Ataques a Só-KJB, Só-TT, KJB, Gl 3:24 Schoolmaster, At 19:37 Churches, Lc 18:12 Possess, Gn 1:28 Replenish, Rm 6:2 God Forbid, Ef 4:22 Conversation.



Hélio de Menezes Silva, 2016




Amado Hélio,

Um conhecido nosso leu vosso artigo
"http://www.solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/Firmem-seNaKJB-1611.AoInvesDoGregoEHebraico-Helio.htm" e me interpelou. Respondi assim:

*******************************************************

"Li, superficialmente, o artigo do Hélio. Mas acredito que ele não tenha se tornado adepto da inspiração da AV! Pelo menos não no sentido de seus tradutores! Mas sim que uma tradução fiel (=literal) do TR preservado, traz consigo o bônus da inspiração daquele!


HHHH: Em um certo sentido, do mesmo modo que Deus de forma absolutamente perfeita INSPIROU- assoprou às mentes dos escritores-amanuenses cada palavra dos escritos originais registrados através das mãos de Moisés (Gênesis) até João (Apocalipse), e do mesmo modo que de forma absolutamente perfeita Deus PRESERVOU cada palavra através do rigoroso processo de cópias manuscritas até, depois da invenção da imprensa, chegarmos a impressões chamadas de "Texto Massorético (hebraico) de Ben Chayyim" e de "Textus Receptus (grego) de Scrivener corrigido", de modo que podemos dizer que eles são a perfeitamente INSPIRADA Palavra de Deus,,
assim também TODA tradução fiel e competente, feita por rigorosa Equivalência Formal a partir daqueles textos Massorético e Receptus, é também a perfeitamente INSPIRADA Palavra de Deus.
São INSPIRADAS por Deus, são a perfeita Palavra de Deus, as TRADUÇÕES de Tyndale, KJB-1611, Lutero 3ª edição, Almeida 1681/1753 (hoje, a ACF-2011), Reina-Valera (hoje, a R.V. Gomez), Young's Literal Translation, Bíblia LTT (Literal do Texto Tradicional, 2016), etc. EU ACREDITO QUE TODAS ESTAS SÃO A INSPIRADA PALAVRA DE DEUS, TANTO QUANTO O FORAM OS ESCRITOS DAS MÃOS DE MOISÉS, JOÃO, etc.

HHHH: Mas não sigo Ruckman, que pregava que os tradutores da KJB-1611 foram movidos por Deus de forma tão direta e perfeita e incapaz de ser aperfeiçoada, quanto os escritores (Moisés, João, etc.) dos manuscritos originais.
Eu creio e afirmo que todas as Bíblias supracitadas são inspiradas, sim, simplesmente porque foram traduzidas com a maior fidelidade e competência, a partir dos textos hebraicos e gregos que são perfeitos em cada letra. Mas esta perfeita inspiração de uma tradução dá margem para se dialogar sobre qual é o mais exato sinônimo a ser usado, por exemplo, é melhor "casa" ou "residência"? Nas línguas originais, não se pode mudar sequer uma letra, mas, nas traduções feitas a partir do hebraico de Ben Chayyim e do grego de Scrivener corrigido, aqui e acolá talvez se possa dialogar se é melhor manter "mancebo" ou mudar para "jovem homem", etc. Não há problema nenhum nisso.


Agora, indutivamente falando, a AV surpreende pela sua precisão harmônica!!

O artigo anexo ("http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/2Mentiras-InerranteSoNosOriginaisEGrego-Coats.htm".) é elucidativo".

Aí, ele veio com essa:

"Do artigo que você passou, só consegui ler o primeiro parágrafo. A Bíblia [só] é [100%] inspirada nos seus manuscritos originais, e a minha Bíblia [somente] é inspirada [onde e] na medida que seja ela fiel aos manuscritos originais. No fundo, até os KJV-Only creem nisto, se não, não iam insistir que uma versão seja mais fiel ao texto original.


HHHH: Concordo com ele na sua afirmativa final, que até os KJV-Only insistem que as traduções para todas as línguas seja fiel tradução [isto é, por competente Equivalência Formal] a partir do Texto Original [perfeitamente preservado em Ben Chayyin e em Scrivener corrigido]. E eu poderia acrescentar:
- Não sou KJ-Only no sentido que o reclamador usa, a começar porque não sou inglês, nem americano, não é em inglês que lei a Bíblia diariamente, não é em inglês que prego e ouço pregações.
- O que realmente somos é TT-only [Ben Chayyin e em Scrivener corrigido], crendo que o TT não tem um iota nem um til que não seja perfeito, perfeitamente de Deus
- Quando falamos de perfeição nos escritos nas línguas originais, entendemos por isso que não tiveram nenhuma letra ou acento que não fosse perfeito, a Palavra de Deus. Quando falamos de perfeição em uma tradução, este termo "perfeição" é um termo relativo, somente significa que não há 1 só tradução (de 1 palavra) que seja grosseiramente errada, sem a menor possibilidade de não ser encontrada em algum dicionário. Tal "perfeição de tradução" deixa margem para crentes fiéis dizerem que, em raros pontos, um sinônimo seria melhor.
- Em 40 anos de uso da KJB-1611 e das ARC e ACF, e em quase 20 anos escrevendo a tradução conhecida como LTT-2016, posso dizer que não há 1 só palavra da KJB (VT+NT) e da ACF-2011 (NT, não examinei tão bem o VT) e da LTT-2016 que alguém tenha provado que está grosseiramente errada, sem a menor possibilidade de poder estar certa. Mas, nas outras traduções inglesas e em português,
(a) se [ARC da IBB, Reina-Valera 1960, etc.] alegam terem sido traduzidas exatamente do mesmo TT, então somente há poucas centenas de grosseiramente divergentes, impossíveis de reconciliar divergências, e,
(b) se vierem do Texto Crítico [ARA, NVI, NTLH, etc.], há muitos dezenas de milhares de graves diferenças.




Mas, só para brincar um pouco, seguem alguns erros de tradução que se encontram na KJV:

Gálatas 3:24
Wherefore the law was our schoolmaster [to bring us] unto Christ, that we might be justified by faith.

A palavra "schoolmaster" [professor de escola, ou seu diretor] leva a gente a pensar que a lei nos ensina sobre Cristo. A palavra em grego (παιδαγωγοςn TR de Stephanus) tem a ideia de um escravo que leva o aluno ao mestre...a lei nos conduz a Cristo. Um conceito muito diferente.


HHHH: Em primeiro lugar, meu idioma é o português, e não vejo problema algum na LTT nem na ACF:
(Gl 3:24 [LTT])
De maneira que a Lei [o] nosso TUTOR- INSTRUTOR tem sido para [nos trazer]  até a [o] Cristo, a fim de que, provenientes- de- dentro- da fé, fôssemos declarados justificados.
(Gl 3:24 [ACF2007])
De maneira que a lei nos serviu de AIO, para [nos conduzir] a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados.

Ademais, quanto à KJB,
a) Acho que
παιδαγωγοςn não tinha perfeita tradução no inglês e na cultura inglesa da época da KJB-1611 e antes, e a mais aproximada era "schoolmaster", pois foi usada por Tyndale 1526, Bishop's 1568, Genebra 1599, KJB-1611;
b) Seria bom o reclamante checar o sentido de Schoolmaster no século 17, o Oxford English Dictionary dá o sentido, nos séculos passados, das palavras, mas eu precisaria pagar para consular online.
c) De toda forma,
http://www.dictionary.com/browse/schoolmaster  dá 3 sentidos (um deles um peixe), e um deles é "uma pessoa ou coisa que atua como um instrutor", o que casa com παιδαγωγοςn , pois um escravo ou servo ou empregado, quer ensine na sua casa ou numa escolinha pertinho, de todo modo é alguém que atua como um instrutor.




Atos 19:37
For ye have brought hither these men, which are neither robbers of churches, nor yet blasphemers of your goddess.
A frase "robbers of churches" – que significa "salteadores de pessoas que formam uma igreja" - está errada. Todos os manuscritos usam a palavra  ιεροσυλους (TR de Stephanus) ou seja, "salteadores de templos".


HHHH: Em primeiro lugar, meu idioma é o português, e não vejo problema algum na LTT nem na ACF:
(At 19:37 [LTT])
Porque trouxestes [aqui] estes varões, [mesmo] não [sendo eles] SAQUEADORES DE TEMPLOS  nem [estando] blasfemando da vossa deusa.
(At 19:37 [ACF2007])

Porque estes homens que [aqui] trouxestes nem são SACRÍLEGOS nem blasfemam da vossa deusa.

Ademais, quanto à KJB, a crítica é uma tolice, pois quem rouba/ depedra um templo (edifício em que se reúne um grupo de pessoas), está roubando o grupo de pessoas.





Lucas 18:12 A frase "Tithes of all I possess" - dízimo de tudo que possuo. Deve ser "Tithes of all I earn" ou seja, dízimos de tudo que ganho."


HHHH: Em primeiro lugar, meu idioma é o português, e não vejo problema algum na LTT:

Lc 18:12 [LTT])
Jejuo duas vezes nos sete- dias- da- semana, [e] dou os dízimos de todas as coisas, tantas quanto eu GANHO. {NOTA}'

{NOTA} Se estivesse isoladamente, "ktwmai {G2932} 5736 {V-PNI-1S-C}" poderia ser traduzido tanto por "EU POSSUO" quanto por "EU GANHO". Mas, observando o contexto e lembrando que o dízimo periódico judaico, ao ser extrapolado da agricultura para o comércio e indústria, era sobre o lucro, o ganho, o acréscimo, não sobre o patrimônio total acumulado em toda a vida, vemos que a tradução correta é "EU GANHO". Ver Strong, Vine, Berry, Darby inglesa, Louis Second, etc.


Ademais, quanto à KJB, o dicionário dá várias opções: "possuo", "obtenho", etc., A KJB usou a primeira, eu a segunda, mas ambas estão no dicionário, e, conforme dissemos acima, "quando falamos de perfeição em uma tradução, este termo "perfeição" é um termo relativo, somente significa que não há 1 só tradução (de 1 palavra) que seja grosseiramente errada, sem a menor possibilidade de não ser encontrada em algum dicionário. Tal "perfeição de tradução" deixa margem para crentes fiéis dizerem que, em raros pontos, um sinônimo seria melhor."



Estes são apenas três exemplos de muitos onde os tradutores da KJV erraram. Por que? Porque eram malvados e hereges? Não. Porque naquela época o estudo das línguas antigas não era tão desenvolvido quanto hoje. O conhecimento da língua koiné, para não falar do hebraico, era muito mais limitado.


HHHH: isto não é verdade. Hoje, o sonho de cada pai e mãe para seu filho é que brilhe em Matemática e Física e seja um Bill Gates ou Steve Jobs ou Einstein ou um grande Engenheiro, ou que brilhe em Biologia e se transforme um grande médico, ou que brilhe em Português e Lógica e se transforme em um grande jurista. Os ricos colocam seus filhos de 6 anos para aprender inglês, alemão, francês e chinês, para serem grandes empresários. Mas, no começo da Renascença dos séculos 16 e 17, o sonho era que o filho brilhasse em "Ciências Humanas", e os muitos ricos colocavam seus filhos para aprender latim, grego e hebraico a partir dos 6 anos. Muitos milhares de meninos de 10 anos podiam ler latim e grego e hebraico tão bem quanto suas línguas maternas. Onde é que isso ocorre hoje? (Nunca ouvi falar de 1 só exemplo atual.) Todos os 54 tradutores chamados pelo King James tinham conhecimento de grego e de hebraico que NINGUÉM, NINGÉM que seja crente fiel, tem hoje. Alguns exemplos dos tradutores da KJB:
- John Bois: Relator dos trabalhos da comissão de forma mais completa. Lia o Velho Testamento no Hebraico com apenas 5 anos de idade escrevendo nesta língua já aos 6 com elegância e estilo. Era especialista em todas as formas de grego ( https://www.wayoflife.org/reports/king_james_translators_john_bois.html ). Você conhece algum moderno tradutor que seja mais que 1/10 dele?
- Sir Lancelot Andrews: Líder dos tradutores do Velho Testamento. Falava fluentemente "apenas" 15 idiomas modernos, mais 6 idiomas antigos (https://www.christianhistoryinstitute.org/magazine/article/master-of-language-lancelot-andrewes/ ), Você conhece algum moderno tradutor que seja mais que 1/10 dele?



Mas vamos ao argumento do irmão Hélio. Ele disse que o aluno, em vez de aprender línguas originais, deveria aprender o inglês para ler a KJV. Ele chega a implorar que seminários passem a ensinar o inglês em vez das línguas originais.


HHHH: Dos seminarista médios, de todas as denominações, que eu tenho conhecido em 43 anos após minha salvação a maioria deles, em 45+45 aulas, aprende talvez 15% do que devia aprender do Grego para ler e falar fluentemente e entender com precisão, o professor de grego enche sua cabeça com o Texto Crítico e com ideias tais como "de modo nenhum, nenhum mesmo, Deus pode preservar o Texto de forma absolutamente perfeita," o seminarista entrou crendo em cada versículo da ACF e sai duvidando de 5.000 a 10.000 deles, depois que passa na disciplina com média 58% joga fora ou vende todos os seus livros de Grego, 5 anos depois só sabe as principais 200 palavras, 15 anos depois só sabe os nomes das letras, e cada vez mais passa a duvidar de mais versos, ter horror a quem creia que uma certa Bíblia é realmente a pura Palavra do Próprio Deus. Sem saber uma palavra de Inglês, não pode ler nem entender os melhores comentaristas e livros, usualmente dos séculos16 a 19, de sua denominação, então vai se alimentar dos atuais e horrorosos teólogos brasileiros. Ele teria ganho muito, muito mais, se saísse do seminário DOMINANDO o inglês, podendo ler na King James Bible-1611, na Young's Literal Translation, no Berry's Interlinear New Testament, em Green, e em milhares de comentaristas e milhares de livros de teologia não traduzidos para português. Sem desrespeitar ninguém, em minha humilde opinião quem se alimentar dos livros de Teologia Sistemática de Chafer, de Thiessen, os livros de Dwight Pentecost, Martin Loyd Jones, Spurgeon, etc., terá melhor proveito do quem somente lê Edir, Valdomiro, Soares, Hernandes, Boff, Gondim, Malafaia, Valadão, Milhomens, etc.




Considere o seguinte:

Ao ler Gênesis 1:28 na KJV, o leitor brasileiro vai encontrar a palavra replenish. Ele vai olhar no dicionário e ver a seguinte definição: fill (something) up again - encher algo de novo. Porém, em 1611, esta palavra não carregava o significado de "de novo". Era apenas "encher", como "encher a terra". Isso bate (concorda) com a palavra na língua original. Essa mudança de significado tem gerado a ideia falsa que Deus falou "reencher" a terra porque já estava cheia antes.


HHHH: Em primeiro lugar, meu idioma é o português, e não vejo problema algum na LTT nem na ACF:
(Gn 1:28 LTT)
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: "Frutificai e multiplicai-vos, e ENCHEI a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre aS aveS do ar, e sobre todo o animal que se move sobre a terra."
(Gn 1:28 [ACF2007])

E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e ENCHEI a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

Ademais, quanto à KJB, o próprio crítico se deu a resposta: Para se ler a KJB escrita em 1611, em cerca de 50 de suas 8.000 palavras distintas você entenderá melhor usando um dicionário do século 17, ou uma Bíblia que já explique essas 50 palavras.



Em Efésios 4:22, o leitor brasileiro vai encontrar a palavra "conversation". Ele vai ver no dicionário que isso significa "modo de falar". Mas em 1611, a palavra significava "conduta" - que traz outro significado.


HHHH: : Em primeiro lugar, meu idioma é o português, e não vejo problema algum na LTT nem na ACF:
LTT: Despojar- vos, concernente à antiga CONVERSAÇÃO- E- MANEIRA- DE- VIVER , do velho homem (o qual está sendo corrompido segundo as concupiscências do enganar);

ACF: Que, quanto ao TRATO PASSADO, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;

Ademais, quanto à KJB, o próprio crítico se deu a resposta: Para se ler a KJB escrita em 1611, em cerca de 50 de suas 8.000 palavras distintas você entenderá melhor usando um dicionário do século 17, ou uma Bíblia que já explique essas 50 palavras.



Outra coisa: o Hélio faz uma admissão muito interessante no artigo. Ele cita (eu creio) o Ruckman ao fazer esta pergunta hipotética: "Bem, quando Erasmus, Colinaeus, Stephanus, Beza, e Elzevir discordam entre si, como você sabe que a leitura é a certa?"
Interessante que, na resposta, ele não nega que estas fontes descordam entre si!!! Isso é um tiro fatal nos argumentos dos fanáticos ao TR.


HHHH: Primeiro, façamos uma diferença tanto de número como de grau: Os erros do Texto Crítico são dezenas de milhares, muitas centenas deles sendo grosseiríssimos e gravíssimos, enfraquecendo doutrinas cruciais tais como a divindade de Cristo, Sua morte ter sido em nosso lugar, a salvação ser somente através do Seu sangue derramado na cruz, etc., etc., etc. Já as divergências entre as últimas e mais polidas edições dos TR, são na ordem de 100 a 200, e sem nenhuma gravidade. Por exemplo, um TR escreve Beelzebub 4 vezes, outro escreve Beelzebul 4 vezes, mas todos sabemos que é o mesmo diabo. ... É como 20 pessoas escreverem Hélio e 1 pessoa escrever Élio, todos sabem exatamente o que foi escrito no exemplar original. Neste sentido, só há um, um só TR!!!!
Em segundo lugar, se uma pessoa insistir em eu lhe dar uma edição do TR absolutamente perfeita em cada letra, digo-lhe para tomar Scrivener-1884 com as 28 correções em https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjlhJeG95DUAhXGg5AKHdNuCeMQFggmMAA&url=http%3A%2F%2Flists.ibiblio.org%2Fpipermail%2Fb-greek%2F2004-January%2F028225.html&usg=AFQjCNFUQVJgF8FZFvojeP-LKKBU9tv8iQ&sig2=qduS41aNi-pKWdL-Zin5-A (correções tão pequenas, no grego, que, a maioria delas, nem consegue ser percebida depois da tradução) (por exemplo, se um americano escrever 100 vezes New York e, 1 vez, escrever Nw York, eu traduzirei as 101 vezes como Nova Iorque), 3 dessas correções foram a questão Beelzebub versus Beelzebul, e não lembro das restantes, leia na internet.


Mais um, só para nos divertir um pouco. Em Romanos 6:2 encontramos a frase "God forbid". Literalmente "Deus que proíba!" ou "Deus que nos livre!".
GOD FORBID. How shall we, that are dead to sin, live any longer therein?
Mas a palavra "Deus" não aparece no texto. O que aparece é a frase μη γενοιτο - "que não seja" - uma frase bastante enfática. Para expressar a ênfase desta passagem, os tradutores trouxeram uma frase do inglês que, para eles, expressava a mesma ênfase. Isso se chama o que? Equivalência Dinâmica. Na KJV. "Deus que nos livre!"


HHHH: Em primeiro lugar, meu idioma é o português, e não vejo problema algum na LTT nem na ACF:
LTT: NUNCA SEJA ASSIM! Nós, os que morremos para o pecado, como ainda viveremos nele?

ACF:  DE MODO NENHUM. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?


Ademais, quanto à KJB,
<<
"Deus não permita" (God forbid). Algumas pessoas alegam que os tradutores da KING JAMES BIBLE usaram Equivalência Dinâmica em sua expressão "Deus não permita". Mesmo se fosse o caso (e eu não aceito que seja),
- Só se encontra 14 vezes no Novo Testamento: Romanos 3:4; Romanos 3:6; Romanos 3:31; Romanos 6:2;
Romanos 6:15; Romanos 7:7; Romanos 7:13; Romanos 9:14; Romanos 11:1; Romanos 11:11; 1 Coríntios 6:15;
Gálatas 2:17; Gálatas 3:21 e Gálatas 6:14.
- É uma tradução do [grego] "me genoito" que significa "não seja assim" ou "não aconteça isso".
- [Portanto,] "Deus não permita" é perfeita [tradução] para essa frase. Foi bastante literal em 1611. Se você não acredita, consulte o OXFORD ENGLISH DICTIONARY que lhe dá o significado de "Deus não permita" em 1611.
- Encontra-se apenas 7 vezes no Antigo Testamento: Gênesis 44:7; Gênesis 44:17; Josué 22:29; Josué 24:16; 1 Samuel 12:23; I Crônicas 11:19 e Jó 27: 5. É uma tradução de "chalal" que significa "seja isso [considerado] profano"ou" esteja isso longe de mim ". Novamente, "Deus não permita" é uma perfeita tradução para as palavras hebraicas usadas.
>>



HHHH: Minha hora de perguntar a quem se dirigiu a Alex:

1) Eu creio de todo coração que Deus INSPIROU (assoprou nas mentes dos escritores e protegeu seus dedos de escreverem errado) de forma absolutamente perfeita cada traço de cada letra de cada palavra de toda a Bíblia, e tenho dezenas de razões (versículos-prova) para assim crer.
E você?
Mais ou menos quantas palavras você não tem esta completa certeza, entre Gn 1:1 e Ap 22:21 do Texto Tradicional (copiado por Ben Chayyin + Scrivener corrigido)?
Tem dúvida em alguma palavra em cada um de 10.000 versos?
1.000 versos?
100 versos?
10 versos?
1 verso?

2) Eu creio de todo coração que Deus PRESERVOU de forma absolutamente perfeita cada traço de cada letra de cada palavra de toda a Bíblia, e tenho dezenas de razões (versículos-prova) para assim crer.
E você?
Mais ou menos quantas palavras você não tem esta completa certeza, entre Gn 1:1 e Ap 22:21 do Texto Tradicional (copiado por Ben Chayyin + Scrivener corrigido)?
Tem dúvida em alguma palavra em cada um de 10.000 versos?
1.000 versos?
100 versos?
10 versos?
1 verso?

3) Se você não crê na absoluta perfeição do Texto Tradicional (copiado por Ben Chayyim + Scrivener), crê isso de outro texto?
Qual?
Está em forma material aonde?

4) Eu creio de todo coração que, quando eu seguro fisicamente entre as minhas mãos a KJB-1611, a ACF-2011, a LTT-2016, etc., tenho a absolutamente perfeita tradução da absolutamente perfeita Palavra de Deus (mesmo que eu tenha que ocasionalmente consultar um dicionário da época da tradução, e mesmo que eu, algumas vezes, possa preferir um SINÔNIMO que eu ache melhor do que lá). Se você não crê assim, em que Bíblia física (diferente da KJB-1611, a ACF-2011) você crê que se encontra a perfeita tradução?




Só umas coisas para considerar nos seus estudos pessoais".

Ass.) O conhecido de Alex.

*************************

Em Cristo,

Alex

*************************

Respostas por) Hélio de Menezes Silva




Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em http://BibliaLTT.org, com ou sem notas.



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-Traducoes/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/)