... pois engrandeceste a tua palavra acima de todo o teu nome.

Is 40:8 (= 1Pd 1:25) Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.

Is 59:21 Quanto a mim, esta é a minha aliança com eles, diz o SENHOR: o meu espírito, que está sobre ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca, não se desviarão da tua boca nem da boca da tua descendência, nem da boca da descendência da tua descendência, diz o SENHOR, desde agora e para todo o sempre.

Mt 4:4 Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.

Mt 5:18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.

Mt 24:35 (= Lc 21:33) O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

Lc 16:17 E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei.

1Pd 1:23,25   Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.  ...  Mas a palavra do Senhor permanece para sempre.

Ap 22:18-19 Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;    E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.

A apostasia sempre teve 3 modos básicos de operação, todos eles espelhados pelos tradutores modernistas:

·Exaltar o conhecimento humano acima da Bíblia (1 Tm 6:20 [4]);

·Espiritualizar as Escrituras de modo a anulá-las (2 Tm 2:16-18 [5]); e

·Substituir a revelação de Deus pela filosofia do homem (Cl 2:8 [6]).

Não nos intimidemos pelo falso eruditismo dos que atacam o Texto Recebido: através da História este texto tem, defendendo-o, eruditos bem maiores, verdadeiros estudiosos que alcançaram profundo conhecimento e sabedoria, crentes verdadeiros e fidelíssimos [7]. Ademais, em questões de revelação, de iluminação, de espiritualidade, de moralidade e verdadeira sabedoria espiritual, as grandes crises e a História têm provado que “pessoas comuns” são quase sempre melhores e mais seguros e confiáveis juizes do que o produto das mais aclamadas escolas...

Nosso objetivo e nossa oração é que, ouvindo ou lendo este pequeno resumo com toda seriedade e com coração totalmente aberto à voz do Espírito Santo:

a) Tu, uma vez convencido pelo Espírito Santo ao ponderar os fatos aqui expostos, passes a adotar, como a Palavra de Deus, somente o que chamaremos de VERSÕES FIÉIS  (ou, mais exatamente, Traduções fiéis dos manuscritos fiéis), uma vez que são traduzidas fiel-e-somente do Texto Recebido. Em português do Brasil, elas são as 2 seguintes versões da tradução de João Ferreira de Almeida:

a.a) “Edição Corrigida e Revisada (Fiel ao Texto Original)”, conhecida como "Almeida Corrigida Fiel" ou, simplesmente, como "Fiel", publicada pela SBT (Sociedade Bíblica Trinitariana), sendo por isso também conhecida como a  “Bíblia Trinitariana”  (tens que corrigir Zc 9:9); e

a.b) Edição Revista e Corrigida(tens que corrigir  1 Tm 3:16 e 2Tm 3:16).

b) Tu, depois de esclarecido, rejeites totalmente todas as “Bíblias” que chamaremos de VERSÕES INFIÉIS) (ou, mais precisamente, Traduções dos manuscritos infiéis), uma vez que são traduzidas não do Texto Recebido, mas sim de manuscritos corrompidos via Alexandria e Roma. No Brasil, estas “Bíblias”, que enganam muitos verdadeiros crentes não esclarecidos, são as seguintes edições da tradução de João Ferreira de Almeida:

·     Edição Contemporânea  (1990 - oscila entre o T. Recebido e o T. Corrompido);

·     Edição Revista e Atualizada  (1959; recomendada pela igreja papista, em 1968!); e

·     Versão Revisada (“de acordo com os melhores textos em grego e hebraico” - 1967)[8]

C) Tu passes a rejeitar, do mais enfático modo possível, como as maiores das abominações, as “Bíblias” que chamaremos de PER-VERSÕES PARA OS INFIÉIS (ou, mais acuradamente,  “Traíduções” infiéis, dolosamente feitas por infiéis e para os infiéis, a partir dos manuscritos infiéis), que já são repudiadas pela enorme maioria dos verdadeiros crentes já esclarecidos, por serem as maiores deturpações já vistas da Palavra de Deus: Tradução do Novo Mundo (dos Testemunhas de Jeová), Bíblias Católicas e Ecumênicas (Jerusalém, Vozes, etc.). e as traíduções não literalistas: Bíblia Viva (seu N.T. é vendido com o nome "O Mais Importante é o Amor"), Bíblia na Linguagem de Hoje (seu N.T. é adotado pelos romanistas),  Nova Versão internacional (NVI), etc.

(Tu continuarias consumindo regularmente 100kg de sorvete se soubesses que 5kg do terrível veneno arsênico foram alí misturados???).

A Lógica nos diz: 2 declarações opostas não podem ambas ser verdadeiras. Portanto, 2 “Bíblias” que se contradizem não podem, ambas, ser a perfeita Palavra de Deus!!! Tu vais ter que sábia e corajosamente escolher um tipo de tradução, e rejeitar totalmente todos os outros!!! (Continuarias consumindo regularmente 100kg de sorvete se soubesses que 5kg de arsênico foram ali espalhados???)

·A aceitação somente da absolutamente pura-e-verdadeira Bíblia é essencial:

Þ  Para salvar os perdidos Rm 10:17; 2 Tm 3:15; 1 Pd 1:23 [9]; e

Þ  Como a nossa única arma de ataque Ef 6:17; Hb 4:12a. [10].

·Qual achas que seria o melhor plano do Diabo contra a Bíblia? ... Sim, deturpá-la um pouquinho aqui, mas ali [ainda] não! Assim, o veneno mortífero está lançado, criando dúvidas, confusão e controvérsia, mas os adeptos do erro encontrarão uma desculpa, um pretexto, uma argumentação de defesa: “Vejam quanto sorvete bom deste lado, por que rejeitar todo o pacote? Por que ser tão radical? Por que esta mania de escrutinar tudo? Por que não apenas saborear o sorvete? Por que se preocupar com tão insignificante quantidade de veneno? Por que causar alarme, controvérsia e divisão?”.

·Quem achas que está por trás das dúvidas [11]  [12], confusões [13], mudanças e omissões das “Bíblias” inauguradas neste século? O Diabo, claro!!!... Quem mais ganharia com elas???... Quem?

·Sabes que, das “Bíblias” não baseadas no Texto Recebido, as menos más têm cerca de 5000 omissões ou adições ou alterações (isto representa cerca de 3 de cada 100 palavras do N.T. !!!), as piores têm mais de 36000 omissões ou adições ou alterações (isto representa mais de 19 de cada 100 palavras do N.T. !!!)???...

Uma das desculpa das Versões Infiéis e das Per-versões para os Infiéis é que partiram da excepcionalmente boa tradução original de João Ferreira de Almeida (1681 e 1753) e que meramente atualizaram o seu linguajar para os dias de hoje. Que doçura, que aparente piedade, que falsa candura! Mas toda a questão é totalmente diferente! Ninguém seria contra uma boa e mera atualização do linguajar! O terrível problema com essas versões é que horrendamente atacam alguns dos mais essenciais alicerces doutrinários do verdadeiro cristianismo: a infalível inspiração da Bíblia, a divindade de Cristo, Seu singular e milagroso nascimento virginal, a propiciação pelo sangue que verteu na Sua morte como nosso substituto vicário, Suas singular e literais ressurreição dentre os mortos e ascensão ao céu, a salvação pela exclusiva fé em Cristo, etc.!!!

A seguir, tendo por certo que já rejeitas as Per-versões para os Infiéis, vamos analisar quase que apenas as Versões Infiéis, comparando-as com o Texto Recebido, adotado pela "Edição Revisada e Corrigida, Fiel aos Textos Originais" da tradução de Almeida.


2. ATAQUES À DIVINDADE DE CRISTO

Passagem

Revista e Corrigida

Contemporânea

Revista e Atualizada

V. Revisada (de Acordo c/ Melhores Textos...)

»N.A.S.B.

»RSV americana 1982

Mq 5:2

   

faz Cristo ter sido criado

 

faz Cristo ter sido criado

Jo 9:35

 

muda Filho de Deus p/ Filho do Homem

muda Filho de Deus p/ Filho do Homem

Muda Filho de Deus p/ Filho do Homem

 

At 9:5,6

 

omite divindade e senhorio de Cristo

omite divindade e senhorio de Cristo

Omite divindade e senhorio de Cristo

omite divindade e senhorio de Cristo

At 20:28

       

omite divindade de Cristo

Rm 14:10b, 12

   

omite divindade de Cristo

Omite divindade de Cristo

 

1 Tm 3:16

omite divindade de Cristo [14]

omite divindade de Cristo

omite divindade de Cristo

Omite divindade de Cristo

 

Hb 2:11

       

faz Cristo ter sido criado


3. ATAQUES AO NASCIMENTO VIRGINAL DE CRISTO

Passagem

Revista e Corrigida

Contemporânea

Revista e Atualizada

V. Revisada (de Acordo c/ Melhores Textos...)

»N.A.S.B.

»RSV americana 1982

Is 7:14

       

muda virgem para jovem [Maria= fornicária, Jesus= filho ilegítimo!]

Lc 1:34

       

muda virgem para solteira [Maria= fornicária, Jesus= filho ilegítimo!]

Lc 2:33

 

faz José ser pai de Cristo

faz José ser pai de Cristo

faz José ser pai de Cristo

 

4. ATAQUES À RESSURREIÇÃO DE CRISTO

Passagem

Revista e Corrigida

Contemporânea

Revista e Atualizada

V. Revisada (de Acordo c/ Melhores Textos...) »N.A.S.B.

»RSV americana 1982

Lc 24:6

       

Omite ressurreição

5. ATAQUES À TRINDADE

Passagem

Revista e Corrigida

Contemporânea

Revista e Atualizada

V. Revisada (de Acordo c/ Melhores Textos...)»N.A.S.B.

»RSV americana 1982

1 Jo 5:6-8

   

rodapé destroi passagem fortíssima

omite passagem fortíssima

omite passagem fortíssima


6. ATAQUES À SALVAÇÃO PELA FÉ, À PROPICIAÇÃO (pelo sangue de Cristo), E À SUBSTITUIÇÃO VICÁRIA

Passagem

Revista e Corrigida

Contemporânea

Revista e Atualizada

V. REVISADA (de Acordo c/ Melhores Textos...)

»N.A.S.B.

»RSV americana 1982

Gn 12:3

       

nós nos abençoamos

Zc 9:9

([15])

       

Muda Cristo de Salvador para “vitorioso”

Jo 3:36

   

salvação por obediência, obras

salvação por obediência, obras

 

Jo 6:47

 

omite que fé deve ser em Cristo

omite que fé deve ser em Cristo

omite que fé deve ser em Cristo

 

Cl 1:14 ([16])

   

omite o sangue de Cristo

omite o sangue de Cristo

 

1 Pd 2:2

 

faz salvação ser processo

faz salvação ser processo

faz salvação ser processo

faz salvação ser processo

1 Pd 4:1

   

omite que Cristo morreu por nós

omite que Cristo morreu por nós

 

7. ATAQUES À PALAVRA DE DEUS

Passagem

Revista e Corrigida

Contemporânea

Revista e Atualizada

V. REVISADA (de Acordo c/ Melhores Textos...)

»N.A.S.B.

»RSV americana 1982

Lc 4:4

   

omite que o homem viverá de cada&toda Palavra de Deus

Omite que o homem viverá de cada&toda Palavra de Deus

 

2 Tm 3:16

tolera haver passagens não inspiradas [17]

   

Rodapé da N.A.S.B. implica que há passagens não inspiradas

 

8. ALGUMAS DAS OUTRAS MAIS GRAVES OMISSÕES DA N.A.S.B. (“New American Standard Bible”) (mãe da “Almeida Revisada, de Acordo c/ Melhores Textos...- 1967”), além das graves omissões e corrupções já vistas acima:

Mt 1:25       - Esconde que Cristo foi o primeiro de uma série de filhos de Maria.

Mt 9:13b     - Omite que arrependimento é indispensável para salvação.

Mt 18:11      - Esconde que Cristo veio para salvar, salvar os perdidos

(No rodapé, a “V. Revisada de Acordo c/ os Melhores...” implica que devemos omitir esta passagem).

Mt 19:17      - Esconde que só Deus é que é perfeitamente bom (assim, que Cristo é Deus).

Mt 20:16      - Omite que muitos são chamados, mas poucos são escolhidos.

Mc 2: 17      - Esconde que arrependimento é indispensável para salvação.

Mc 9:44,46 - Esconde o horror, literal, do inferno

(No rodapé, a “V. Revisada de Acordo c/ os Melhores...” implica que devemos omitir esta passagem).

Mc 16:9-20          - Omite 12 versículos consecutivos (!!!) [18] sobre a ressurreição de Cristo, a grande comissão, os sinais apostólicos, e a ascensão de Cristo.

(No rodapé, a “V. Revisada de Acordo c/ os Melhores...” implica que devemos omitir esta passagem).

Jo 7:53-8:11 - Omite 12 versículos consecutivos (!!!) sobre a mulher adúltera

(No rodapé, a “V. Revisada de Acordo c/ os Melhores...” implica que devemos omitir esta passagem).

At 8:37        - Esconde que crer é pré-condição para ser batizado

(No rodapé, a “V. Revisada de Acordo c/ os Melhores...” implica que devemos omitir esta passagem).

Além das gravíssimas deturpações das 11 passagens (Lc 2:33; 4:4; Jo 3:36; 6:47; 9:35; At 9:5,6; Rm 14:10b e 12; Cl 1:14; 1 Tm 3:16; 2 Tm 3:16; 1Pd 4:1) que já tínhamos visto nas seções anteriores, e das 11 que vimos agora, há mais de 182 versos onde palavras, frases, ou todo o verso são simplesmente omitidos!!!...

Observa que [quase] todas as omissões da N.A.S.B. já vistas antes e as que vimos agora são imitadas por todas as “Bíblias” do nosso País, exceto a Almeida "Corrigida e Revisada, Fiel aos Textos Originais", e a Almeida "Revista e Corrigida".

Ah, irmãos, tremamos ante Ap 22:18-19 + Pv 30:6 (não adicionar/ subtrair), 2Co 2:17 (não corromper), e Rm 1:25 (não transformar a Bíblia em mentira)!!!!!!

9. ALGUMAS DAS MAIS GRAVES “TRAÍDUÇÕES” DA “BÍBLIA NA LINGUAGEM DE HOJE”[19], E OUTRAS modernas Bíblias alexandrinas, além de todas as muitas corrupções imitadas da “Revista e Atualizada”, da “Revisada (de Acordo com os Melhores Textos...)”, e da RSV americana, já examinadas acima):

É omitida a divindade de Cristo em Rm 9:5. Ao invés de adorado, O faz apenas homenageado, em  Mt 9:18; 20:20; Mc 5:6; Lc 24:52.

São omitidas as referências ao sangue de Cristo: [ Mt 27:4,24,25; At 5:28; 20:28; Rm 3:25 ];       Rm 5:9; Ef 1:7; 2:13; Cl 1:14; 1:20; Hb 10:19; 1Pd 1:19; Ap 1:5; 5:9; ...

É negado o nascimento virginal de Cristo, em Is 7:14 e seu rodapé.

10. ALGUMAS das inúmeras PERVERSÕES DA “BÍBLIA VIVA”(N.T. também conhecido como "O mais Importante é o Amor")

A “Bíblia Viva” não é tradução, é mera paráfrase, arremedo, paródia! Não é a Palavra de Deus, é a palavra do perdido Taylor! Não merece o nome “Bíblia”, chamemo-la apenas de “Paráfrase-Perversão da Bíblia, para as Idéias de Taylor” [20].

Esta paráfrase é a mais extrema revolta contra as advertências de Ap 22:18-19 + Pv 30:6 (não adicionar/ subtrair), 2Co 2:17 (não corromper), e Rm 1:25 (não transformar a Bíblia em mentira)!!!!!!

Além desses incontáveis totais desrespeitos à verdadeira Palavra de Deus, além das gravíssimas imitações das 40 perversões, já analisadas, das edições “Revista e Atualizada”, “Revisada (de acordo com os melhores textos...)”, RSV, “Bíblia na Linguagem de Hoje”, etc., a “Paráfrase de Taylor”, ao menos numa edição em inglês, cometeu também estas grosseiras e abjetas ofensas contra a Palavra de Deus:

1 Sm 20:30    - Adulterou a Palavra de Deus, transformando-a em pornografia imunda e nem de longe existente no original: "You son of a __________! he yelled at him." Não quisemos transcrever tudo, vê tu mesmo, se queres te chocar.

1 Rs 18:27     - Mudou a Palavra de Deus em... ridículo!

Sl 34:20         - Anulou totalmente a profecia de que nenhum dos ossos de Cristo seria quebrado (cf. Jo 19:36).

Zc 13:6-7       - Fez Jesus não ter cicatrizes nas mãos mas sim nas costas, não ter sido ferido pelo seu povo (mas sim participando de uma briga, um tumulto, como de bêbados!). (Não aceitou que a passagem é continuação de 12:10-13 (13:1-5 é parênteses), e que Jesus aplicou a si esta profecia, em Mc 14:27). Rodapé implica que, Jesus, como falso profeta, mutilou-se, flagelou-se ferindo-se a si próprio!

João 9:34       - Adulterou a Palavra de Deus, transformando-a em pornografia imunda e nem de longe existente no original. Não quisemos transcreve-la, vê tu mesmo.

11. O TEXTO RECEBIDO. HISTÓRICO.

Há pelo menos 5309 manuscritos gregos, cada um contendo todo ou uma boa parte do N.T.[21] Estes manuscritos dividem-se em 2 grandes grupos:

GRUPO 1:

GRUPO 2:

Representam o que chamaríamos: Texto Preservado (via Antioquia, Ásia Grega e Vaudois).

 São a base das edições impressas conhecidas como Textus Receptus, Texto Recebido,  Majoritário, Tradicional, Complutense, de Antioquia (Síria), Greco-Sírio, de Bizâncio (= Constantinopla), de Erasmus (que compilou e imprimiu estes manuscritos gregos em 1522), de Stephens (1550), de Beza (1598), ou de Elzevir (1625).

Representam o que chamaríamos: Texto Corrompido, via Alexandria e Roma.

As edições impressas chamadas de Texto Crítico baseiam-se em cerca de 10 (mais freqüentemente em 3, muitas vezes em 2, às vezes somente em 1!) destes manuscritos, chamados de “Melhores e Mais Antigos” [22], de Alexandria (Egito), de Eusébio & Orígenes, da Vulgata de Jerônimo (380), de Westcott-Hort [23] (1870), de Nestle (1904), de UBS (1965).

São cerca de 5049 (cerca de 95% do total)

São cerca de 260 (cerca de 5% do total). As edições impressas do Texto Crítico baseiam-se mais freqüentemente em cerca de 3, muitas vezes em 2, às vezes somente em 1 destes manuscritos.

Concordam [quase que] perfeitamente, cada manuscrito comparado consigo mesmo e com todos os 5049 [24].

Isto é assombroso, só explicável pela maravilhosa e poderosa interposição da providência divina!

Deus jurou preservar Sua Palavra intacta, incessante e eternamente: Sl 12:6-7; 19:7-8; 119:89; 138:2b; Is 40:8 (= 1 Pd 1:25); Mt 4:4; 5:18;  24:35 (= Lc 21:33); Lc 16:17.

Cada manuscrito:

- Discorda inaceitavelmente  dos outros 260, e até de si próprio!!![25]

- Discorda terrivelmente (em milhares de pontos, inclusive em doutrinas de suma importância) dos cerca dos 5309 manuscritos gregos do Texto Recebido.

O resultado líquido destas discordâncias é que elas sempre (!) atacam as doutrinas essenciais de:

Cristo: sua divindade, seu nascimento virginal literal, sua ressurreição literal;

Salvação: só pela só em Cristo; pela propiciação pelo sangue de Cristo; por nos substituir vicariamente;

A Trindade;

A Bíblia: sua inspiração.

Estes manuscritos, que restaram da  perseguição de Roma [26], são mais recentes do que alguns dos 260 Manuscritos Corrompidos via  Alexandria e Roma. Mas isto não garante nada!

Alguns deles são mais antigos [27] que todos os 5049 manuscritos do Texto Recebido. Mas isto não garante nada![28] [29]

Vêm de igrejas fiéis, descendentes das de Antioquia (Síria), da Macedônia (ou, melhor dizendo, da Ásia Menor, ou Ásia Grega), da Gália (Sul da França) pré-papista; dos Celtas (Grã Bretanha, especialmente partes da Escócia e Irlanda) pré-papistas; dos Valdenses (de Vaudois, Norte da Itália, aos pés dos Alpes; estes fiéis Valdenses preservaram [30] o texto puro, desde cerca do ano 157, até a Reforma).

Todos eles derivam-se de igrejas de Alexandria (Egito) (que se tornaram heréticas e infiéis, sem respeito absoluto à Palavra, tudo sob a influência de Marcion (anos 120-160)[31] e de Orígenes (184-254)[32]).

Foram forçados pela igreja de Roma (via imposição da Vulgata de Jerônimo).

Serviram de base a todas as Bíblias dos crentes pós-reforma, em centenas de idiomas,  desde a Bíblia de Tyndale (1522), a de Lutero (1525 e 1534), a do Rei Tiago (King James Bible, 1611), a de João Ferreira de Almeida (1681 e 1753), etc., até começarem as lamentáveis revisões que começaram a se difundir pelo mundo, neste século. Mas as Bíblias baseadas no Texto Recebido, pela graça de Deus e o testemunho do Seu Espírito, ainda são as mais amadas e adotadas pelos verdadeiros crentes fiéis & esclarecidos, das igrejas fiéis & esclarecidas, em todo o mundo.

Só a partir da English Revised Version, 1881 (no Brasil, só após a   Tradução Brasileira, 1917) é que defensores da alta-crítica, infiéis que se diziam “protestantes”, começam a publicar as primeiras “Bíblias protestantes” baseadas no Texto Corrompido. Mesmo assim, elas só começaram a ter alguma aceitação a partir da RSV 1952 (no Brasil, ARAtlz 1959)

Fundamentalmente, através dos séculos, há apenas duas grandes correntes de Bíblias [33]:

1) A corrente do Texto Recebido, em hebraico e grego: esta pura e abençoada corrente começou com as igrejas dos apóstolos e foi preservada pelo próprio Deus, por intermédio da erudição verdadeira e da sabedoria espiritual da pura igreja nas suas diferentes fases:

a) A igreja de Pella, na Palestina, para onde os cristãos fugiram quando os romanos destruíram Jerusalém, no ano 70;

b) A igreja de Antioquia, na Síria, que enviou Barnabé e Paulo como missionários aos gentios, e se tornou o centro do cristianismo. Teve muitos profundos eruditos, fiéis e verdadeiros. Em 150 eles concluíram a Peshitta, a excelente tradução da Bíblia para o sírio, das quais ainda existem mais de 300 cópias;

c) As igrejas da Itália [Norte, não Sul!], que no ano 150 concluíram a Bíblia Itálica [34] ;

d) As igrejas gálicas pré-papistas, no Sul da França;

e) As igrejas celtas pré-papistas, na Grã Bretanha;

f) As igrejas Valdenses, na região de Vaudois, Norte da Itália, aos pés dos Alpes. Elas preservaram o texto puro, desde 157. Embora Roma tenha assassinado quase todos os Valdenses, em massacres entre os anos 500s e 700s, muitos das puras cópias por eles usadas chegaram a Erasmus, aos reformadores, e a nós (louvado seja o Senhor!) ;

g) As igrejas da Reforma, na Alemanha, Suíça, Inglaterra, etc. As Bíblias baseadas no Texto Recebido foram as únicas usadas pelos chamados protestantes, em centenas de países e línguas em todo o mundo, desde Tyndale (1522 e 1534), Lutero (1525), Rei Tiago (1611), João Ferreira de Almeida (1681 e 1753), Almeida Revista e Corrigida (última revisão em 1966), Almeida Corrigida e Revisada Fiel aos Textos Originais (ou Trinitariana, da Sociedade Bíblica Trinitariana, 1994), etc., até começarem as lamentáveis revisões que começaram a se espalhar, em inglês, no final do século XIX, ganhando mais atrevimento neste século XX.

2) A corrente do Texto Corrompido via Alexandria e Roma: Esta corrente tem muito poucos manuscritos antigos, e é representada por:

a) Em grego: - Vaticanus (Codex B) e Sinaiticus (Codex Aleph);

b) Em latim:  - a Bíblia Latina de Jerônimo (a Vulgata);

c) Em inglês: - todas as Bíblias católicas/ecumênicas; e Bíblias que começaram a se introduzir entre os protestantes: English Revised Version (de 1881; alcançou seminários e intelectuais modernistas, mas não o "povo" crente), American Revised Version (de 1901), New English Version, N.I.V. (New International Version), Revised Standard Version, Good News for Modern Man, Living Bible, etc.

d) Em português: - todas as Bíblias católicas/ecumênicas; e Bíblias que começaram a se introduzir entre os protestantes, principalmente na segunda metade deste século XX: Almeida Revista e Atualizada no Brasil (1959), Almeida Revisada “de Acordo com os Melhores e mais Antigos Textos” (1967), Almeida Contemporânea (1990 - oscila entre o T. Recebido e o T. Corrompido), Bíblia na Linguagem de Hoje, Bíblia Viva; etc.

Assim, a presente disputa, onde

a) de um lado estão a sumamente excelente "Almeida Corrigida e Revisada, Fiel ao Texto Original" (ou Trinitariana, de 1994) juntamente com a consagrada "Almeida Revista e Corrigida", ambas baseadas no Texto Recebido e na tradução de João Ferreira de Almeida de 1681 e 1753; e,

b) do outro lado, estão todas as demais versões em português,

é o mesmo combate lutado:

a) no século I, pelas igrejas fiéis fundadas pelos apóstolos, contra as seitas rivais;

b) nos séculos II a VI, pelas igrejas fiéis (dos crentes fiéis do Norte da Itália, da Macedônia (ou, melhor dizendo, da Ásia Menor, ou Ásia Grega), dos gauleses pré-papistas do Sul da França, e dos celtas pré-papistas do Norte da Grã Bretanha) contra as seitas e as igrejas infiéis, das quais se destaca, nos séculos I e II, a de Alexandria, no Egito, e daí em diante, a de Roma;

c) nos séculos IV a XIII, pelos Valdenses (de Vaudois, ao Norte da Itália) e também pelos Católicos Gregos (Igreja Ortodoxa Grega, abrangendo toda a Ásia Menor, com sede em Constantinopla) contra os terríveis papistas (de Roma, ao Sul da Itália);

d) nos anos 1500's em diante, pelos reformadores contra os papistas (especialmente os Jesuítas).

Citamos Benjamin G. Wilkson  (em Our Authorized Bible Vindicated, parte de “Which Bible?”, editado por David Otis Fuller):

Deus não escreveu uma centena de Bíblias; existe apenas uma Bíblia; as outras, na melhor das hipóteses, são apenas aproximações dela. Em outras palavras, o Novo Testamento grego de Erasmus, conhecido como o Texto Recebido, não é nenhum outro senão o Novo Testamento grego que suportou e venceu a ira dos seus inimigos pagãos e papais.

12. TEM GARRA, TOMA POSIÇÃO (adaptado de Barry Burton)

Tua indecisa pergunta

Nossa amorosa&encorajante resposta

“Mas eu leio [privadamente e do púlpito] as versões modernas apenas porque elas ajudam a entender a Bíblia melhor.”

Tu diariamente beberias e darias a teus filhos copos de refresco com ‘apenas’ 5% de arsênico (mesmo que agradáveis ao paladar)???...

“O.K., para manter aparências, pregarei por Bíblia fiel. Mas, para estudo, continuarei com as Bíblias modernas, achando que devem ser as melhores. ”

Isto é o pior de tudo: hipocrisia. Contrasta com 2 Tm 2:15 Procura apresentar-te a Deus aprovado, [como] obreiro que não tem [de que] se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.

 “Mas afinal, por que é tão importante qual a Bíblia que eu uso?”

Ela é importante para teu próprio bem espiritual (1 Pd 2:2 Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por eles vades crescendo). E o dos teus filhos (Dt 6:6-7 E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te). E para não fazermos o Diabo feliz.

“Mas não é certo que, enquanto as novas versões em alguns locais destroem importantes doutrinas como a divindade de Cristo, em outros locais as preservam?”

Este é o velho “truque da contradição”, tão usado pelo Diabo: aqui ele não toca (ganhando credibilidade), ali ele adiciona algo, acolá ele muda um pouco, trás-acolá ele subtrai totalmente, ao todo ele confunde e mina. Contrasta com Lc 16:17  E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei.

“Mas praticamente TODOS endossam as versões modernas!...”

Isto é tão falso como é verdade que Elias não enxergou os milhares que não se dobraram a Baal. Ademais, a opinião de “toda a humanidade” não invalida a verdade de Deus. Contrasta  Mt 7:13-14 Entrai pela porta estreita; porque larga [é] a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita [é] a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.

“Mas as versões modernas não meramente atualizaram o linguajar arcaico, sem introduzir erros doutrinárias?”

Nada é mais falso que isto: estuda bem as seções 2 - 10, lendo todas as passagens Bíblicas, comparando a "Almeida Corrigida,  Fiel" com as Bíblias baseadas no T. Corrompido.

“Mas eu não entendo ou não consigo obedecer boa parte da Bíblia... Então, por que deveria eu objetar a que alguns tradutores deixem de fora um punhado de palavras?”

São centenas ou milhares de palavras! Contrasta Ap 22:19  E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.

“Mas se eu tomar uma posição... os meus pastores-colegas me chamarão de radical, e meus amigos me chamarão de mente-estreita.”

Contrasta Rm 1:16 ... não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.

“Então, o que devo fazer com minhas Bíblias modernas?”

Joga-as fora. Guardarias no refrigerador, por 6 meses, carne moída que veio a apodrecer, somente porque pagaste $18.00 por ela?

“Mas eu não suportarei a despesa de comprar uma Bíblia fiel”

Contrasta Mt 4:4 ...Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.

“Não é certo você julgar estas outras Bíblias e dizer que não são boas”

Contrasta 1 Jo 4:1 Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque [já] muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Deus nos ordena discernirmos (e separarmo-nos de) o erro.

“Bem, eu reconheço que as Almeidas CFiel e RCorr são as certas, mas não desejo confundir minha congregação... este é um assunto tão complicado!”

Tens a obrigação de esclarecer tua congregação, confusa não pelas Versões Fiéis e tradicionais, mas pelas muitas Infiéis e novas. E tens o poder para fazê-lo, se estudares o assunto com muita oração, muita coragem, e muito esforço.

13. SE TU ÉS UM PREGADOR... (adaptado de Barry Burton)

...E não tomaste o tempo para estudar as versões modernas e encontrares, tu mesmo, qual é a verdade...

Então começa imediata e diligentemente. Isto é importante! As vidas espirituais do teu povo dependem disto... é tua responsabilidade!!!

... E não crês que tens HOJE a PERFEITA e infalível Palavra de Deus..., PERFEITAMENTE inspirada E PRESERVADA

Então que é que estás fazendo aí, no ministério? Não tens Boas Novas para pregar, pois se Deus mentiu em Is 40:8 (Seca-se a erva e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente),  como sabes que não mentiu ao garantir vida eterna, em João 3:36? E ao garantir-nos salvar do fogo eterno, em Rm 5:9? E ao nos garantir mudar toda nossa vida, em 2 Co 5:17? E ao te garantir poder para pregar, em 1 Co 1:18?

...E não crês que a Palavra de Deus, nas tuas mãos, é ABSOLUTAMENTE verdadeira e perfeita (Sl 12:6-7 As palavras do SENHOR [são] palavras puras, [como] prata refinada em fornalha  de barro, purificada sete vezes. Tu AS guardarás, SENHOR; desta geração AS livrarás para sempre.) [35]

Então não tens absolutamente nenhum direito de ser um ministro de Deus!!!

Ser um pregador é suprema honra:

(1 Tm 3:1 ... se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja)

mas é também suprema, assustadora, pesadíssima responsabilidade:

(Jr 23:1 Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR).

14. BIBLIOGRAFIA  RECOMENDADA

Burton, Barry - Let’s Weigh the Evidence - Which Bible is the REAL Word of God? Chick Publications, 95 pags, 1983. Demonstra a superioridade da versão King James (Texto Recebido) sobre as Revised Standard, American Standard, New International, e New English.

Fuller, David Otis (editor) - Which Bible? Grand Rapids International Publications, Fifth Edition, 350 pags, 1977. Inclui os 10 capítulos do excelente livro Our Authorized Bible Vindicated, de Benjamin C. Wilkinson. Demonstra a superioridade do Texto Recebido, e da King James Bible.

Fuller, David Otis - Counterfeit or Genuine? - Mark 16? John 8?. Grand Rapids International Publications.

Fuller, David Otis - True of False? - The Westcott-Hort Theory Examined. Grand Rapids International Publications. Uma edição condensada e editada da obra prima de John W. Burgon, The Last Twelve Verses of Mark, juntamente com outras contribuições.

Hills, Edward F. - The King James Version Defended.

Hills, Edward F. - Believing Bible Study.

Ray, Jasper James - God Wrote Only One Bible.

dos Reis, Aníbal Pereira - A Bíblia Traída. Edições Caminhos de Damasco, 166 pags, 1976. Expõe as terríveis perversões da “Bíblia na Linguagem de Hoje”.

Ruckman, Peter - Christian‘s Handbook of Manuscript Evidence.



[2] Em 1910 começou na América do Norte um movimento conservador entre as igrejas protestantes, resistindo aos ataques dos liberais para dobrar os ensinos do cristianismo às posições da “ciência” (especialmente à teoria da evolução) e do modernismo teológico. Os de fora desdenhosamente chamaram este movimento de Fundamentalismo, porque ele insistia em que há 5 alicerces (fundamentos) indispensáveis e inegociáveis da verdadeira fé: a) a inerrância, infalibilidade e verdade literal da Bíblia em cada detalhezinho; b) o nascimento virginal e divindade plena de Jesus Cristo; c) a ressurreição física de Cristo e de todos os mortos; d) o sacrifício vicário de Cristo pelos nossos pecados; e e) a segunda vinda de Cristo em forma corpórea.

[3] A Bíblia é o único livro inspirado, inspirado por Deus (Cada palavrinha, sobre qualquer assunto, de capa a capa, sem o menor erro ou falha Pv 30:5; Jo 17:17; 1 Ts 2:13; 2 Tm 3:16; 2 Pd 1:21).

[4] O Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência,

[5] Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade.    E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto;    Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns.

[6] Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;

[7] Dois exemplos:

- John William Burgon (1813-1888), verdadeiro erudito e profundíssimo conhecedor e estudioso dos manuscritos do N.T., cujas magistrais defesas do Texto Recebido e ataques ao texto adotado por Westcott-Hort continuam irrespondidos e irrespondíveis.

- Robert Dick Wilson (1856-1930), que dedicou sua vida ao mais profundo estudo dos manuscritos do V.T., para isto dominando perfeitamente 45 (!) línguas e dialetos antigos, e tornando-se um dos campeões do fundamentalismo contra o modernismo.

[8]  O título “Versão Revisada, de Acordo com os Melhores Textos em Grego e Hebraico” é tremendamente traiçoeiro e enganador, uma vez que, como veremos depois, esta é uma tradução não do puro Texto Recebido, mas sim do Texto Corrompido via Alexandria e Roma.

[9] Rm 10:17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

2Tm 3:15  E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.

1Pd 1:23  Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.

[10] Ef 6:17 Tomai também o capacete da salvaçäo, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;

Hb 4:12a.   Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes,

[11] Qual foi a primeira coisa que o Diabo fez para tentar Eva? Lançar dúvidas sobre a Palavra de Deus! Gn 3:1b ... É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?

[12] Nas “Bíblias” não baseadas fiel e somente no Texto Recebido, examina os rodapés ou colchetes, do tipo:

“Esta passagem não aparece nos melhores e mais antigos manuscritos”,    “Os manuscritos piores e posteriores é que adicionaram as palavras ...”;   “Mas algumas autoridades dizem que...”

Estes rodapés e colchetes semeiam fé ou semeiam dúvidas na Palavra de Deus? Imitam ou não o papel do Diabo? Quem é o único que ganha com estas dúvidas? Não percebes, querido irmão?

[13] Observa a confusão gerada pelas “Bíblias” não baseadas fiel e somente no Texto Recebido:

“Pregador, pare agora mesmo, minha Bíblia não tem o que o Senhor leu, não!”.   “Minha Bíblia diz algo muito diferente, ...”   “E, agora, qual das Bíblias é a verdadeira???!!!...Como é que eu jamais poderei continuar a ter certezas absolutas???”

[14] Tens que corrigir de “aquele que se manifestou em carne” para “Deus foi manifestado na carne”, na Almeida Revista e Corrigida.

[15] Tens que corrigir de “salvo” para “Salvador”, na  Almeida Corrigida e Revisada, Fiel aos Textos Originais.

[16] Cl 1:14 é o primeiro versículo que nós olhamos quando examinamos uma nova Bíblia. Se ela diz que temos a redenção pelo sangue de Cristo, continuamos a examiná-la, há boas chances de que o seu Novo Testamento seja uma fiel tradução do Texto Recebido. Senão, rejeitamos a nova “Bíblia” imediatamente, por não ser fiel tradução somente dos manuscritos que são os únicos que são a Palavra de Deus, por Ele preservada, quanto ao Novo Testamento.

[17] Tens que corrigir de “Toda a Escritura divinamente inspirada é proveitosa...” para “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa...” na Almeida Revista e Corrigida.

[18] Dos 620 manuscritos antigos (em grego) do livro de Marcos, 618 deles têm estes 12 versos, só 2 manuscritos não os têm!!! Os modernistas chamam estes 2 lamentáveis manuscritos de “melhores”, mas na realidade são piores, inaceitáveis. Além de obviamente enfraquecerem as doutrinas mais importantes da Bíblia, de obviamente favorecerem ao Diabo e não a Deus, de discordarem de todos os outros manuscritos, de terem vindo de igrejas infiéis, de terem sido pouco manuseados e gastos (o que pode ser indício de que não foram bem aceitos, desde suas confecções), estes 2 manuscritos: entre si se contradizem, e em si, cada um deles é cheio de rasuras, omissões, repetições, consertos feitos nas margens, e cheios de erros!!!

Os falsários deixaram rastos grosseiros: um manuscrito deixa um espaço em branco exatamente do tamanho da omissão e a tentativa do outro esconder a farsa fica patente pelo inusitado aumento do tamanho das letras e dos espaços entre linhas nas páginas antecedentes exatamente necessárias. Ridículo!

Omitir estes 12 versos, ou pô-los entre colchetes [ ] e dizer, no rodapé, que estes versos “provavelmente não estavam nos originais”, é a coisa mais ridícula e revoltante do mundo! Que júri rejeitaria o testemunho de 618 pessoas boas, de impecável histórico e concordantes entre si, para aceitar o de 2 pessoas más, de maus históricos e discordantes entre si e em si mesmas?????...

[19] Traduzida de “Good News for Modern Man”, a “Bíblia” segundo o infiel Robert Bratcher.

[20] Em Time Magazine de 24.July.1972, o psiquiatra de Taylor revelou que seu paciente  perdera a voz por psicológica e incontrolavelmente se autopunir por maltratar e corromper o que ele sabia ser a Palavra de Deus!!!...

[21] Ademais, há muitos manuscritos de TRADUÇÕES muito antigas, para outras línguas, por exemplo: a Peshitta, também conhecida como a Bíblia (completa) Síria, de cerca do ano 150, da qual ainda sobrevivem mais de 300 manuscritos; a Itálica, de cerca do ano 157, também conhecida como a Bíblia Latina (e também chamada de Vulgata, até Roma forçar a obra de Jerônimo, com o mesmo nome). Estas antigas traduções são basicamente fiéis ao Texto Recebido! Este Texto também tem o testemunho, nos primeiros séculos, de milhares de LECIONÁRIOS (livros com passagens bíblicas selecionadas, a serem lidas nas igrejas) e milhares de CITAÇÕES da Bíblia pelos pastores e escritores.

[22] Que nome impróprio!

[23] Westcott e Hort são venerados pelos revisicionistas da Bíblia como os grandes pais deste movimento. Quem foram eles, na realidade? Eram anglicanos (Burgon também, mas era salvo e fiel, diametralmente se lhes opondo). Admiravam e comungavam com o evolucionismo de Darwin; não criam em Gênesis; nem na doutrina da propiciação por substituição vicária; eram sacerdotalistas e sacramentalistas; eram extremamente simpáticos ao Romanismo e à mariolatria; foi muito traiçoeiramente que tramaram e produziram, com outros, uma “revisão” da Bíblia; etc.

Benjamin Wilkson (em livro editado por Fuller) cita, de cartas e outros documentos de Westcott e Hort:

- “Existem, eu temo, ainda mais sérias diferenças entre nós [contra os evangélicos] a respeito do assunto da autoridade, especialmente o da autoridade da Bíblia.”   “O livro que mais me cativou é Darwin. ... é um livro do qual se é orgulhoso de ser contemporâneo... Meu sentimento é forte, de que a teoria [de Darwin] é irrespondível. Assim sendo, ela abrirá um novo período.”  “Ninguém hoje em dia, eu suponho, acredita, por exemplo, que os primeiros 3 capítulos de Gênesis apresentem uma história literal - Eu nunca poderei entender como alguém, lendo-os com os olhos abertos, poderia pensar que eles o façam [isto é, apresentem uma história, literal].”   “Nenhum estado tal como ‘Éden’ ... jamais existiu ... a queda de Adão não diferiu em nenhum grau da queda de cada um dos seus descendentes.”  “Pense naquele vil [nojento, repulsivo, depravado, sem valor algum] ‘Texto Recebido’ ”.

- “E atrás da tela havia, em tamanho real, uma ‘Pietá’ [isto é, uma estátua da Virgem, condoendo-se de um Cristo morto, no seu colo]... Se eu estivesse sozinho eu poderia ter ficado AJOELHADO ali por horas.”   “Adoração a Maria e adoração a Jesus têm muito em comum nas suas causas e nos seus resultados.”   “Eu sou um sacerdotalista ferrenho.”    “Protestantismo é apenas parentético e temporário.”    “A pura visão Romanista me parece mais próxima (e mais provável de levar) à verdade, do que a [visão] evangélica...”   “Não ousemos abandonar os sacramentos [Romanistas], ou Deus nos abandonará.”

- “... a popular doutrina da substituição é uma farsa imoral, grave ... nada poderia ser mais não escritural ... uma heresia quase universal.”

[24] A maior fraqueza dos críticos textuais (liberais e modernistas teológicos) é que, enquanto clamam que o Texto Recebido não é o fiel representante dos manuscritos originais, são totalmente incapazes de explicar sua uniformidade e sua dominante aceitação pelas igrejas fiéis de todos os séculos. Em última análise, como antigüidade não decide nada, o argumento desses críticos reduz-se a que “o Vaticanus + Sinaiticus devem ser preferidos porque têm melhor leitura” (isto é, porque eles gostam mais do que esses manuscritos dizem!...Tudo é somente opinião pessoal, desgostosa e rebelada contra alguns ensinos bíblicos).

[25] Por exemplo, os 2 manuscritos mais importantes e básicos deste grupo de 260, isto é o Vaticanus (Codex B) e o Sinaiticus (Codex Aleph), discordam um do outro mais de 5337 vezes no N.T., sendo mais de 3000 vezes somente nos 4 evangelhos! Os poucos manuscritos que concordam entre si (como o Codex B e o P75), derivam diretamente de uma “revisão” de um texto local do Egito! Tal concordância, imediatamente derivada de uma “revisão”, não tem peso algum...

[26] Por exemplo: No ano 600, Papa Gregório I, chamado o Grande, mandou queimar as duas grandes bibliotecas dos Valdenses, uma guardando muitos preciosíssimos e antiquíssimos manuscritos em grego, outra guardando traduções e manuscritos em Latim. A perseguição continuou através dos séculos: alguns dos melhores manuscritos remanescentes dos Valdenses, que em 1658 tinham sido levados para a Universidade de Cambridge e eram guardados em 7 grandes fardos, haviam inexplicavelmente desaparecido em 1823. Roma destruiu todos os manuscritos gregos dos séculos iniciais, para que eles não desmascarassem os manuscritos que resultaram na Vulgata de Jerônimo!...

[27] Lembremos que o clima seco do Egito propicia melhor conservação dos papiros, dos manuscritos em maiúsculas e dos em minúsculas.

[28] - Paulo advertiu aos pastores de Éfeso: “...de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão [coisas] perversas...” (At 20:30-31); e aos Tessalonicenses: “... já o mistério da iniquidade opera...” (2 Ts 2:7); e “...não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, ...” (2:2). Pedro também advertiu:  "... em todas as suas epístolas [de Paulo], entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição." (2Pd 3:16).  Quão atrevido é esse mistério da iniquidade, ao começar a falsificar e forjar as Escrituras ainda durante a vida dos apóstolos! Ademais, Justino Mártir espalhou heresias e adulterou Escrituras antes de 140, Taciano (Gnóstico) antes de 170, Clemente de Alexandria antes de 200.

- Roma sempre procurou destruir os manuscritos mais antigos do Texto Recebido.

[29]  Vaticanus e Sinaiticus são comprovadamente 2 dos menos confiáveis (comprovadamente mais rasurados e sobrescritos, etc.) entre todos os manuscritos do mundo: O Códex Sinaiticus (ou Aleph) foi, em períodos diferentes, profusamente “corrigido” por 10 diferentes escribas, alguns deles sistematicamente fazendo alterações em todas as páginas, de modo que está praticamente coberto de alterações!

[30] Não há como explicar o fenômeno dos Valdenses senão por reconhecer neles a interposição da providência divina que “escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes.”

[31] Marcion esposava as terríveis heresias dos Gnósticos, que se caracterizavam por: magnificar, acima de tudo, o conhecimento, mistérios secretos que levavam à união com um Deus de quem todos somos átomos; combinar especulações filosófico-científicas gregas, poderes astrais orientais e reverência a intermediários angelicais; desprezar fatos históricos registrados na Bíblia (criação do universo, vida de Cristo [encarnação, humanidade, nascimento virginal, sofrimento, morte, ressurreição]); alguns ensinavam ascetismo, outros libertinagem.

 

[32] Orígenes às vezes pregava a não divindade de Cristo (corrompeu João 1:1 exatamente como os Testemunhas de Jeová), às vezes que o Senhor não viveu fisicamente. Foi a raiz e expoente do alegorismo que até hoje envenena a hermenêutica. Ensinou: “As Escrituras são de pequeno valor para aqueles que as entendem como elas foram escritas”. Ensinou que as almas existem desde a eternidade passada, antes de habitarem os corpos; que, depois da morte, migram para formas de vida mais baixas ou mais elevadas, de acordo com as obras feitas no corpo; e que, ao final deste ciclo de evolução, todos voltariam ao estado de pura inteligência, para novamente começarem os mesmos ciclos de antes. Ensinou que os demônios seriam salvos, e que as estrelas e planetas tinham almas. Transformou toda a Bíblia numa alegoria.

[33] Erasmus, durante seu magnífico trabalho, dividiu todos os manuscritos gregos em 2 classes: aqueles que concordavam com o Texto Recebido, e aqueles que concordavam com o manuscrito Vaticanus.

[34]  A Bíblia Itálica, juntamente com muitas outras traduções para o Latim Velho, foi conhecida como a Vulgata, até a obra de Jerônimo tomar este nome. Quanto às muitas traduções para o Latim Velho, a maioria de (mas não todas!) essas traduções basearam-se no Texto Recebido.

[35] “as” (referindo-se às palavras de Deus) e “os” (referindo-se aos crentes fiéis) são, ambas, traduções perfeitamente possíveis.



(retorne à PÁGINA ÍNDICE de http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT)