A igreja (cada assembleia local e a assembleia local totalizada futura) é sumamente importante. Não há igreja universal (= católica). E, se existisse, não é a romana ou romanista, não é o romanismo. (Nota: a pedra de Mt 16:18, pedra angular ou de esquina, sobre a qual a igreja é edificada, é Cristo e não Pedro).

1. A IGREJA É SUMAMENTE IMPORTANTE


À luz do que os dicionários gregos trazem para o verbete "ekklesia", e à luz da Bíblia, não há como escapar (maiores detalhes no capítulo 3) dessa definição:
"Cada igreja (ekklesia) neotestamentária é um grupo , um corpo local e organizado de pessoas que já foram salvas do caminho do Inferno (isto é, o Espírito Santo já as "chamou para fora" do mundo e do pecado, e elas biblicamente arrependeram-se, creram, foram regeneradas, convertidas. He 12:23), depois pediram e foram submersas em água e arroladas como membros daquela assembleia local. Os membros de cada igreja se reúnem física e CORPORALmente, 1 OU MAIS VEZES POR SEMANA, num mesmo LOCAL FÍSICO, para, TODOS eles, [física e espiritualmente] JUNTOS, cultuarem a Deus com uma só doutrina e prática (perfeitamente definidas; e unanimemente cridas e defendidas entre os seus membros; e absolutamente neotestamentárias).".

Essa definição é o indispensável alicerce para podermos entender tudo o mais sobre quaisquer assuntos da doutrina da igreja.
À luz dessa definição, meditemos profunda e sinceramente em algumas passagens sobre a suprema importância da igreja neotestamentária:

"Pois também eu te digo que tu és Pedro [Nota 1], e sobre esta pedra [EU!] edificarei a MINHA! igreja, e os portões do Inferno não prevalecerão contra ela;" (Mt 16:18. Ver também At 15:14; Ef 5:23; Cl 1:18; Ap 1:12-20)
- Que significa "igreja", em "Eu edificarei a minha IGREJA"? Todos os protestantes (e, após a Reforma, particularmente a partir do século XX, infelizmente até mesmo alguns dos que clamam ser batistas) dizem que a igreja aqui referida (e em alguns outros versos das Escrituras) é a "igreja universal, atual e crescente, sobre toda a terra, uma organização nada definida e nada formalizada, cujos membros são definidos como sendo exatamente todos os que virão a ser salvos, de modo que quem não for membro dessa igreja universal não o é porque não está salvo". Ora, ainda que tão difundido, este é o maior erro que herdaram do romanismo, pois constitui-se na maior, na mais absurda contradição de palavras que já vimos: como pode "ekklesia" por definição exigir  reunião física e regular de salvos, e por outro lado se aplicar, a dois salvos que, mesmo se tivessem absolutamente as mesmas doutrinas e práticas absolutamente neotestamentárias, não se reúnem 1 ou mais vezes por semana? Total, louco absurdo!
- "Eu edificarei a minha IGREJA" refere-se aos 4 seguintes tipos de igrejas:
a. A igreja local dos discípulos viajando com Cristo, a 1a. de todas as igrejas neotestamentárias (esta igreja transformou-se na abaixo (tipo b));
b. A igreja local de Jerusalém, a 1a. igreja neotestamentária com local fixo (esta igreja desapareceu com o tempo);
c. A igreja local totalizada futura (hoje se congrega constantemente num só local, o [terceiro] Céu; no Milênio e eternidade se congregará regularmente num só local, na cidade da nova Jerusalém); e
d. A igreja local tomada como instituição, conceito (com aplicação a cada igreja local que viria a existir). (vide capítulo 3, seção b, "A Assembleia Local como instituição, conceito),
- "EU", "MINHA": Quem edifica cada assembleia local é aquele mesmo que, na eternidade passada, com infinita e infalível sabedoria a projetou e decretou; que, na cruz, com infinito amor pagou o seu alto custo pelo seu insubstituível sangue; e que, hoje e para sempre, zelosamente a garante e assegura sua vitória constante, final e total: ele é o seu próprio dono e noivo, ele é o próprio Deus-Filho! Ó, louvado seja Deus, tudo é obra dele e não nossa! A igreja é de Cristo, não é nossa!
- "os portões do Inferno não prevalecerão contra ela" refere-se não a uma sucessão [comprovadamente inquebrada] de igrejas 100% bíblicas e que resistiram ao ataque perpetrado pelos portões (absurdo militar, portões são para defesa, não ataque; a finalidade dos portões é não deixar entrar quem está fora, nem deixar sair quem está dentro), mas sim a que os portões do Inferno não resistirão contra o ataque [da pregação bíblica e salvadora] pelos 4 tipos de igrejas acima descritos, ao contrário, serão vencidos [e almas que estavam indo para o Inferno serão resgatadas e irão para o Céu].

- Porque eu sou o menor! dos apóstolos, que não sou digno! de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja DE DEUS!.
(1Co 15:9, referindo-se primariamente à igreja de Jerusalém; Ver também Gl 1:13,23; 1Tm 1:13)
- Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja DE DEUS!, que ele resgatou com seu próprio sangue. (At 20:28, referindo-se primariamente à igreja dos efésios)
- "DE DEUS": Cada igreja (nos sentidos a, b, c, d) não é nossa! Ela é de DEUS! É somente a ele que ela deve agradar, não a nós mesmos, não aos nossos gostos e sentidos e preferências. Por outro lado, como cada verdadeira assembleia local neotestamentária é propriedade de Deus, é ele que a edifica e guarda, e como isto nos conforta!

- Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ELE RESGATOU COM SEU PRÓPRIO SANGUE!. (At 20:28, referindo-se primariamente à igreja de Éfeso). Que preço de resgate, o próprio sangue do Deus-Filho! Que supremo amor o do nosso Salvador e Senhor Jesus o Cristo, portanto que suprema importância da assembleia local totalizada futura e de cada assembleia local!
- ...Cristo AMOU! a igreja!, e a si mesmo se entregou! POR ELA!, (Ef 5:25, referindo-se primariamente à igreja de Éfeso. Ver também At 15:14). Como Jesus ama cada uma de suas igrejas, e a assembleia local totalizada futura! O Deus-Filho se entregou pela igreja! Que amor sem igual, o amor de Cristo à assembleia local totalizada futura, e à cada assembleia local verdadeiramente bíblica!

Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo SEU CORPO!, QUE É A IGREJA!;
(Cl 1:24, referindo-se primariamente à igreja dos Colossenses). Cada assembleia local (nos sentidos a, b, c, d) é o corpo do nosso Senhor Jesus, o Cristo.

Oh, quão incomparavelmente importante é a assembleia local totalizada futura (portanto, hoje, é cada assembleia local verdadeiramente bíblica, mesmo aquela bem pequenina, numa casinha de pé de serra)! "33 Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! 36 Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." (Rm 11:33,36)

A assembleia local totalizada futura (portanto cada atual instância dela, cada assembleia local) é a noiva de Cristo, será que podemos apreender o quanto é isto?

A assembleia local totalizada futura (portanto cada atual instância dela, cada assembleia local) é a única noiva de Cristo, é a amada, a única amada, a eternamente amada, é aquela que ele comprou com seu próprio sangue, será que podemos apreender o quanto é isto???

Nunca desprezemos a noiva de Cristo, nunca lhe joguemos lama!
E nunca a queiramos substituir por qualquer outra coisa (ou método) aparentemente muito mais bela, mais eficiente e melhor. Nunca aceitemos alternativas paralelas, por melhor que pareçam os seus pretextos. Demos à noiva de Cristo (portanto a cada assembleia local verdadeiramente bíblica) exclusividade indisputada. Demos-lhe todos os nosso amor, e lealdade, e tempo, e esforço. Nunca, jamais a pretiramos por uma organização denominacional ou a/ anti/ inter/ intra/ supra/ pró/ ajudadora/ para/ meta igreja. Nada disso tem sequer 1 átomo de suporte no Novo Testamento, onde podemos encontrar 115 vezes a palavra "ekklesia" (sempre nos sentidos a, b, c, d, nunca no sentido de "igreja universal-atual"), mas jamais encontraremos 1 só ocorrência de uma palavra tal como: seminário de várias igrejas; hierarquia ou denominação ou convenção ou associação ou comunhão ou união ou federação ou confederação ou confraternização ou aliança ou sociedade ou clube de igrejas! Nunca tenhamos uma concubina rivalizando com a noiva de Cristo, seja tal concubina a tal igreja universal-atual A, os Distribuidores Não Denominacionais de Bíblias B, o Encontro de Casais com Cristo da Denominação C, a Associação de Igrejas D, a Aliança Bíblica Adenominacional de Estudantes e Profissionais E, a Igreja Virtual Só pela TV F, Os Proclamadores Paradenominacionais do Evangelho G, etc. Nunca sejamos crentes do sub-sub-departamento D de nossa assembleia local L, mas também nunca sejamos crentes de 2 igrejas da mesma denominação H, nem, pior, crentes que a cada semana freqüentam "o melhor" que houver em qualquer igreja da nossa denominação na cidade, nem, pior ainda, freqüentam o Louvorzão / Rebanhão / Evangelhão / Eventão não denominacional da cidade. Morram todas essas coisas não encontradas no Novo Testamento, vivam as assembleias locais, a bendita noiva de Cristo, que encontramos nas páginas do Novo Testamento.

 



[Nota 1] - MT 16:18. PEDRO. A PEDRA.

Os Romanistas fazem de Mt 16:18 (segundo a mirabolante interpretação deles) talvez o seu maior pilar:
a) [Interpretando que Pedro é que é a rocha de Mt 16:18,] clamam que Pedro é a principal pedra de esquina sobre a qual toda a única e verdadeira Igreja válida foi, está sendo, e será edificada.
b) Alegam que esta Igreja, sendo a verdadeira e a única, é necessariamente universal (católica significa universal), de modo que quem nela não estiver não pode de modo nenhum estar salvo.
c) Ensinam que Mt 16:18 assegura que a verdadeira e única e universal Igreja válida: jamais seria corrompida, nem destruída, nem substituída; nem poderia existir outra igreja válida e diferente dela.
d) Clamam que Pedro foi o primeiro Papa da Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR).
e) Dizem que todas as outras igrejas (grega ortodoxa, e todas as dezenas de denominações da Reforma, e todos os milhares de denominações "protestantes" de hoje) saíram, apostataram da ICAR. (Ecumenismo = esforço para que todos os crentes tolos voltem a Roma, submetam-se ao papismo).
f) Portanto, dizem que a verdadeira e única Igreja válida é a "Igreja Universal Apostólica Romana", todas as outras sendo diabólicas e levando ao Inferno.

Refutemos cada uma dessas loucas alegações de Roma:

a, f) CRISTO é que é a verdadeira e suprema Rocha, a principal pedra de esquina sobre quem e por quem toda a assembleia local totalizada futura está sendo edificada:
- "Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é JESUS CRISTO." (1Co 3:10-11).
- "Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que JESUS CRISTO é a principal pedra da esquina"; (Ef 2:20). Note que não é feita nenhuma distinção de nível entre os apóstolos: cada um é igual ao outro; se Pedro fosse a pedra principal de esquina, também os outros apóstolos o seriam do mesmíssimo modo, o que é um absurdo, pois só pode haver uma pedra PRINCIPAL, de esquina.
- O próprio Pedro (assoprado pelo Espírito Santo que jamais falha em sequer uma letra!) escreveu que Cristo é que é a verdadeira e suprema Rocha: "E, chegando-vos para ELE, PEDRA VIVA, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus A PEDRA ELEITA E PRECIOSA, 6 Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a PEDRA PRINCIPAL DA ESQUINA, ELEITA E PRECIOSA; E quem nela crer não será confundido. 7 E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a PEDRA que os edificadores reprovaram, essa foi a PRINCIPAL DA ESQUINA, 8 E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo." (1Pe 2:4,6-8).
Portanto, o próprio Pedro (na realidade foi o próprio Deus-Espírito Santo, usando a pena e a tinta de Pedro) nos deixou a interpretação de Mt 16:18: A Pedra de esquina, sobre a qual seria edificada a assembleia local totalizada futura, é Cristo.
- Concordamos que Pedro recebeu o poder de (discernir e anunciar, não causar) ligação e desligamento:
"E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra, será que já foi ligado nos céus; e tudo o que desligares na terra, será que já foi desligado nos céus." (Mt 16:19, tradução literal do TR).
- mas TODOS os apóstolos também receberam exatamente este mesmo poder de (discernir e anunciar, não causar) ligação e desligamento (Mt 18:18; Jo 20:23):
   "Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra, será que já foi ligado no céu; e tudo o que desligardes na terra, será que já foi desligado no céu." (Mt 18:18, tradução literal do TR).
   "Àqueles a quem perdoardes os pecados, é que eles já lhes estão perdoados; e àqueles a quem os retiverdes, é que eles já estão retidos." (Jo 20:23, tradução literal do TR).
- Mesmo que Pedro e os demais dos 12 apóstolos e os 70 discípulos tivessem tido o poder de causar ligação e desligamento no Céu (e não tiveram poder de causar, mas sim de discernir e anunciar), tal poder foi exclusivo deles (ver, por exemplo, 2Co 12:12), nada na Bíblia deixa a menor brecha para eles terem tido sequer 1 herdeiro dos mesmo poderes. Ademais, a História está repleta de terribilíssimos erros, conflitos, contradições, pecados dos Papas, tais como a Inquisição, etc.
- Pedro foi o mais falível de todos os apóstolos. Mt 16:22,23; Gl 2:11.
- Pode a igreja ter mais do que um cabeça [Cristo+Papa]?  Ef 5:23 e Cl 1:18 respondem que não:
   "Porque o marido é a cabeça da mulher, como também CRISTO é A cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo." (Ef 5:23).
   "E ELE é A cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência." (Cl 1:18).

b, f) Todo aquele que crer biblicamente no Cristo da Bíblia (portanto, também, na Bíblia do Cristo) pertencerá à assembleia local totalizada futura:
- "Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida." (Jo 5:24).
- "Disse-lhe Jesus: EU sou O caminho, e A verdade e A vida; ninguém vem ao Pai, senão por MIM." (Jo 14:6).

c) No capítulo 3 mostraremos com mais detalhes, pelas Escrituras, que não há essa tal de igreja universal, atual, sobre a terra, uma organização hierárquica única bem definida e formalizada (ou nada definida e nada formalizada) cujos membros são definidos como  sendo exatamente todos os que virão a ser salvos, de modo que quem não for membro dessa igreja universal não pode estar salvo.
Mas por enquanto, para efeito de argumentação, suponhamos que já hoje exista essa tal "Igreja universal". Bem, e daí? Será que, em Mt16:18, Deus referiu-se a uma organização hierárquica bem definida e formal que possa hoje provar ter existido ininterrupta e impecável e imutavelmente desde o ano 33, 34, 35, ..., 100, 200, 300, ... até o presente, sem jamais ter sido corrompida nem destruída nem substituída, nem ter existido outra igreja válida mas diferente dela? De modo nenhum, pois jamais isto foi sugerido desde a primeira até a última página do Novo Testamento! E, mesmo se Deus tivesse se referido a uma tal coisa, certamente ela NÃO é a ICAR, cujo sistema herético total só começou a nebulosamente despontar lá pelo século IV e só é mais definidamente reconhecível a partir do século VI (ver http://solascriptura-tt.org/Seitas/Romanismo/ListOfCatholicHeresies-Testa.htm).

d) Pedro não é propriedade exclusiva de nenhum assembleia local, muito menos de toda uma denominação hierárquica, e infinitamente menos do Romanismo.
- A Bíblia não dá a menor sombra de espaço para Pedro jamais ter sequer ido a Roma. Gl 2:8 mostra que Deus deu a Paulo o ministério entre os gentios, mas reservou a Pedro o ministério entre os judeus. Segundo todos os indícios da Bíblia, Pedro jamais saiu dos confins da Judéia e Samaria e Galiléia, nunca foi bispo de Roma, pior ainda por vários anos, e de modo algum foi morto em Roma, como o dizem tantos historiadores suspeitíssimos (todos eles extremamente pró Roma). Os romanistas dizem que Paulo e Pedro foram mortos quase ao mesmo tempo, na perseguição por Nero após este ter incendiado Roma, mas ficam desmoralizados quando alguém lhes faz notar que Paulo, escrevendo sua última epistola, a segunda carta a Timóteo, talvez poucos dias antes do incêndio e de ser morto, menciona por nome os mais relevantes crentes que estavam em Roma, mas não faz a menor das menores menção ao nome de Pedro, nem que este já por muitos anos era "o bispo de Roma" (portanto era o Papa do mundo), como o querem os romanistas, em seus delírios!!!
- Seguramente Pedro nunca foi Papa nem Romanista, pois odiou e combateu radicalmente todas as doutrinas e práticas que, bem depois, viriam a formar a Grande Babilônia. Pedro não tem nada a ver com o Romanismo, o Papismo! **SE** Deus quisesse e ressuscitasse a Pedro nos nossos dias, este jamais aceitaria ser membro de uma filial da igreja romanista, que abertamente viola todos os mais evidentes princípios da Bíblia (fabrica e adora ídolos; incentiva a adoração a Maria e a outras criaturas humanas, vivas e morta; proíbe o casamento de seus sacerdotes; da forma mais cruel imaginável perseguiu e torturou e matou de 45 a 75 milhões de pessoas, na Inquisição; acumula riquezas; recusa homens casados para o ministério; prega salvação com ajuda de sacramentos e igreja e obras; mata Cristo a cada missa em cada dia; o Papa aceita e a ICAR espera e exige que ele seja reverenciado pelos homens; etc.) (Novamente, ver http://solascriptura-tt.org/Seitas/Romanismo/ListOfCatholicHeresies-Testa.htm).
- Pedro seria membro de uma igreja com doutrina e prática semelhantes aos de algumas poucas igrejas dos dias de hoje e que, mesmo que não tenham tais nomes, tenham doutrina e práticas semelhantes àquelas dos melhores anabatistas e batistas de sempre (atenção: somente poucas das igrejas atuais, mesmo entre as que ainda usam tais nomes, ainda procuram manter as doutrinas e práticas realmente neotestamentárias).

e) Sempre, ininterruptamente houve assembleias locais (terrivelmente perseguidas e caluniadas pela ICAR) basicamente mantendo tais doutrinas e práticas realmente neotestamentárias, mesmo que fossem apenas 2 ou 3 pessoas pobres e humildes reunindo-se secretamente em casas ou cavernas ou florestas ou montanhas. Os membros de tais igrejinhas perseguidas foram chamados de Montanistas, Valdenses, Paulinenses, Catari, etc., enfim, Anabatistas. Foram chamados de hereges e foram muito caluniados. Em www.geocities.com/wbtbrazil, leia "O Rastro de Sangue ('Acompanhando os Cristãos através dos séculos,' ou 'A História dos Batistas, desde o tempo de Cristo, seu fundador, até os nossos dias.' ", J. M. Carroll, um clássico, um dos melhores e mais influenciais livros jamais escritos. Prova da continuidade das igrejas fiéis: Ef 3:21 A Esse é a glória na assembleia {*}, em Cristo Jesus, para todas as gerações {*} dos séculos dos séculos . Amém. {* Prova de que, a cada geração, sempre houve igrejas verdadeiras [mesmo Roma as tendo perseguido e morto e tentado apagar todo o rasto de sangue delas]}



Todas as citações bíblicas são da (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB), autêntica herdeira da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753) e traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma) como o Textus Receptus. Para começar a ter uma idéia da gravidade de muitas das MILHARES de deturpações de todas as "Bíblias" alexandrinas (baseadas no Texto dos incessantes Críticos), em relação às Bíblias do TR, leia, por EXEMPLO, http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/AAlmeidaAtualizadaExposta-Helio.htm
http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/ExpondoErrosNVI-Jun2000-Emidio.htm




(retorne a http://solascriptura-tt.org/EscatologiaEBatistas/00Helio-index.htm
retorne a http://solascriptura-tt.org/EscatologiaEBatistas/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)