Eclesiologia, a doutrina da igreja assembleia congregação. Só há igreja local e independente. Oficial pastor ancião presbítero bispo diácono. Ordenança batismo ceia pão vinho cálice. Congregacional batista disciplina noiva.

ECLESIOLOGIA - a Doutrina das Igrejas
(locais, claro) dos Salvos do Novo Testamento.
Hélio de Menezes Silva
-
Página Índice

Dedico este trabalho primeiramente a Deus, com oração de que Lhe apraza usar para fortalecimento doutrinário e espiritual de pastores, seminaristas, professores e crentes em geral.

Também dedico este escrito a quatro pastores (em ordem cronológica de quando os conheci):
1) Otoniel Feliciano Mendes, modelo de apaixonado, frutífero, inimitável e incansável evangelista pessoal e  pregador ao ar-livre, modelo de defesa da sã doutrina, de paciência nas perseguições, de pastor amoroso, de amigo fiel, de árvore que até na velhice dá frutos. Meu pastor aqui na terra.
2) Bob Redding, Pastor da minha igreja entre 1977 e 1981, First Baptist Church of Waterloo, Ontario, Canada. O maior e mais profundo estudioso e professor da Bíblia que eu já conheci pessoalmente, e um dos maiores entre os que conheci por escritos. Certamente a pessoa que causou maior impacto na minha vida cristã. Mestre inigualável, sua vida me foi exemplo e inspiração.
3) Emídio Viana, Pastor da Igreja Batista Regular Cidade Satélite, em Natal, que desde a década de 90 tem valorosamente batalhado em defesa da posição "perfeita preservação da Bíblia, portanto através do uso incessante pelas igrejas fiéis, portanto somente através do Texto Tradicional que embasou todas as Bíblias da Reforma". Ele me tem sido um forte apoio espiritual, um exemplo e inspiração em muitas áreas espirituais, e um dos 2 ou 3 melhores amigos que Deus me deu nesta vida.
4) Calvin Gardner, Missionário e Pastor que organizou a Primeira Igreja Batista Independente em Catanduva, SP. Apesar de só nos conhecermos pela Internet, tenho aprendido a amá-lo e admirá-lo pelo cristão que é, espalhando o perfume das graças cristãs mesmo através dos emails e amizade e conselhos com que me presenteia, e pela firmeza e profundidade das centenas de artigos e sermões em seu site http://www.geocities.com/wbtbrazil, que considero o mais completo em linha portuguesa, como de uma igreja batista de linha mais que fundamentalista  Em 1999 ele revisou muitos capítulos deste livro eletrônico, fazendo valiosas sugestões para melhorá-lo.



Dividiremos o estudo da Eclesiologia assim:

0. PRELIMINARES E INDEX

1. A IGREJA É SUMAMENTE IMPORTANTE

2. O QUE IGREJA NENHUMA IGREJA É
a. Não é Substituição / Continuação / Expansão de Israel, nem da Lei
b. Não é "Organização Difusa" Cujos Membros não se Reúnem
c. Não é "Organização Difusa", Cujos Membros não têm Definidas e Unânimes Convicções Doutrinárias e Práticas
d. Não é "A Igreja Universal Atual na Terra", Cujos Membros nem se Reúnem, nem têm as Mesmas e Firmes Convicções Doutrinárias e Práticas, Rigorosamente Bíblicas
e. Não é Denominação, Confissão, Convenção, Associação, União, Comunhão, Federação, Confederação, Seminário, Missão, etc.
f. Não é o Reino de Deus
g. Não é o Reino dos Céus
h. Não é o que os "Briders" Ensinam
i. Não é o Prédio
j. Não é Departamento, Célula, Pedaço de Igreja Local, Ministério Paralelo ou Independente
k. Não é o que a Seita "A Igreja Local" Ensina

3. OS 3 SENTIDOS DE "IGREJA"
a) 5 das 115 ocorrências da palavra "ekklesia" no Novo Testamento nada têm a ver com uma igreja neotestamentária
b) 57 das 115 ocorrências da palavra "ekklesia" no Novo Testamento têm o 1o. sentido, o de uma igreja local, específica, visível, atual, independente das outras igrejas, e reunindo-se num local específico sobre a terra
c) 36 das 115 ocorrências da palavra "ekklesia" no Novo Testamento também têm esse 1o. sentido, o de uma igreja local, específica, visível, atual, independente das outras igrejas, e reunindo-se num local específico sobre a terra
d) 16 das 115 ocorrências da palavra "ekklesia" no Novo Testamento têm simultaneamente:
- o 2o. sentido (o de igreja local tomada como instituição, conceito; e
- o 3o. sentido (o da igreja local totalizada futura):
e) 01 das 115 ocorrências da palavra "ekklesia" no Novo Testamento só tem o 3o. sentido, a saber, de igreja local totalizada futura
f) 00 (zero!) das 115 ocorrências da palavra "ekklesia" no Novo Testamento têm sentido de igreja universal - difusa - atual
g) A IGREJA UNIVERSAL E INVISÍVEL: UMA TEORIA E UM MITO (Steve Montgomery  

4. FIGURAS [DOS 3 TIPOS] DAS IGREJAS (SEMPRE LOCAIS)
a. EDIFÍCIO (=Templo) de Deus,
b. CORPO do Cristo
c. NOIVA a ser unida ao Cristo
d. RAMOS da Videira
e. REBANHO de Ovelhas
f. SACERDÓCIO Santo e Realesco
g. REIS-SACERDOTES
h. NOVA CRIAÇÃO
i. HERDEIRO de Deus e CO-HERDEIRO com o Cristo 
j. LAVOURA de Deus
k. COLHEITA de Deus
l. SERVOS 

5. INÍCIO DAS IGREJAS locais (nos seus 3 sentidos)
a) EDIFÍCIO (=Templo) de Deus,a) NÃO foi quando Paulo estava na prisão em Roma
b) NÃO foi após o último relato de submersão, no Novo Testamento
c) NÃO foi quando Antioquia enviou Paulo como missionário, em At 13
d) NÃO foi quando Cornélio foi salvo, em At 10:44-45
e) NÃO foi quando Paulo foi salvo, em At 9
f) NÃO foi em Pentecostes, em At 2
g) NÃO foi antes do ministério do Cristo sobre a terra
h) Portanto, FOI durante o ministério do Cristo sobre a terra
i) Seis possibilidades para o início da 1a. igreja local (seguramente nos dias do Cristo sobre a terra)

6. SUBMERSÃO COM / EM / DENTRO DE O ESPÍRITO SANTO
a. 5 Erros Comuníssimos E Que Nos Deixam Perplexos (Donde Vêm?)
b. É Toda Submersão Em Água?
c. Que Foi A Submersão Com / Em / Dentro De O Espírito Santo?

7. CARACTERÍSTICAS DAS 1AS. IGREJAS LOCAIS
a. Características das 1as. Igrejas Locais, Restringindo-nos Apenas ao Livro de ATOS
b. Características das 1as. Igrejas Locais, Afora o Livro de Atos
c. Quatro Razões Para O Vertiginoso Crescimento Do Cristianismo No Mundo Antigo

8. PLANTANDO-ORGANIZANDO UMA IGREJA local
1o. passo: Deus chama e envia um crente obediente
2o. passo: Ele prega. Prega a Palavra. Só ela
3o. passo: Comecemos por onde há mais ouvintes e estes parecem ser mais promissores e parecem ser, se convertidos, mais importantes para levar o evangelho adiante
4o. passo: Começar a igreja em UMA, uma só ***CASA***
5o. passo: O pregador não deve adquirir nem construir nem alugar nada para a nova igreja
6o. passo: Extremo cuidado deve ser tomado com crentes vindos de outras doutrinas e práticas
7o. passo: [mais] NOVOS nascimentos
8o. passo: Submersões em água
9o. passo: Alistamentos como membros votantes
10o. passo: O ideal é que a grande maioria seja de frutos deste trabalho missionário, não de "transferências"
11o. passo: Sólido ensino, discipulamento e treinamento prático, local
12o. passo: Escolha de líderes locais, pela igreja local
13o. passo: Satisfação das exigências da lei (não antibíblicas) e da sabedoria
14o. passo: Se e quando construir for incontornável

9. ORGANIZAÇÃO [interna] DE CADA IGREJA local
a. Tempos de Reunir Específicos
b. Cultuar Regularmente Através de:
c. UM, UM Padrão Doutrinário
d. Cinco Tipos de Homens que são "Dons do Espírito Santo"
e. Cartas de Recomendação

10. ANCIÃOS (presbíteros)
a. Definição em sentido mais largo e genérico, de "varão maduro"
b. Definição em sentido mais estreito e técnico, de "pastor ou diácono"
c. Mesmo neste sentido técnico, presbítero não corresponde a um cargo-ofício
d. Presbítero-pastor **E** presbítero-diácono devem ser:

11. PRESBÍTERO- PASTOR (bispo )
a. O Pastor = Bispo É Chamado De
b. Seu Dever- META
c. O Valor Do Seu Trabalho. Ele É:
d. Pré-Requisitos Que Ele Viu Dentro de Si
e. Pré-Requisitos Que A Igreja Viu Nele
f. Deveres Do Presbítero- Pastor- Supervisor Para Com A Igreja
g. Não Deve ser:
h. Deve Pregar:
i. O Presbítero- pastor Fiel -- Recompensas
j. O Presbítero- pastor Infiel -- Castigos
k. Deveres do Rebanho para com o Pastor

12. PRESBÍTEROS- SERVIÇAIS (diáconos)
a. Definições
b. Deveres- META Dos Presbíteros- Serviçais
c. Pré-Requisitos
d. Alta Recompensa
e. Todo Crente
f. Exemplos

13. GOVERNO NA IGREJA LOCAL
a. Governo Independente e Local
b. Governo Congregacional, por Votação Universal e Igualitária
c. Votação por Erguer de Mãos (ou, em casos especiais, secretamente?)
d. Disciplinamento de Membro
e. Tomada de Decisões
f. Recebimento de Delegados
g. Envio de Solicitantes de Ajuda
h. Escolha e Envio de Membro como Missionário

14. ORDENANÇA MEMORIAL DA SUBMERSÃO
Preliminar: SACRAMENTO ou ORDENANÇA MEMORIAL?
a. Submersão ORDENADA
b. Submersão OBEDECIDA
c. A Submersão do Cristo DIFERE DA DE JOÃO, o Submersor
d. Submersão é IDENTIFICAÇÃO
e. Submersão é CONFISSÃO
f. Submersão PRESSUPÕE e DEMONSTRA:
g. Submersão NÃO SALVA NEM AJUDA A SALVAR
h. MODO da Submersão
i. Submersão é (simultaneamente) EM NOME DE: o PAI, e o FILHO, e o ESPÍRITO SANTO. Mt 28:19
j. QUANDO da Submersão
k. QUEM é Submerso
l. QUEM Submerge
m. ALISTAMENTO no Rol de Membros

15. ORDENANÇA MEMORIAL DA CEIA DO SENHOR
a. Nomes no Novo Testamento
b. Instituidor da Ceia
c. 3 Olhares na Ceia
d. Significado da Ceia
e. Participantes da Ceia
f. Ministrador da Ceia
g. Quando's da Ceia
h. Onde's da Ceia
i. Como's da Ceia
j. Ambiente da Ceia
k. Penalidades
l. Exortação

16. DISCIPLINA PELA IGREJA LOCAL

a. Necessidade (Obrigação!) Inescapável da igreja Disciplinar
b. A Base da Disciplina
c. Propósito do Disciplinar
d. Atitude de Coração, ao Disciplinarmos
e. Exageros Condenáveis, No Disciplinar
f. Progressão e Modos da Disciplina|
g. Esta Progressividade Só Se Aplica A Irmão Da ***MINHA*** Igreja Local, O Qual ***ME*** Ofendeu / Escandalizou
h. Perdão e Restauração
i. O Escopo da Disciplina
j. 3 Reações à Disciplina:
k. Objeções e Perguntas
l. Processos Legais, por Disciplinar

17. PROPÓSITO DE CADA IGREJA local
a. O Propósito De Cada Igreja Local NÃO É ...
- O Propósito De Cada Igreja Local É:
    b. Glorificar Deus
    c. Evangelizar TODO o MUNDO
    d. Edificar a si Mesma
    e. Purificar a si Mesma Ef 5:26-27
    f. Restringir e Iluminar o Mundo
    g. Promover Tudo que é bom para as Seguintes Pessoas ...
    h. Demonstrar A Graça De Deus Ef 2:7; 3:6,10; 1Pd 2:9
    i. Em Resumo ...

18. O FUTURO DAS IGREJAS LOCAIS
a. As igrejas Locais não Converterão o Mundo
b. Cada Salvo do NT Será Arrebatado pelo Noivo
c. Será Examinado e Recompensado no Bema [o tribunal de galardoamento, por Cristo]
d. Todos Os Salvos Do NT Formarão Uma Só Igreja (Local), Uma Só Noiva
e. Esta Igreja Local Totalizada Futura Será Unida Ao Noivo, Nas Bodas Do Cordeiro
f. Cada Salvo Do NT Sentar-se-á Com Cristo, Na Ceia Das Bodas Do Cordeiro
g. Cada Salvo Do NT Reinará com o Cristo
h. Cada Salvo Do NT Compartilhará A Nova Jerusalém Com Cristo, Eternamente
i. Cada Salvo Do NT Ilustrará A Glória Do Cristo, Eternamente

19. O LUGAR DA MULHER NA IGREJA local

a. A Mulher NÃO Pode, Na Igreja ...
b. 2 Razões Destas Proibições 
c. Respostas Às Possíveis Contestações
d. (Ante Ajuntamento Com Homens Presentes), A Mulher Pode, Regozijando ...
e. A Mulher Deve Reconhecer O Lar Como Principal Esfera de Atividade
f. Pode, DEVE Ensinar a Mulheres e Crianças
g) Algumas Distinções Especiais De Mulheres (adaptado da Bíblia de Thompson)

20. MÚSICA (SANTA) NA IGREJA local (SANTA)
0. Como o Diabo Está Atacando as B-O-A-S Igrejas!
1. Música no Velho Testamento
2. Música: Dom de Deus, Veio do Céu
3. Música Foi Corrompida pelo Pecado
4. Música Identifica
5. Música Carnal Corrompe
6. Música Espiritual (Santa) Alimpa
7. Instrumentos
8. Palmas
9. Balanceios e Danças
10. Testes
11. Teste-Resumo: Agrada a Deus? Totalmente? Só a Ele?

21. NÃO PALMAS, RITMOS E INSTRUMENTOS DE DANÇA, OU CARISMÁTICOS
1. Palmas
2. Danças
3. Os CULTOS (no Tabernáculo, no Templo, nas sinagogas, nas igrejas do N.T., e nas igrejas primitivas) SEMPRE (!!!) FORAM SINÔNIMOS DA MAIS PROFUNDA (!!!) REVERÊNCIA (!!!) 
4. O Objetivo do Verdadeiro Culto é Plenamente (!!!) Agradar a Deus, Somente (!!!) a Deus
5. Expressões Culturais Devem Ser Filtradas, Não Somente Adotadas
6. Só Quem Quer Ser Cego Não Enxerga o Mal Que a "Música Evangélica Contemporânea" Pode Fazer e Tem Feito às Verdadeiras e Fiéis Igrejas
7. Palmas Ritmadas, Instrumentos e Ritmos Dançáveis, Balanços do Corpo, etc., Resultam em Mortíferos Frutos
8. O N.T. Especifica Tudo o Que Deve Compor Nossos Cultos, e Omite Palmas e Balanços de Corpo
9. Mesmo Se No V.T. Pudessem Haver Palmas e Danças nos Cultos, Deus, no N.T., Aperfeiçoou o Culto
10. A Música Dos Cultos a Deus, Pelas Igrejas, Tem que Ser Espiritual, Não Pode Ser Carnal
11. Mesmo Se Tivéssemos Todo o Direito a Palmas, Instrumentos e Músicas Dançáveis, Balanços de Corpo, etc., Teríamos Que Renunciar a Eles, Pois...
12. A Palavra do Deus de Amor, Nosso Senhor (!!!), Nos Dá Outras Instruções Que Nos Levam a Separar-Nos Totalmente das Palmas e Danças

22. MÚSICA CULTUANDO A DEUS NO N.T. E NOS 1OS SÉCULOS: SEM INSTRUMENTOS?

1. Entendamos As Palavras Chave: salmo, salmodiar, hino, cantar hinos, cântico, cantar 
2. Passagens Sobre Música, no N.T.
3. DEVEMOS NOS ESPELHAR SÓ NO NOVO TESTAMENTO (não na prática comum de hoje, e não no V.T.!):
    3.1 há quatro tipos de adoração no N.T.
    3.2. o significado de adoração "na verdade"
    3.3. a música na adoração "em verdade": foi vocal; enfatizava o espiritual; contrastava com a do V.T. 
    3.4. pretextos usuais para o uso de instrumentos
4. A Música Nas Igrejas Dos Primeiros Séculos. Citações
5. Conclusão

30. Principais OBRAS CONSULTADAS






0. PRELIMINARES


"Ekklesia" vem de "ek" ("para fora") e "klesia" ("chamado"). Etimologicamente, significaria "assembleia de chamados para fora". O termo era usado para descrever "um corpo de cidadãos, cidadãos corporal e fisicamente reunidos, reunidos com a finalidade de discutir os assuntos da sua cidade" (este é o sentido em At 19:39, onde está traduzido por "assembleia").

Esta simples consulta a todo e qualquer dicionário, mesmo o mais simples, mostra que há erros e confusões (terríveis e de terríveis conseqüências) no entendimento que a grande maioria dos crentes (mesmo os mais sinceros), inconscientemente ou por falta de ensino e ponderação, dá ao termo "igreja", quando aplicado no sentido do Novo Testamento, às igrejas daqueles que foram salvos por crerem plenamente no Senhor Jesus Cristo e crerem plena e verbalmente na Bíblia:
- Alguns a entendem como significando o seu prédio ("A minha igreja é toda revestida de mármore, é a mais rica do país, orgulho-me das suas torres, morro por elas. Mas não ligo muito para todas as pessoas que costumam ir à minha igreja." Etc.);
- Outros fazem certo grau de mistura da igreja com Israel e a Lei ("Vou ao meu templo, ao santuário da minha igreja, até o altar do santíssimo do tabernáculo, oferecerei o meu holocausto, depois ouvirei o meu sacerdote, pagarei o meu dízimo aos levitas e à descendência de Arão. Foi a minha igreja que me casou, lá apresentarei o meu filhinho na sinagoga de Cristo, e o aspergirei em lugar da circuncisão israelita. Sou da mesma igreja de Abraão e herdarei todas as promessas a ele feitas, se eu cumprir a Lei e guardar meu sábado cristão." Etc.).
- Outros a desprezam por uma tal de igreja universal ("Minha única igreja verdadeira é a igreja invisível, ela é a única que me interessa, eu não preciso ser membro nem ser fiel a nenhuma igreja local específica, portanto eu freqüento a todas sem me amarrar a nenhuma. Abaixo as separações, abaixo as diferenças doutrinárias, sejamos uma só religião, sejamos 'A Igreja'." Etc.).
- Outros a entendem como uma organização de tamanho micro ou mega ("Eu amo a minha Convenção Brasileira da Igreja Reformada dos Maiorais. Ela é riquíssima e nenhuma tem tão nobre tradição. O grupo local aonde eu vou é de somenos importância, o que importa é a denominação." Ou "Minha verdadeira lealdade, minha verdadeira igreja passou a ser a Antiigreja do Apóstolo X, a ela dou todo meu dinheiro e tempo e energia." Ou "Já eu passei para a Igreja Via TV, é eletrizante chamarmos uns amigos e curtirmos o embalo cantando a plenos pulmões e balançando a pleno suor, e ninguém faz cobranças (afora dinheiro) nem nos disciplina." Etc.)
- Etc.



O objetivo deste livro eletrônico é, fundados somente nas Escrituras e nada mais, examinarmos com todo rigor e profundidade quais são o real significado e características e doutrinas e práticas estabelecidos por Deus para cada igreja local neotestamentária.

Veremos que, no Novo Testamento, só existem: (1) cada igreja local, (2) a igreja local totalizada futura, e (3) a igreja local tomada como substantivo abstrato. A difundidíssima crença em "A Igreja Universal, Difusa, Atual" é herança de tradição humana, a pior delas, a Romanista!...

Eclesiologia (a Doutrina da Igreja), apesar de ser uma das doutrinas mais importantes e mais em crise e mais criticamente necessária de ser estudada nos dias atuais, é provavelmente a mais omitida e desprezada mesmo em alguns dos mais firmes e fundamentalistas seminários e livros e púlpitos. Seria o assunto mais polêmico da cristandade, se já não fosse o mais evitado: causa-me espanto e desapontamento ver como ele é tocado de raspão ou quase que omitido em muitos dos mais firmes e fundamentalistas e profundos livros de Teologia Sistemática e púlpitos...

Por isso, prezado leitor, por favor não abandone a leitura nem me tache de nada ruim logo aos 2 primeiros pontos que lhe chocarem. Por favor, prossiga, eu penso que somente ao final eu terei deixado mais claro algumas posições não mais muito usuais. Por favor, se você não concordar com 2 ou 3 pontos, não deixe isto lhe impedir de ver outros 20 ou 30 pontos, e passar a concordar que, embora não mais muito usuais, rigorosamente decorrem do Novo Testamento.



Hélio de M. Silva, 2003


 

(retorne a http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)