Ante a igreja local, a mulher tem lindo papel, mas o Novo Testamento somente não a permite pregar, ensinar, falar ante homem. Nem ser diaconisa ou pregadora ou pastora.


19. O LUGAR DA MULHER * NA IGREJA LOCAL *

(* se ela realmente quiser obedecer o Novo Testamento, plenamente... )


(Esboço sumariado e adaptado de T. P. Simmons, "A Systematic Study of Biblical Doctrine", 1948, 3a. edição em Português, The Challenge Press, Central Baptist Church, Little Rock, Arkansas, 1985. Minha esposa, Valdenira, ajudou na adaptação, ajudou na seleção de versículos, etc.)




A mulher tem (na igreja, no lar, e na sociedade) um lugar importante, lindo e negligenciado. Negligenciado porque tantas vezes a mulher tem estado muito mais preocupada em tentar tomar o lugar do homem do que em preencher sua própria e maravilhosa esfera, a ela dada pelo seu Criador e Deus e Senhor. A glória e felicidade da mulher achar-se-ão (se e enquanto a mulher estiver) vicejando na sua própria esfera. Seu vexame ou vergonha, e sua infelicidade, (achar-se-ão se e enquanto a mulher estiver) esmaecendo fora dela. Só pode ser sublime uma orquestra onde cada músico toca sua parte, ela será abominável se cada um quiser tocar a parte do outro e desprezar as instruções e direção do maestro... 

{GN 3:16 "... O TEU DESEJO SERÁ PARA O TEU MARIDO, e ele te dominará" pode se referir a uma trágica conseqüência da queda: que a natureza pecadora da mulher inflamadamente deseja sobrepujar o marido e usurpar-lhe a posição. Nós os salvos (tanto os homens como as mulheres) temos que vigiar contra nossa velha natureza, e constantemente seguir o Espírito e a Palavra}.



a. A Mulher NÃO Pode, Na Igreja :

aa. Ensinar (portanto pregar) em reunião onde haja homens: A mulher é muito abençoadora e bem-vinda para constantemente ensinar a mulheres e crianças e jovens até 14, 16, talvez até 18 anos. Mas, oficial e programadamente, em uma reunião em que homens adultos possam estar presentes, ela só pode ensinar/ questionar/ exortar/ redargüir/ corrigir/ repreender/ exercer autoridade sobre algum homem adulto se tudo isto for estritamente em assuntos que sejam não teológicos, não espirituais e não da administração da igreja. 1Tm 2:11-12. 
   11 A mulher APRENDA em SILÊNCIO, com toda a SUJEIÇÃO. 12 Não permito, porém, que a mulher ENSINE, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em SILÊNCIO. (1Ti 2:11-12) (o contexto é o da inteira igreja reunida)

{PREGAÇÃO E ENSINO PELA MULHER: Cremos que é seguro, à luz do que a Bíblia diz, que esta proibição estende-se a todos os assuntos teológicos ou espirituais ou do funcionamento da igreja local; mas não acompanhamos aqueles que crêem que a mulher não pode ensinar nem sequer assuntos técnicos ou não espirituais, aos homens da igreja local, por exemplo: dar aulas de português, de teoria musical, de tocar um instrumento, de contabilidade, etc.}

{EVANGELISMO-PESSOAL: A MULHER (juntamente com seu esposo ou, pelo menos, uma irmã madura na fé; nunca sozinha) pode testemunhar e ensinar a 1 homem adulto (ou, excepcionalmente, a pouquíssimos homens adultos), não em reunião de igreja local, mas sim em ocasião rara e especial, não oficial, não planejada nem procurada, mas sim oferecida por Deus, como se por acaso.}


ab. A mulher NÃO pode, ante a igreja: Sequer falar à igreja, com homens adultos podendo estar presentes: 1Co 14:34-35: 
   "As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja." (1Co 14:34-35)

{"ESTEJAM CALADAS NAS IGREJAS": O contexto não proíbe a mulher de saudar seu tio ou a igreja com um "Deus também vos abençoe", nem de respeitosamente pedir "por favor, professor, pode explicar de novo?" mas, sim, proíbe-a pregar, ensinar, questionar, desafiar, discordar, retrucar, repreender, acusar, propor, liderar, etc. aonde há homens.}

{"INTERROGUEM EM CASA A SEUS PRÓPRIOS MARIDOS": Se a mulher não tiver marido, deve perguntar a seu pai, ou a um tio, ou a um ancião (o presbítero-pastor-supervisor, um presbítero-pastor-auxiliar, um presbítero-serviçal-diácono, ou um ancião que não seja um dos oficiais, tudo isto da sua igreja local). Deve perguntar isto estando este homem acompanhado de sua esposa ou de outra pessoa, e depois do culto/ aula/ reunião).}


ac. A mulher NÃO pode, ante a igreja: Atuar em qualquer capacidade que envolva autoridade teológica/ espiritual sobre homens adultos: 1Tm 2:12.
   12 Não permito, porém, que uma mulher ensine, nem use de autoridade sobre um varão, mas que esteja em silêncio. (1Tm 2:12). "Andros" = "varão" (macho, adulto); diferente de "anthropos" = ser humano, masculino ou feminino, de qualquer idade física e espiritual. Mas note que o contexto é o da igreja reunida.

ad. A mulher NÃO pode (no seu dia a dia e, particularmente, ante a igreja): Aparecer com cabeça descoberta (isto é, com cabelo curto): 1Co 11:3-15 exige que a mulher use cabelos longos (por "cabelos longos" entendemos que isto significa que eles devem cobrir perfeitamente toda a cabeça e a nuca, tocando a orla superior das costas do vestido. Ver nota em ae, adiante):
   ... 14 Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido? 15 Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de cobertura. (1Co 11:3-15, tradução King James Bible)

Maiores detalhes em http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/CoberturaCabeca-SClarita.htm (a partir de 2004).
Por ora, basta lembrarmos o que significa a expressão "em lugar de", em 1Co 11:15 : do mesmo modo que quem comeu feijoada "em lugar do" almoço não precisa mais almoçar (a feijoada lhe serviu de almoço), assim também, na mulher que usa o cabelo longo, ele lhe está "em lugar da" cobertura (o cabelo lhe serviu de cobertura). Em resumo: se uma mulher crente não está com cabelo longo (talvez em resultado de doença, etc.), então tem que usar cobertura (peruca ou véu ou etc.); mas, se está com cabelo longo, então não tem que usar nenhuma cobertura adicional para sua cabeça. A escolha é: ou cabelo longo, ou cobertura artificial. Não ambos, mas um deles.

ae. A mulher NÃO pode, ante a igreja: Usar traje que não seja exemplo de modéstia (isto é, de pudor/ recato/ comedimento). Isto em casa, trabalho, esporte (!), praia (!) (ah, os crentes que, mesmo os homens e mulheres usando trajes de banho cobrindo do pescoço aos joelhos, somente usavam piscina e praias em horas e locais diferentes!), e, principalmente, ante a igreja 1Tm 2:9-10: 
   Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos, Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras. (1Tm 2:9-10)

{ROUPA. GÊNERO. O QUE É NUDEZ: 
   Nunca um sexo use roupa que possa ser usado pelo outro, inclusive roupa "unisex".
   Adão e Eva fizeram aventais (que podem ser baixos em cima e altos em baixo, e podem não cobrir toda a parte traseira, nem cobrir tudo desde o pescoço até abaixo dos joelhos) de folhas. Deus recusou as vestimentas de folhas (tipificando a rejeição da vã tentativa de salvação por nossas obras) e providenciou-lhes trajes feitos com peles (tudo indica que de cordeiros sacrificados, já tipificando o sacrifício de Cristo em nosso lugar e para nos salvar), mas note também que essas roupas foram não mais aventais, mas capas (que são frouxas, não revelam forma do corpo, cobrem frente e traseira desde o pescoço até abaixo dos joelhos). Por isto, e pela História dos povos antigos e das mulheres (e dos homens) crentes fiéis de todos as igrejas antes deste século de Laodicéia, tudo indica a forte probabilidade de que o deixar aparecer, ou mesmo o revelar as formas pela justeza/transparência das vestes, desde pescoço até abaixo dos joelhos, é NUDEZ ante Deus.
   7 Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram FOLHAS DE FIGUEIRA, e fizeram para si AVENTAIS. ... 21 E fez o SENHOR Deus a Adão e à sua mulher TÚNICAS de PELES, e os vestiu. (Gn 3:7,21)}


af. A mulher NÃO pode, ante a igreja: Ter o título (ou cargo, disfarçado) de anciã- pastora: Ver aa, ab, ac e http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/11PresbiteroPastorOuBispo-Helio.htm .

ag. A mulher NÃO pode, ante a igreja: Ter o título (ou cargo, disfarçado) de anciã-diaconisa [NOTA]: Ver http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/12PresbiteroServicalOuDiacono-Helio.htm e http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/ODiaconoNaIgrejaLocalBiblica-Helio.htm.

ah. A mulher NÃO pode, ante a igreja: Dirigir oração ante ou representando a igreja: 1Tm 2:8 
   Quero, pois, que os varões {*} orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda. (1Tm 2:8) {"Aner" = "varões" (machos, adultos); diferente de "anthropos" = seres humanos, masculinos ou femininos, de qualquer idade física e espiritual. Notemos o contraste com "mulheres", v. 9.}

{MULHER ORA, ANTE A IGREJA? (supomos que a igreja tenha homens, claro):
   Vemos homens orando publicamente, ante e representando toda a igreja local: seguramente em 1Rs 8:22-61; Ed 9:5-10:1; Ne 11:17; At 1:24; provavelmente em Nu 11:2; 1Sm 7:5; 2Cr 30:18.
   Vemos mulheres orando privadamente: seguramente em 1Sm 1:10-2:1; Lc 2:37; provavelmente em At 1:14; 1Co 11:5.
   Nenhum trecho mostra, de forma indiscutível, mulheres orando publicamente, ante e representando um igreja com homens.

MULHER REGE CORAL/ORQUESTRA NA IGREJA? MULHER CANTA SOLO OU EM 1A. EVIDÊNCIA, NA IGREJA?  (supomos que a igreja tenha homens, claro)
Alguns, talvez como Jack Hyles, crêem e ensinam que, ante igreja que possa ter homem, a mulher também não pode:
- Dirigir coral, grupo musical, ou canto congregacional; e
- Cantar em 1a. evidência, momento algum.
Mas nós mesmos não vemos problemas com estas atividades ... desde que exercidas sem contrariar desde aa até ah, e exercidas rigorosamente sob o controle do Espírito Santo (tudo isto é raro hoje em dia, mas não é impossível).

MULHER VOTA, NA IGREJA?  (supomos que a igreja tenha homens, claro)
   Bem , não temos posição forte quanto a isto: mesmo se pudesse ser provado que mulheres não votavam nas igrejas dos 1os séculos, não seria isto influência judaica? Então e nos séculos logo após a Reforma, não seria influência da sociedade? Elas votarem hoje, não é influência das "sufragistas" e da sociedade atual? O fato do Novo Testamento silenciar, não dizer explicitamente que elas não votaram nas votações abaixo, deve ser tomado como autorização para votarem?
   At 1:23 (Matias. Note que verso 16 endereça "andros" (machos adultos));
   At 6:5 (Escolha dos 1os. 7 presbíteros- diáconos- serviçais). V.3 é "escolhei pois, irmãOs," masculino (será que o sentido foi amplo, incluindo ambos os gêneros? que nos dá certeza?));
   At13:1-3 (Barnabé e Paulo. Mas:não houve "eleição": o Espírito escolheu diretamente e os homens presbíterOs impuseram as mãos);
   At 14:23 (AnciãOs em várias cidades. V. 22 fala que a escolha foi feita pelos "discípulOs", masculino (será que o sentido foi amplo, incluindo ambos os gêneros? que nos dá certeza?));
   At 15:22-23 (2 delegados enviados pelo "concílio da circuncisão". Silêncio?);
   2Co 8:19 (Acompanhante de Tito. Silêncio?);
   Um forte argumento é que, como aos homens cabe a pesada responsabilidade de decidir e arcar com as conseqüências (no lar, no país, na igreja local, etc.), somente eles devem poder votar, do contrário uma igreja onde as mulheres são maioria (particularmente se formassem um lobby) poderia impor a vontade delas sobre a dos homens.
   Bem, não temos total certeza, mas que os homens podem e devem votar é certo, que as mulheres podem é, no mínimo, duvidoso; seria melhor, como sempre, irmos pelo lado da segurança, só os homens adultos votando.
   Se alguém não concordar com isto, pelo menos concordaremos que, se quisermos obedecer tudo que a Bíblia diz, então:

MULHER: TALVEZ VOTO, MAS NÃO VOZ: é uma indignidade contrária ao Novo Testamento uma mulher ou um jovem, perante a igreja em ambiente onde há um homem: pregar, ensinar, questionar, desafiar, discordar, retrucar, repreender, acusar, propor, liderar, etc; 1Tm 2:11-12; 1Co 14:34-35. (ambas as passagens estão em aa e ab). Quem quiser contender com a Bíblia que contenda. "Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus." (1Co 11:16) 


b. 2 Razões Destas Proibições 

-1a. razão apresentada na Bíblia: "Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão". (1Tm 2:13-14)
- 2a. razão apresentada na Bíblia: "Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão". (1Tm 2:13-14) {A mulher é mais delicada, mais levada pela emoção e intuição, mais suscetível de ser enganada e manipulada.}


c. Respostas Às Possíveis Contestações:

ca. "Débora liderou" Jz 4,5 (Mas o verso 4:5: Débora ministrava julgamento sediada em seu lar):
   4 ¶ E Débora, mulher profetisa, mulher de Lapidote, julgava a Israel naquele tempo. 5 Ela assentava-se debaixo das palmeiras de Débora, entre Ramá e Betel, nas montanhas de Efraim; e os filhos de Israel subiam a ela a juízo. (Jz 4:4-5)
Note:
- (a) Nem tudo feito por "grande nome" da Bíblia foi a perfeita vontade de Deus;
- (b) Nunca um exemplo (particularmente não ante uma igreja do Novo Testamento) deve anular uma clara ordem do Novo Testamento;
- (c) O fato que algo foi presente e foi tolerado no Velho Testamento não implica que ele foi e é a mais vontade perfeita de Deus, particularmente para agora, no Novo Testamento. Por exemplo, no Velho Testamento foi tolerado, sem muita repreensão forte: poligamia, escravidão, etc. Mas, deve o verdadeiro cristianismo lutar denodadamente para fazer voltar poligamia, escravidão, e outras coisas semelhantemente toleradas no Velho Testamento? É óbvio que não. 
- (d) Débora não estava ante uma igreja, neotestamentária;
- (e) Não se prova que jamais houve, no Novo Testamento, mulher pregando a toda uma igreja reunida;
- (f) Não se prova que jamais houve, no Novo Testamento, mulher fazendo uma pregação (programada) a toda uma igreja reunida, programada para ouvi-la;
- (g) Deus o Espírito Santo, movendo a Débora, não a pode ter levado a contradizer aquilo que o mesmo Deus o Espírito Santo inspiraria Paulo a escrever.

cb. "Ana pregou" Lc 2:36-38. Ver respostas (a,b,d,e,f)

cc. "Mulheres ajudaram Jesus e Paulo, pregando" Lc 8:2-3; At 18:2,18,26; Rm 16:1-2; Fp 4:3. Ver respostas (a,b,d,e,f,g). Ademais, elas serviam com seus bens e, presumivelmente, com seus trabalhos pessoais.

cd. "Mulheres saíram de diante do túmulo de Jesus e foram pregar aos apóstolos" Mt 28:1-10; Mr 16:1-11; Lc 24:1-9; Jo 20:1-18. Ver respostas a,b,f (este foi um recado ocasional; não uma pregação, programada), g.

ce. "Mulheres pregaram em Pentecostes, At 2"
Leia atentamente At 2:
- O Novo Testamento sequer garante que mulheres falaram naquele dia. A propósito, em At 2:7, "outoi" {estes} é masculino, "Galilaioi" é masculino, por isso a tradução "...não são galileus todos esses varões que estão falando?" Portanto, só há prova que machos-adultos miraculosa e perfeitamente falaram os idiomas dos Judeus de países distantes, então presentes.
- O Novo Testamento muito menos que garante que mulheres discursaram pregando à igreja! Pedro foi o único que o fez. 
- Ver respostas (a,b,e,f,g).

Portanto, só há prova que foram machos-adultos aqueles que miraculosa e perfeitamente falaram os idiomas dos Judeus de países distantes, então presentes.

cf. "A Samaritana pregou" Jo 4:16. Ver respostas (a,b,d,e,f). Ademais, Jesus só a mandou ir e chamar seu marido; portanto, mesmo se tivesse pregado a um grupo envolvendo mais de um homem (e este não o seu marido), isto não teria sido por ordem e vontade Divina.

cg. "As filhas de Filipe pregaram" At 21:9. Ver respostas (a,b,d,e,f,g). Ademais,
- (h) a expressão "elas profetizavam" pode e deve ser entendida como que elas revelaram verdade recebida por revelação, a um varão-pregador, para que ele pregar; não deve ser entendida como se elas tivessem pregado à toda a igreja local.

ch. "Mulheres pregam nos últimos dias" At 2:18. Ver respostas (a,b,d,e,f,g,h).

ci. "Priscila pregou" At 18:26. Ver respostas (a,b,d,e,f,g). Ademais, estava no seu lar e em conjunto com seu marido.

cj. "Profetisas corintianas pregaram" At 11:3. Ver respostas (a,b). Ademais, cometiam 2 ofensas:
(i) falavam "na" (não está claro que falavam "para a") igreja reunida (1Co 11:17) - isto foi repreendido em 1Co 14:34-35;
(j) faziam-no com a cabeça descoberta - isto foi repreendido em 1Co 11: 3-15.

ck. "Gl 3:28 iguala mulheres a homens, como pregadores". Os versos 19-29 ensinam nada mais do que o fato que todos os salvos estão igualmente salvos, são igualmente filhos de Deus e co-herdeiros com Cristo, a lei tendo sido apenas um aio antes da fé no Cristo.

cl. "A proibição das mulheres falarem, estabelecida em 1Co 14:34, foi apenas contra falatório ocioso e contra agressivas contradições que possam causar dissensão em reunião de negócios": A palavra grega para falar ("laleô") tem (em todo o capítulo, em todo o Novo Testamento e em todos os léxicos do grego) sentido comum a qualquer espécie de falar e em qualquer ocasião: pregando, batendo-papo, etc. A proibição da mulher falar na igreja, onde há homem-adulto presente, abrange todos os sentidos: falar ociosamente, pregar, ensinar, questionar, desafiar, discordar, retrucar, repreender, acusar, propor, liderar, etc.

cm. "Isto só se aplica às mulheres casadas, e em relação a seus próprios maridos" O ônus da prova sempre deve ser de quem quer particularizar o que pode e normalmente tem sentido geral; e eles não têm 1 mm de sombra de prova. Além disto, seria loucura proibir casadas (usualmente mais velhas e ajuizadas) e permitir solteiras (pregar, ensinar, questionar, desafiar, discordar, retrucar, repreender, acusar, propor, liderar)!

cn. "Isto só se aplicou à igreja de Corinto". O Espírito Santo (através da pena de Paulo) escreveu estas instruções só à igreja de Corinto porquanto esta era a única em que as mulheres estavam saindo do seu papel, e porque sabia e faria que a epístola fosse copiada e lida no mundo inteiro, pelos séculos dos séculos.

co. "Isto só se aplicou à cultura de então" Paulo diz que este mandamento é do Senhor, não disse o mesmo sobre carnes oferecidas a ídolos; fundamenta-o sobre a precedência do homem na criação e no fato da mulher ter sido enganada na queda. A permanência de todos estes fatos indica que o mandamento é permanente. Aliás, todo mandamento do Novo Testamento é permanente, a não ser que seja explicitamente dito que não o é. Se não fosse assim, que caos teríamos ...


d. (Ante Ajuntamento Com Homens Presentes), A Mulher Pode, Regozijando:

2Rs 4:10 (Sunamita constrói para hospedar Eliseu); Mt 27:55-56 (servidoras de Jesus e discípulos); Mr 14:3 (Maria de Betânia, vaso de nardo puro); Lc 7:38-39 (pecadora, cabelos, pés, ungüento); At 1:14 (Maria e seus outros filhos e filhas); 12:12-13 (Maria, Rode); 18:26 (Priscila ensinando a Apolo); Fp 4:3 (cooperadoras de Paulo); Rm 16:1-2 (Febe, servidora); Rm 16:3 (Priscila), 6 (Maria),12 (Trifena, Trifosa, Pérside)
   Façamos-lhe, pois, um pequeno quarto junto ao muro, e ali lhe ponhamos uma cama, uma mesa, uma cadeira e um candeeiro; e há de ser que, vindo ele a nós, para ali se recolherá. (2Re 4:10)
   55 E estavam ali, olhando de longe, muitas mulheres que tinham seguido Jesus desde a Galiléia, para o servir; 56 Entre as quais estavam Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu. (Mt 27:55-56)
   E, estando ele em Betânia, assentado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher, que trazia um vaso de alabastro, com ungüento de nardo puro, de muito preço, e quebrando o vaso, lho derramou sobre a cabeça. (Mr 14:3)
   38 E, estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas, e enxugava-lhos com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o ungüento. 39 Quando isto viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora. (Lc 7:38-39)
   Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos. (At 1:14)
   12 E, considerando ele nisto, foi à casa de Maria, mãe de João, que tinha por sobrenome Marcos, onde muitos estavam reunidos e oravam. 13 E, batendo Pedro à porta do pátio, uma menina chamada Rode saiu a escutar; (At 12:12-13)
   Ele começou a falar ousadamente na sinagoga; e, quando o ouviram Priscila e Aqüila, o levaram consigo e lhe declararam mais precisamente o caminho de Deus. (At 18:26)
   E peço-te também a ti, meu verdadeiro companheiro, que ajudes essas mulheres que trabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os outros cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida. (Fp 4:3)
   1 ¶ Recomendo-vos, pois, Febe, nossa irmã, a qual serve na igreja que está em Cencréia, 2 Para que a recebais no Senhor, como convém aos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque tem hospedado a muitos, como também a mim mesmo. (Rm 16:1-2)
   Saudai a Priscila e a Aqüila, meus cooperadores em Cristo Jesus, (Rm 16:3)
   Saudai a Maria, que trabalhou muito por nós. (Rm 16:6)
   Saudai a Trifena e a Trifosa, as quais trabalham no Senhor. Saudai à amada Pérside, a qual muito trabalhou no Senhor. (Rm 16:12)


da. Participar dos cultos públicos
Ex 38.8; 1Sm 2.22; Atender à leitura da Lei Dt 31:12; Jos 8:35; Adoravam em compartimento em separado Ex 38:8; 1Sm 2:22


db. Participar das orações públicas (sem liderá-las; silenciosamente) e das leituras-bíblicas-em-uníssono sem liderá-las At 1:14 (Maria e seus outros filhos e filhas); 12:12-13 (Maria, Rode) 


dc. Tocar instrumento musical, ornamentar o ambiente da igreja, cuidar dele, etc. 


dd. Participar do canto congregacional (O mais nobre canto de todos! Deveria preponderar sobre todos!) 


de. Participar de coral, jogral, ou grupo musical 1Cr 25:5-6; Esd 2:65; Nee 7:67; (Mas nunca em 1a. evidência. Ou, pelo menos, sem contrariar nada desde aa até ah, e rigorosamente sob o controle do Espírito...) A palavra Alamoth ("Para as virgens") em 1Cr 15:20 e no título do Salmo 46, parece indicar um coro de vozes femininas, possivelmente soprano.


df. Compor poesia  letras, melodias, harmonia e arranjos para salmos, hinos e cânticos espirituais
Ex 15:21 (Miriam); Juí 5 (Débora); 1Sm 2:1-10 (Ana); Lc 1:42-45 (Isabel); Lc 1:46-55 (Maria) 


df. Dar dos seus meios
. 2Rs 4:10; Mr 14:3 (Maria de Betânia, vaso de nardo puro)


e. A Mulher Deve Reconhecer O Lar Como Principal Esfera de Atividade

(sublime, privilegiada, dificílima, que consumiria todo seu tempo e energia), onde a mulher é insubstituível! 1Tm 5:9-10;Tt 2:5 abaixo
   Nunca seja inscrita viúva com menos de sessenta anos, e só a que tenha sido mulher de um só marido; Tendo testemunho de boas obras: Se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra. (1Tm 5:9-10)


f. Pode, DEVE Ensinar a Mulheres e Crianças

No dia a dia, ou em reuniões programadas e sem homens. Ensinar (instruir, treinar, advertir, exortar, repreender, etc.) por palavra e por exemplo. Este é privilégio sublime, privilegiado, dificílimo, que consumiria todo seu tempo e energia, e onde a mulher é insubstituível! Tt 2:3-5
   As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem; 4 Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, 5 A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada. (Tt 2:3-5)


g) Algumas Distinções Especiais De Mulheres (adaptado da Bíblia de Thompson):

Última ao pé da cruz: E Maria Madalena e Maria, mãe de José, observavam onde o punham. (Mr 15:47);

Primeira no túmulo: E no primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do sepulcro. (Jo 20:1);

Primeira a proclamar a ressurreição: E, saindo elas pressurosamente do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos seus discípulos. (Mt 28:8)

Primeira a testificar aos judeus: 37 E era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia. 38 E sobrevindo na mesma hora, ela dava graças a Deus, e falava dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém. (Lc 2:37-38);

Presente à primeira reunião de oração: Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos. (At 1:14)

Primeira a saudar missionários cristãos (Paulo e Silas) na Europa (Filipos): E no dia de sábado saímos fora das portas, para a beira do rio, onde se costumava fazer oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que ali se ajuntaram. (At 16:13);

Primeira convertida da Europa (em Filipos): E uma certa mulher, chamada Lídia, vendedora de púrpura, da cidade de Tiatira, e que servia a Deus, nos ouvia, e o Senhor lhe abriu o coração para que estivesse atenta ao que Paulo dizia. (At 16:14).



[NOTA: A palavra diaconisa (transliteração feminino: diakonissa) é citada por Charles C. Ryrie, no livro Basic Theology p. 485, como existente no Grego Koiné, porém ela jamais foi usada por Deus, no Novo Testamento!]

 


Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB), autêntica herdeira da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753) e traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma) como o Textus Receptus. Para começar a ter uma idéia da gravidade de muitas das MILHARES de deturpações de todas as "Bíblias" alexandrinas (baseadas no Texto dos incessantes Críticos), em relação às Bíblias do TR, leia, por EXEMPLO, http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/AAlmeidaAtualizadaExposta-Helio.htm
http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/ExpondoErrosNVI-Jun2000-Emidio.htm



(retorne a http://solascriptura-tt.org/EscatologiaEBatistas/00Helio-index.htm
retorne a http://solascriptura-tt.org/EscatologiaEBatistas/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)