A disciplina (admoestação, advertência, castigo, exortação, punição, repreensão, reprovação, suspensão, demissão, exclusão, ou expulsão do rol) de membro que esteja em pecado é boa para ele e para sua igreja, para restauração, pureza, santidade. Mas tem a disciplina tem que ser segundo a Bíblia.

16. DISCIPLINA PELA ASSEMBLEIA LOCAL




Definição de Disciplinar (mesmo nos dicionários seculares): Disciplinar é "penalizar membro de uma sociedade por quebrar leis que garantem o bem de todos [inclusive dele mesmo]. O objetivo é proteger a todos; e convencê-lo e levá-lo de volta a seguir as leis para, assim, ele mesmo fruir o bem e proporcioná-lo a todos." 

Há 3 Tipos de Disciplina do Crente:
1. Autodisciplina: O salvo deve, ele mesmo, diária e totalmente procurar atender a voz do Espírito Santo, arrepender-se, confessar a Deus os seus pecados, pedir-lhe perdão, exercitar disciplina consigo mesmo, AUTOpurificar-se. Tudo isto lhe evitará muitas dores, e eliminará ou diminuirá a necessidade de ser disciplinado Sl 139:23-24; 1Co 11:28-31; 2Co 7:1; 1Jo 3:2,3.
   23 Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. 24 E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno. (Sl 139:23-24)
   Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice. Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. (1Co 11:28-31)
   Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus. (2Co 7:1)
   Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. (3) E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro. (1Jo 3:2-3)

2. Disciplina pela assembleia local. Este capítulo deste livro eletrônico objetiva estudar este 2o degrau de disciplina, e é melhor nos disciplinarmos a nós mesmos para não haver necessidade deste 2º grau de disciplina, muito mais vergonhoso e doloroso que o 1o.

3. Disciplina pelo Pai
. É melhor nos disciplinarmos a nós mesmos, e, se descermos abaixo disso, então atendermos à disciplina pela assembleia local, para não descermos à necessidade deste 3o degrau de disciplina, muito mais vergonhoso e doloroso que o 1o e o 2º Jo 15:2; At 5:5,10 (Ananias e Safira); 1Co 11:32; He 12:9-10; 1Pe 4:17.
   Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. (Jo 15:2) Note que o assunto é usabilidade e é galardões versus punições, não é salvação.
   Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo. (1Co 11:32)
   Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos? Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. (He 12:9-10)
   Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus? (1Pd 4:17)




a. Necessidade (Obrigação!) Inescapável Da Assembleia Local Disciplinar

Deus é o Senhor! E ele ordenou!!! Claramente! (Rm 2:24; 1Ts 5:14; Ap 2:2, 12-17, 20; versos mais abaixo).
   Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós. (Rm 2:24)
   Rogamo-vos, também, irmãos, que ADMOESTEIS os DESORDEIROS, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos. (1Ts 5:14)
   (2) Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à PROVA os que dizem ser APÓSTOLOS, e o não são, e tu os achaste MENTIROSOS. ... (14) Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem. (15) Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio. (Ap 2:2,12-17)
   Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz PROFETISA, ENSINAR e ENGANAR os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. (Ap 2:20)


TRANSPARÊNCIA, NÃO ESCONDER PECADO DE ACÃ, MESMO SE FUGIDIO.
Importante: Quando um membro da assembleia local cometer pecado de natureza tal que tenha ser levado a toda a assembleia para esta julgar se e como o disciplinar, mas este se autodisciplinar renunciando a cargos e posições ou mesmo pedindo para sair da assembleia, então, mesmo parecendo que o problema vai ficar totalmente afastado, sempre o pastor deve informar a toda a assembleia, da forma mais amorosa e menos detalhada possível, mas forma absolutamente justa e honesta. Sempre deve informar a toda a assembleia, mesmo que isso pareça presentemente desnecessário ou desaconselhado ou mesmo perigoso.


Damos um exemplo: Um pastor que plantou e organizou uma assembleia que conheço tinha manejado e posto em seu nome particular o prédio da assembleia e o terreno onde seria construído seu novo prédio (somente seus íntimos sabiam disso); depois também caiu em graves pecados morais; 3 ou 4 presbíteros (1 pastor auxiliar, já velhinho, e 2 ou 3 diáconos) descobriram tudo, por terem sido procurados por várias testemunhas oculares; então o pastor em pecado propôs aos presbíteros devolver o prédio e pedir para sair da assembleia; mas, em troca, exigiu que não houvesse assembleia para possivelmente discipliná-lo e tirá-lo do ofício, exigiu mesmo que os presbíteros não tomassem a iniciativa de cientificar a mais ninguém dos problemas, e exigiu ficar com o terreno; os presbíteros meditaram, oraram, e (erroneamente!) pensaram que, uma vez que ele saísse da família da assembleia, eles não teriam mais nenhuma obrigação, não se disciplina os filhos de um vizinho e, afinal, Deus não precisa de policiais, Ele mesmo cuidaria do caso; também temeram o escândalo chegar aos jornais e rádios e televisões da cidade, causando mal a todos os crentes de todas as assembleias, e temeram que o pastor fosse brigar na Justiça dos homens; por tudo isso, sinceramente julgaram ser melhor aceitar tudo o que fora proposto, embora frisassem que não esconderiam nada se fossem perguntados por alguém; o pastor fez como prometera; depois, os presbíteros conservaram-se calados, e o resultado foi catastrófico: o pastor levou consigo quase metade da assembleia (que até hoje não sabe dos pecados dele, julga-o uma pobre vítima de um golpe de invejosos do seu ministério); por mais alguns meses mais insinuações e fel e rumores foram chegando à assembleia, mais membros foram ficando amargurados ou revoltados contra os presbíteros; estes continuaram calados, e mais membros foram saindo; a raiz plantada da desconfiança contra o pastor auxiliar prejudicou muito o seu ministério; a semente das más modas e doutrinas introduzidas pelo pastor que saiu foram brotando e crescendo, e também atrapalharam um pastor jovem que sucedeu ao pastor velhinho; as ovelhas até parecem que tinham tomado gosto em não ter ou em derrubar líderes; poucos anos depois, a assembleia já tendo crescido em números, as más e antigas sementes frutificaram e houve nova divisão, em 3 ou 4 grupos; até hoje a assembleia sofre. Hoje, revendo tudo, cremos que teria sido melhor que os presbíteros não tivessem escondido o pecado de Acã, mesmo que fossem expulsos com alguns poucos fiéis, perdendo todo o patrimônio material; e que teria sido melhor que o pastor em pecado tivesse pedido perdão a Deus e à inteira assembleia, e tivesse se mudado para bem longe (se fôssemos ele, procuraríamos servir a Deus sem sermos pastor, mas isso é entre ele e Deus. Ele ficou na cidade, continuou sendo pastor, fundou outra assembleia, mas seu ministério e suas posições doutrinárias são pálidas sombras daqueles do passado, inspiram-nos muita tristeza e compaixão).



b. A Base Da Disciplina

é a santidade de Deus Sal 93:5; 1Pe 1:15-16.
   Mui fiéis são os teus testemunhos; a santidade convém à tua casa, SENHOR, para sempre. (Sl 93:5)
   Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo. (1Pd 1:15-16)




c. Propósito Do Disciplinar

Glorificar a Cristo, Sua assembleia e Seu evangelho. 1Sm 15:22; Mt 5:16. Por obedecer às ordens daquele que é o Senhor.
   Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se OBEDEÇA à palavra do SENHOR? Eis que o OBEDECER é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros. (1Sm 15:22)
   Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. (Mt 5:16)


Advertir o ofensor de mais e mais graves conseqüências (Jo 15:1-14; At 5:1-12; 1Co 11:30-31 (doença, morte); 2Ts 3:14,15; Tt 3:10,11) e exortar (animar):
   ... 2 Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. ... 6 Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem. ... 14 Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. (Jo 15:1-14) Note que o assunto é usabilidade e é galardões versus punições, não é salvação.
   ... 3 Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? 4 Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus. 5 E Ananias, ouvindo estas palavras, caiu e expirou. E um grande temor veio sobre todos os que isto ouviram. (At 5:1-12)
   30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. 31 Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. (1Co 11:30-31)
   14 Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. 15 Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como irmão. (2Ts 3:14-15)
   10 Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, 11 Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. (Tt 3:10-11)


Recuperar, reganhar o ofensor Mt 18:15; 1Co 5:5; 2Co 2:6-8; Gl 6:1.
   Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, GANHASTE O TEU IRMÃO; (Mt 18:15)
   Seja entregue a Satanás para destruição da CARNE, para que o espírito seja SALVO no dia do Senhor Jesus. (1Co 5:5)
   Basta-lhe ao tal esta repreensão feita por muitos. De maneira que pelo contrário deveis antes PERDOAR-lhe e CONSOLÁ-lo, para que o tal não seja de modo algum devorado de demasiada tristeza. Por isso vos rogo que confirmeis para com ele o vosso AMOR. (2Co 2:6-8)
   Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de MANSIDÃO; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado. (Gl 6:1)


Combater o fermento infectante e favorecer a pureza da assembleia e da sua adoração Js 7 (Acã); 1Co 5:6-8.
   1 ¶ E transgrediram os filhos de Israel no anátema; porque Acã filho de Carmi, filho de Zabdi, filho de Zerá, da tribo de Judá, tomou do anátema, e a ira do SENHOR se acendeu contra os filhos de Israel. ... 10 ¶ Então disse o SENHOR a Josué: Levanta-te; por que estás prostrado assim sobre o teu rosto? 11 Israel pecou, e transgrediram a minha aliança que lhes tinha ordenado, e tomaram do anátema, e furtaram, e mentiram, e debaixo da sua bagagem o puseram. 12 Por isso os filhos de Israel não puderam subsistir perante os seus inimigos; viraram as costas diante dos seus inimigos; porquanto estão amaldiçoados; não serei mais convosco, se não desarraigardes o anátema do meio de vós. 13 Levanta-te, santifica o povo, e dize: Santificai-vos para amanhã, porque assim diz o SENHOR Deus de Israel: Anátema há no meio de ti, Israel; diante dos teus inimigos não poderás suster-te, até que tireis o anátema do meio de vós. ... (Js 7)
   Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa? Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade. (1Co 5:6-8)


Desestimular outros de pecarem Dt 13:11; 17:12-13; 1Tm 5:20.
   Para que todo o Israel o ouça e o tema, e não torne a fazer semelhante maldade no meio de ti. (Dt 13:11)
   O homem, pois, que se houver soberbamente, não dando ouvidos ao sacerdote, que está ali para servir ao SENHOR teu Deus, nem ao juiz, esse homem morrerá; e tirarás o mal de Israel; Para que todo o povo o ouça, e tema, e nunca mais se ensoberbeça. (Dt 17:12-13)
   Aos presbíteros que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor. (1Tm 5:20)

Evitar o castigo de Deus contra a assembleia local Js 7:1,13 (acima); Ap 2:12-17 (ao mensageiro da assembleia em Pérgamo). (Rever também a seção (a): "Necessidade (Obrigação!) Inescapável da Assembleia Local Disciplinar").
   ... 14 Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem. 15 Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio. 16 Arrepende-te, pois, quando não em breve virei a ti, e contra eles batalharei com a espada da minha boca. ... (Ap 2:12-17)

Manter o testemunho da assembleia ante os olhos do mundo , Rm 2:24; 1Ts 5:22. (Mas a perfeição da impecabilidade é inatingível nesta vida, ver http://solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/20-Santificacao-Helio.htm
   Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós. (Ro 2:24)
   Abstende-vos de toda a aparência do mal. (1Ts 5:22)




d. Atitude de Coração, ao Disciplinarmos

Amor sincero (que ataca o pecado em nós mesmos, nossos filhos, nossos irmãos...), amor gentil, compassivo (e não sarcástico) 1Co 5:2 + 2Cor 2:4.
   Estais ensoberbecidos , e nem ao menos vos entristecestes! por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação. (1Co 5:2). TRANSIGÊNCIA nunca deve nos causar orgulho e sim vergonha, seja ela tolerância ao pecado em nossa vida pessoal, tolerância ao pecado aberto e ao erro doutrinário na assembleia e ao redor, etc.
   Porque em muita tribulação e angústia do coração vos escrevi, com muitas lágrimas, não para que vos entristecêsseis, mas para que conhecêsseis o AMOR que abundantemente vos tenho. (2Co 2:4)


Não considerar o ofensor como inimigo nem como inferior, mas como quem, mesmo estando em erro, acima de tudo é nosso irmão Gl 6:1-3; 2Ts 3:15.
   Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado. Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo. Porque, se alguém cuida ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. (Gl 6:1-3)
   Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como IRMÃO. (2Ts 3:15)


Humildade (não espírito de superioridade - arrogância) e compaixão (não espírito de crueldade - vingança - tripudiar) Gal 6:1-3 (acima).

Oração fervente (e jejum?): antes da confrontação; e durante; e depois (incessantemente) 2Co 2:4 (acima)..



e. Exageros Condenáveis, No Disciplinar

Algumas das assembleias anabatistas (lembremos que eram locais, independentes, portanto podiam diferir umas das outras em alguns detalhes) chegavam ao ponto de seus membros:

(1) De modo nenhum iniciarem saudação a (ou mesmo não responderem saudação iniciada por) um irmão que estivesse sob disciplina;
(2) De modo nenhum comprarem de (nem venderem a) um irmão que estivesse sob disciplina;
(3) De modo nenhum sentarem próximo a um irmão que estivesse sob disciplina, mesmo que este fosse o único assento disponível no recinto;
(4) Compartilharem o teto mas de modo nenhum a cama, com seu cônjuge, se ele estivesse sob disciplina pela assembleia.

Esses exageros têm o ponto positivo de fazerem contraponto ao permissivismo que tomou conta da maioria das assembleias de hoje, onde disciplina é algo totalmente desconhecido. Mas são exageros condenáveis por não terem suporte na Bíblia, antes se chocarem contra ela:

(1, 2, 3) são tratar o irmão sob disciplina pior do que tratar um descrente, isto não têm guarida no Novo Testamento, é proibido em 2Ts 3:15 (14 Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. 15 Todavia não o tenhais como INIMIGO, mas admoestai-o como IRMÃO.)
(4) é proibido em 1Co 7:3-5,10-16 (3 O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. 4 A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher. 5 Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência. ...10 ¶ Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. 11 Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher. 12 Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe. 13 E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe. ...).




f. Progressão e Modos da Disciplina, a Bíblica

[NOTA-1]

DISCIPLINA FORMATIVA: A disciplina não deve ser apenas punitiva- corretiva: antes e acima de tudo tem que haver constante + solidíssima + consistente disciplina formativa (prevenção através de instrução + exemplificação + treino. Tudo isto, simultânea e ininterruptamente:
(1) pelos pais [incessantemente: em "cultinho familiar diário", e no dia a dia em casa, Dt 6:7-9]; E
(2) pelo pastor [do púlpito e fora dele]; E 
(3) por todos os irmãos da assembleia local)!

[Normalmente], disciplina é em 3 etapas Mt 18:15-17:
   Ora, se teu irmão pecar contra TI,
(1) vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão;
(2) Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada.
(3) E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar à igreja, considera-o como um gentio e publicano.
(Mt 18:15-17).
Note bem que não temos que aplicar esta progressividade (3 etapas sucessivas) em situações diferentes daquelas deste texto. Note bem que, em Mt 18:15-17:
(1) o ofensor cometeu um pecado real (diferente de pecado somente no pensamento, etc),
(2) pessoal (diferente de pecado contra a Bíblia, Cristo, a inteira assembleia, etc.),
(3) contra um irmão da sua mesma assembleia local (diferente de contra descrentes ou contra crentes de outra assembleia local), e que
(4) este irmão, somente depois de duas tentativas infrutíferas de resolver o assunto em privado (oh, quanto estas etapas são saltadas!),
(5) veio por sua própria iniciativa e
(6) se queixou à assembleia local em que ambos são membros.

  1. 1a etapa: o ofendido, sem ter contado a ofensa a mais ninguém, por alguns poucos dias prepara-se espiritualmente em leitura da Bíblia e em oração (e jejum?); depois vai (sozinho) e, privadamente (presentes só ele e o ofensor), primeiramente pergunta se há algo que ele queira esclarecer, depois adverte- admoesta (1Ts 5:14; Tt 1:9), repreende (2Tm 4:2) e exorta- anima (2Tm 4:2), tudo isto sincera, humilde, amorosa e sabiamente.
       Rogamo-vos, também, irmãos, que ADMOESTEIS os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos. (1Ts 5:14)
       Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para ADMOESTAR com a sã doutrina, como para CONVENCER os contradizentes. (Tt 1:9)
       Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, REDARGUAS, REPREENDAS, EXORTES, com toda a longanimidade e doutrina. (2Tm 4:2)
    O ofendido vá preparado para não reagir mal, se for mal recebido. Se o ofensor for do sexo oposto, então o ofendido vá acompanhado do seu cônjuge (mas este procure não interferir demais).
  2. 2a etapa: Semelhante à 1a etapa, mas o ofendido vá acompanhado de 1 ou 2 irmãos espirituais e mais maduros e experientes [preferencialmente 1 ou 2 presbíteros (diáconos ou pastores, possivelmente acompanhados de suas discretas esposas)],
  3. 3a etapa: Semelhante à 1a etapa, mas agora quem trata com o ofensor é a inteira assembleia local, reunida.


Mas passa-se logo à 3a. etapa, se a ofensa foi gravíssima (ver 3.1 a 3.12, logo abaixo), podendo escandalizar até mesmo alguns descrentes "sinceros e morais" (1Co 5:1-5), particularmente se a ofensa foi por um dos líderes da assembleia local (particularmente se presbítero- pastor ou presbítero- diácono). 1Tm 5:20; 3:2:
   1 ¶ Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai. 2 Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação. 3 Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, 4 Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, 5 Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus. ... (1Co 5:1-5)
   Aos PRESBÍTEROS que pecarem, repreende-os na presença de TODOS, para que também os outros tenham temor. (1Tm 5:20)
   Convém, pois, que o bispo seja IRREPREENSÍVEL, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; (1Tm 3:2)


A 3a. etapa consiste na assembleia: (1) (diretamente ou através de comissão [NOTA-1]) Ouvir todos os lados e testemunhas da questão, mantendo decência e ordem, e procurando a mente do Senhor, para a glória do Senhor; e (2) Decidir se disciplina ou não, como, em que grau, por quanto tempo, sob quais condições, etc.

Os graus da disciplina são:

1. Advertir de mais e mais graves conseqüências (Jo 15:1-14 [vara improdutiva e doentia é afastada e queimada. Note que o assunto é usabilidade e é galardões versus punições, não é salvação. ]; At 5 [Ananias e Safira]; 1Co 11:30-31; 2Ts 3:14,15; Tt 3:10,11) e exortar (animar):
   30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. 31 Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. (1Co 11:30-31)
   Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. Todavia não o tenhais como inimigo, mas ADMOESTAI-o como irmão. (2Ts 3:14-15)
   Ao homem herege, depois de uma e outra ADMOESTAÇÃO, evita-o, Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. (Tt 3:10-11)

2. Convencer, reprovar e repreender: 1Tm 5:20 (presbíteros, acima); 2Tm 4:2; Tt 1:9, 13, 2:15.
   Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, REDARGUAS, REPREENDAS, EXORTES, com toda a longanimidade e doutrina. (2Tm 4:2)
   Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para ADMOESTAR com a sã doutrina, como para CONVENCER os contradizentes. (Tt 1:9)
   Este testemunho é verdadeiro. Portanto, REPREENDE-os severamente, para que sejam sãos na fé. (Tt 1:13)
   Fala disto, e EXORTA e REPREENDE com toda a autoridade. Ninguém te despreze. (Tt 2:15)

3. Suspender da (= negar) comunhão- identificação.

A Bíblia é explícita somente em 12 (doze) casos que podem levar até à imediata suspensão de toda a comunhão- identificação da assembleia local, casos que podemos resumir como "Tudo que escandalizaria até mesmo alguns perdidos, 'moralistas sinceros e esforçados', tipo Cornélio":

3.1. Ofensor que desatende a exortação pela assembleia, para que obedeça a Deus, Mt 18:15-17
   ... 17 E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar à igreja, considera-o como um gentio e publicano. (Mt 18:15-17)

3.2-7 (caso2) fornicário- devasso, (3) avarento, (4) idólatra, (5) maldizente (6) beberrão, (7) enganador- roubador. (Ou seja, tudo que escandalizará até mesmo alguns perdidos, "moralistas sinceros e esforçados", tipo Cornélio). 1Co 5:6-8,11-14 
   11 Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. 12 Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? 13 Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo. (1Co 5:6-8,11-14)

3.8-9 (caso8) divisionista e (9) ensinador de falsa doutrina. Pv 6:16,19; Rm 16:17,18; Tt 3:10,11: 
   16 Estas seis coisas o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma ABOMINA: ... A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. (Pv 6:16,19)
   E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples. (Rm 16:17-18)
   Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. (Tt 3:10-11)


3.10. (caso 10) rejeitador obstinado de doutrinas essenciais da fé. 1Tm 1:19,20; 1Tm 6:3-5; Tt 1:9; 2 João 1:7-11:
   Conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé. E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar. (1Tm 1:19-20)
   Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; APARTA-te dos tais. (1Tm 6:3-5)
   Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes. (Tt 1:9)
   Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo. Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão. Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras. (2 Jo 1:7-11)


3.11. Quem anda sem trabalhar (especialmente a pretexto de religião), sem ordem, fazendo coisas inúteis, não segundo a tradição e exemplo deixados por Cristo e Seus apóstolos, e não atende à Bíblia nem às repreensões do seu assembleia. 2Ts 3:6-15: 
   6 Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos APARTEIS de todo o IRMÃO que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu. ... 10 Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também. 11 Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs. ... 14 Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. (2Ts 3:6-15)

3.12. Hipocrisia religiosa super exibicionista. At 5:1-5 (Ananias):

(Lembremos: cada um desses 12 casos de 3.1 a 3.12 podem levar à imediata suspensão da comunhão- identificação da assembleia local com o ofensor, dispensando-se as 2 primeiras etapas de Mt 18)


Só conseguimos ver estes 12 casos explicitamente referenciados na Bíblia como suficientes para imediata suspensão de toda a comunhão- identificação da assembleia local, por isso talvez fosse melhor não irmos além desses 12 casos. Mas a maioria das assembleias batistas mais fundamentalistas e fiéis, considerando toda a Bíblia (particularmente aquilo que, no Velho Testamento, podia levar à imediata aplicação de pena de morte), e os Artigos de Fé da assembleia, e considerando o pacto que cada membro firmou com a assembleia quando nela pediu membresia, e também fazendo outras considerações práticas relevantes a esses maus dias, explicitamente incluem em seu Estatuto e seu Regimento Interno mais outros casos, tais como os abaixo, como sendo suficientes para a imediata suspensão da comunhão- identificação da assembleia local:

    Blasfêmia contra Deus;
    Toda atividade sexual fora dos limites bíblicos para o casamento de um homem e com uma mulher (bestialismo, pedofilia, fornicação, adultério, prostituição, necrofilia, sadomasoquismo, homossexualismo, lesbianismo, fetichismo, incesto, estupro, etc.);
    Homicídio (ou sua tentativa, inclusive aborto);
    Avareza, cobiça, roubo, furto, estelionato, agiotagem (emprestar a juros);
    Perjúrio;
    Espancamento ou amaldiçoamento dos pais;
    Entregar filhos ou pais à necessidade;
    Astrologia, cartomancia, quiromancia, necromancia, magia, feitiçaria, encantamento, adivinhação;
    Nudez, vestes escandalosamente reveladoras, uso de vestes compráveis em departamento do sexo oposto, ou unisex;
    Profecias, revelações falsas.
    Ligação com a maçonaria ou outras sociedades secretas, com o ecumenismo, a nova-era, o orientalismo, a renovação carismática- pentecostal.
    Tolerância a outros ensinos contrários à Bíblia, particularmente tolerância a ensinos contrários àqueles expressos nos Artigos de Fé que subscreveu ao se tornar membro da Assembleia.
    Todas as modalidades de danças;
    Todas as modalidades de jogos de azar (excetuam-se: sorteios e jogos não a dinheiro; prêmios acidentalmente ganhos devido à compra de mercadorias ou serviços (ambos moralmente sãos) a preços melhores ou iguais aos daqueles sem sorteios);
    Quaisquer tipos de bebidas alcoólicas, fumo, e outras drogas;
    Qualquer condenação penal por crime contra as leis do País (exceto se as leis dos homens sejam contra as de Deus).
    Não participar das atividades da assembleia durante 90 (noventa) dias consecutivos, sem justa causa, a critério da mesma;
    Fica ressalvado à Assembleia o direito de considerar outros motivos que poderão ocorrer, ficando a cargo de assembleia geral especialmente convocada para este fim, analisar e determinar se são ou não motivos de justa causa para exclusão.

Suspensão da comunhão-identificação significa:

1. Nenhuma comunhão- cooperação- identificação em matérias espirituais (Cultos, etc. Que ele perceba que é tratado cortesmente, mas como um descrente, não como irmão: não seja chamado de irmão, nunca tenha o menor privilégio de orar ou ler publicamente, pregar, cantar em coral ou solo, etc.); Nenhuma comunhão- cooperação- identificação em matérias sociais (exceto as indispensáveis interações familiares, comerciais, profissionais, legais), inclusive não comendo socialmente com ele, não procurar sentar junto a ele em um ônibus se há outro lugar vago, etc.! Mt 18:17; Rm 16:17; 1Co 5:7,11; 2Ts 3:6,14; 1Tm 6:3,5; Tt 3:10.
   E, se não as escutar, dize-o à igreja ; e, se também não escutar à igreja, considera-o como um gentio e publicano. (Mt 18:17)
   E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. (Rm 16:17)
   Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. (1Co 5:11)
   Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai [expurgai, arranqueis e jogueis fora], pois, dentre vós a esse iníquo. (1Co 5:13)
   Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu. (2Ts 3:6)
   Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. (2Ts 3:14)
Equilibre com 3.15: "Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como irmão."
   Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, ... Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais. (1Tm 6:3,5)
   Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, (Tt 3:10)


2. ENTREGAR A SATANÁS 1Co5:5; 1Tm 1:20
   Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus. (1Co 5:5)
   E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar. (1Tm 1:20)

   O corpo pode chegar a ser destruído, pior que em Jó 2:6 ("E disse o SENHOR a Satanás: Eis que ele está na tua mão; porém guarda a sua vida") e a vida pode chegar a ser tomada; mas salvação, se houver, jamais será perdida, ver http://splascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/22-ImperdibSalvac-PROVAS-Helio.htm.

3. ADVERTIR SEVERAMENTE PARA NÃO PARTICIPAR DA CEIA DO SENHOR (Mas não impeçamos fisicamente, cada um decida por si mesmo... Judas participou, (mas teve triste fim...). Ver Capítulo 15 "Ordenança Ceia do Senhor")

O disciplinado pode, deve, é bem-vindo e muito exortado a vir e ouvir as pregações (idem aos descrentes) 1Co 14:23-25.
   Se, pois, todo a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos? Mas, se todos profetizarem, e algum indouto ou infiel entrar, de todos é convencido, de todos é julgado. Portanto, os segredos do seu coração ficarão manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós. (1Co 14:23-25)




g. Esta Progressividade Só Se Aplica A Irmão Da ***MINHA*** Assembleia Local, O Qual ***ME*** Ofendeu / Escandalizou

   Se uma imprensa, jornal, rádio, TV, denominação, assembleia (diferente da assembleia local de que sou membro), associação, ou qualquer outra organização religiosa, tem doutrina e/ou prática que definitivamente contradiz sequer uma clara, explícita passagem da Bíblia (no seu contexto e dispensação);
   Ou se um escritor, autor, compositor, cantor, músico, pregador, professor, conferencista, preletor, evangelista, missionário, ou qualquer outra pessoa não da assembleia local de que sou membro, tem doutrina e/ou prática que definitivamente contradiz sequer uma clara, explícita passagem da Bíblia (no seu contexto e dispensação);
   Então de forma alguma é exigido que eu siga as 3 etapas de Mt 18:15-17 para cortar comunhão com o ofensor, para denunciar seus erros doutrinários e/ou práticas pecaminosas e, para combatê-los com todas as minhas forças. Eu posso e geralmente devo passar diretamente para a 3a etapa, publicamente denunciar e combater seu erro. Isto é particularmente verdade contra heresias sutilmente pregadas por grandes nomes, que, pelo estudo e posição, sabem muito bem o que estão fazendo.



h. Perdão e Restauração

Logo que o ofensor expressar arrependimento e evidenciá-lo pelo comportamento, o ofendido e a assembleia devem expressar-lhe e evidenciar-lhe pleno perdão e plena restauração da comunhão Mt 18:34-35; Mt 6:14-15; Lc 17:3-4; 2Cor 2:6-8,11; 2Cor 7:10-11. (Mas, em certos casos, será melhor para o progresso do reino de Deus que o ofendido não assuma, ao menos por algum tempo, certas funções e cargos...).
   E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas. (Mt 18:34-35)
   Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas. (Mt 6:14-15)
   Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe. E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe. (Lc 17:3-4)
   Basta-lhe ao tal esta repreensão feita por muitos. De maneira que pelo contrário deveis antes perdoar-lhe e consolá-lo, para que o tal não seja de modo algum devorado de demasiada tristeza. Por isso vos rogo que confirmeis para com ele o vosso amor. ... E a quem perdoardes alguma coisa, também eu; porque, o que eu também perdoei, se é que tenho perdoado, por amor de vós o fiz na presença de Cristo; para que não sejamos vencidos por Satanás; Porque não ignoramos os seus ardis. (2Co 2:6-8,10-11)
   Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte. Porque, quanto cuidado não produziu isto mesmo em vós que, segundo Deus, fostes contristados! que apologia, que indignação, que temor, que saudades, que zelo, que vingança! Em tudo mostrastes estar puros neste negócio. (2Co 7:10-11)


Pecados sobremaneira graves (como os 12 casos acima, especialmente com endurecimento-rebeldia; e por líderes) devem ser castigados, mesmo depois do ofensor pedir e receber perdão Js 7:20; 2Sm 12:13-14.
   20 E respondeu Acã a Josué, e disse: Verdadeiramente pequei contra o SENHOR Deus de Israel, e fiz assim e assim. ... 25 E disse Josué: Por que nos perturbaste? O SENHOR te perturbará neste dia. E todo o Israel o apedrejou; e os queimaram a fogo depois de apedrejá-los. (Js 7:20,25. Acã, descoberto, confessou; mas, mesmo assim, foi corrigido)
   Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás. Todavia, porquanto com este feito deste lugar sobremaneira a que os inimigos do SENHOR blasfemem, também o filho que te nasceu certamente morrerá. (2 Samuel 12:13-14;
Davi, confrontado, confessou; mas, mesmo assim, foi corrigido)



i. O Escopo da Disciplina

todos os salvos, mas só os salvos. Nosso único dever para com o perdido é levá-lo a Cristo.
   9 ¶ Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; 10 Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste MUNDO, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. 11 Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se IRMÃO, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. 12 Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de FORA? Não julgais vós os que estão DENTRO? 13 Mas Deus julga os que estão de FORA. Tirai, pois, DENTRE VÓS a esse iníquo. (1Co 5:9-13)



j. 3 Reações à Disciplina:

Desprezá-la (tomá-la como leve demais ou amargurar-se contra ela) He 12:5a;
   E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não DESPREZES a correção do Senhor, E não desmaies quando por ele fores repreendido; (He 12:5)

Desmaiar sob ela (tomá-la como pesada demais e desanimar) He 12:5b;
   ..., E não DESMAIES quando por ele fores repreendido; (He 12:5)

Ser exercitado (aperfeiçoado!) pela disciplina He 12:10-11
   Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para NOSSO PROVEITO, para sermos participantes da sua santidade. E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um FRUTO pacífico de justiça nos EXERCITADOS por ela. (He 12:10-11)



k. Objeções e Perguntas

"Causa divisões"
- Causarmos ou sofrermos divisões; reprovarmos e afastarmo-nos de (ou sermos repelidos e afastados por) certas pessoas (até mesmo irmãos de nossa assembleia local) em certas situações -- tudo isto é previsível, na verdade é inevitável e benéfico, se quisermos mesmo ser fiéis a Deus Lc 12:51-53.
   51 Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes DISSENSÃO; 52 Porque daqui em diante estarão cinco divididos numa casa: três contra dois, e dois contra três. 53 O pai estará dividido contra o filho, e o filho contra o pai; a mãe contra a filha, e a filha contra a mãe; a sogra contra sua nora, e a nora contra sua sogra. (Lc 12:51-53)

Ademais, o ponto central em toda a nossa vida de crentes é obediência a Deus, obediência pura e simples ao que pura e simplesmente está escrito na Palavra de Deus. Ele é o Senhor, e Ele ordena que disciplinemos (biblicamente, com compaixão e humildade, mas disciplinemos), e o obedecer a Deus é melhor que todas as nossas boas preferências e desculpas 1Sm 15:22 (Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o OBEDECER é melhor do que o sacrificar; e o ATENDER melhor é do que a gordura de carneiros.). Nunca o plano e as preferências do homem resultarão melhores que a ordem do Deus infinitamente sábio e bom e amoroso e justo.

"Seria julgar irmão"
- Antes de tudo, lembremos que, em um certo sentido, o crente foi ordenado não julgar; mas, noutro sentido, ele foi ordenado, sim, julgar, julgar até mesmo irmãos da nossa assembleia local. Bem, como Deus nunca se contradiz nem mesmo 1 milímetro, precisamos entender esses dois sentidos, por favor leia http://solascriptura-tt.org/SeparacaoEclesiastFundament/NomearImprecarSatirizarOracaoImprecatoriaPodeSerBiblico-Helio.htm  e http://solascriptura-tt.org/SeparacaoEclesiastFundament/DeveCrenteNuncaJulgar-Huling.htm. Pronto? Leu?
- Disciplina foi ordenada por Deus, Ele é onisciente e é o Senhor, não obedecê-Lo trar-nos-ia repreensão 1Co 5:1,2; Apo 2:20. E nunca o plano e as preferências do homem resultarão melhores que a ordem de Deus.
   1 ¶ Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai. 2 Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação. (1Co 5:1-2)
   Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. (Ap 2:20)


"A quem confidenciaríamos quando tivéssemos problemas com pecado?"
- Basicamente, disciplina é para continuação, endurecida ou rebelde, no pecado.
- Por um lado, se uma assembleia obedece a Deus e pratica disciplina biblicamente, isto inibirá o nosso pecado e estimulará a nossa pureza (ou você acha que a sua opção pela permissividade é melhor do que o plano de santificação, de Deus?); por exemplo, se eu começar a alimentar cobiça por uma mulher, o comportamento bíblico sempre demonstrado por minha assembleia local me fará temer cair em pecado concreto e me fará procurar ajuda de irmãos maduros (e eu devo procurar a ajuda deles [e não de devassos], senão é que já estou determinado a não seguir a Deus); estes meus irmãos maduros me ajudarão com conselhos, com a Palavra e com orações; daí, se eu for em frente e concretizar o pecado, então isto não terá desculpas, e o fato de eu vir a ser disciplinado pela assembleia será somente para meu bem, eu só terei a agradecer.
- Por outro lado, se uma assembleia acoberta pecados, isto estimulará o nosso pecado e desestimulará a nossa pureza, ...

"A expressão 'contra ti' de Mt 18:15 implica que disciplina é só pelo ofendido; basta ele se afastar do ofensor"
- Todo pecado continuado, endurecido/ rebelde, é antes de tudo contra Deus, depois é contra a sua assembleia. E não é o ofendido quem disciplina, antes é somente a inteira assembleia local quem disciplina Mt 18:18; Rom 16:17; 1Co 5; 2Ts 3:14.
   Em verdade vos digo que tudo o que VÓS ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o VÓS que desligardes na terra será desligado no céu. (Mt 18:18)
   E rogo-VOS, irmãoS, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-VOS deles. (Rm 16:17)
   1 ¶ Geralmente se ouve que há entre VÓS fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai. 2 Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação. 3 Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, 4 Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos VÓS e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, 5 Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus. 6 Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa? 7 ¶ Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. 8 Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade. 9 ¶ Já por carta vos tenho escrito, que não VOS associeis com os que se prostituem; 10 Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. 11 Mas agora vos escrevi que não VOS associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. 12 Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais VÓS os que estão dentro? 13 Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre VÓS a esse iníquo. (1Co 5:1-13)
   Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não VOS mistureis com ele, para que se envergonhe. (2Ts 3:14)


"Quem pode decidir o tempo (dias? meses? anos?) entre as 3 etapas de Mt 18?"
- O Espírito Santo o faz, guiando os disciplinadores (o ofendido, depois ele mais outro irmão, depois toda a assembleia local), através de oração e de sincera e total dependência nele e controle por ele.

"Por que prosseguir até disciplina pública, quando o ofensor afasta-se da assembleia ?"
- Este é outro pecado dele; Deus não se agrada de "concessões", da hipocrisia de apenas varrermos sujeira para debaixo do tapete; portanto, discipliná-lo, mesmo que ele tenha pedido demissão da assembleia, é nosso indefectível dever para com Deus e, também, para com a assembleia local que vier a recebê-lo.

"Não engulo excomungarmos irmãos por todo pecadinho; nem espreitarmo-nos policialescamente"
- Basicamente, disciplina é para a continuação em pecado, em dura-rebelião, ou para pecado muito ofensivo: no caso dos demais pecados, cometidos num raro e odiado momento de fraqueza e seguido de sincero arrependimento + abandono do pecado + confissão + restauração, o irmão ofendido e/ou a assembleia, guiados por Deus, podem julgar que disciplina não mais se faz necessária, ou que ela pode ser bem mais leve que se houvesse permanência no pecado e houvesse rebeldia.
- Não espreitamos: amamo-nos, oramos, apoiamo-nos e exortamo-nos e choramos uns pelos outros, ,...
   Irmãos, se algum homem chegar a ser SURPREENDIDO nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de MANSIDÃO; olhando por TI mesmo, para que não sejas TAMBÉM tentado. (Gl 6:1) A palavra "surpreendido" não transmite a idéia de vigiarmos à espreita, mas sim de algo que vimos sem ter planejado nem desejado. Foi surpresa para todos.

"Que fazer se há dúvidas da genuinidade do arrependimento?"
- Devemos julgar o comportamento, objetivamente, só ele, não o coração, subjetivamente. Afinal, somente Deus vê perfeitamente os corações dos homens. Se o comportamento não indica hipocrisia e mentira, devemos crer nas palavras 1Co 13:5-7,12.
   5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, NÃO SUSPEITA MAL; 6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; 7 Tudo sofre, tudo crê, TUDO ESPERA, tudo suporta. ... 12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. ... (1Co 13:5-7,12)



l. Processos Legais, por Disciplinar

Modernamente, presbíteros- pastor e assembleias locais têm sido processados por disciplinarem! Que fazer?

Antes de tudo: Deus nos ordena disciplinar! Se a lei da terra nos punir por obedecê-Lo (obedecê-Lo de forma totalmente bíblica), assim seja.

Em segundo lugar, a maioria dos processos advêm do modo de disciplinar ter desobedecido alguns claríssimos princípios bíblicos e do bom senso. (Por exemplo, a assembleia carnalmente divulgar o pecado do disciplinado tão amplamente e tão longe quanto puder, contrariando a Bíblia e o bom senso. Devemos ser tão discretos no disciplinar quanto possível, isto é assunto exclusivo da família da assembleia do disciplinado.)

O que se segue é um resumo livremente adaptado de "Church Discipline Without a Lawsuit" (Disciplina Pela Igreja, Sem Um Processo Legal), por Carl Laney, publicado em Christianity Today, Nov. 9, 1984. (Não estamos recomendando a revista nem o autor, que não conhecemos):

1. Faça seguro contra processos (é lamentável que tenhamos que fazê-lo, mas é melhor que uma possível falência).

2. Antes da assembleia julgadora, não divulgue 1 mm de profundidade e de amplitude além do estritamente indispensável e estritamente dentro da assembleia do disciplinado, não divulgue absolutamente NADA fora dela. Depois da assembleia ... idem!

3. Nos estatutos e regimento interno da assembleia, e no termo de compromisso individual, sendo estes três documentos assinados por cada membro da assembleia, inclua uma cláusula prevendo disciplina, e faça cada membro assinar que concorda integralmente com cada palavra dos estatutos, particularmente com o ser disciplinado. E que se compromete a jamais, em caso algum, processar líder ou membro ou a assembleia (insira 1Co 6:1-8 integralmente), particularmente por ser disciplinado, mesmo que tendo renunciado à membresia da assembleia durante o processo de disciplinamento.
   Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos? Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida? Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julgá-los os que são de menos estima na igreja ? Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos? Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis. Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano? (1Co 6:1-7)

4. Logo no início do seu ministério (ou ao ler este artigo) e antes de um disciplinar mais perigoso, discuta detalhadamente o assunto com promotores, juízes e advogados já envolvidos em processos desta natureza, que sejam competentíssimos, honestíssimos, francos, sem papas na língua! Peça para você gravar tudo com os fins de transcrever, estudar, memorizar e instruir.

5. Se alguém lhe disser algo confidencialmente, você é legalmente obrigado a guardar sua confiança, não fale 1 palavra nem mesmo a seu cônjuge! (Paciência: se o problema continuar, Deus o trará à superfície, a Seu próprio tempo.)

6. Em tudo, esforce-se para não embaraçar os envolvidos, isto só faz ferir e endurecer e perder, ao contrário de restaurar.

7. Só procure e só aceite testemunhas crentes (crentes fiéis, da assembleia local ou a ela muito, muito achegadas)! Ao indagar-lhes, somente ouça, sem revelar nem insinuar absolutamente nada. Em tudo, particularmente na assembleia, não revele detalhes mas somente o mínimo indispensável.

8. Se é um presbítero- pastor que será julgado, seria bom convidar 2 ou 3 pastores (sábios, fiéis a Deus, imparciais, de linha doutrinária idêntica à nossa) a quem o pastor e a assembleia respeitem profundamente, para aconselharem e testemunharem tudo. O ideal é que os pastores convidados possam, 1 ou alguns dias antes da assembleia, falar isoladamente com o ofendido, o ofensor, os demais presbíteros da assembleia, particularmente aqueles que moderarão e participarão mais ativamente da assembleia. Nessas audiências individuais, os pastores convidados 80% ouvirão e 20% aconselharão; depois, reunirão a todos os entrevistados somente para aconselhá-los, todos somente ouvindo. No início da assembleia, aconselharão à inteira assembleia e ao pastor em julgamento, depois silenciarão (a não ser que a assembleia lhes solicite orientação) e assistirão ao restante da assembleia.

9. Se você ou a assembleia for processado, ache (e contrate) um advogado bom e sincero, prioritariamente para saber todas as possibilidades, se preparar para o pior, e sempre se orientar. Mesmo com gravíssimo prejuízo financeiro e outros, procure toda a solução possível para evitar ir a julgamento, mesmo que apenas se defendendo.
   Como o soltar das águas é o início da contenda, assim, antes que sejas envolvido afasta-te da questão (Pv 17:14)
Se tal solução já for impossível, você terá que responder às acusações e fazer o máximo para alcançar um rápido e pacífico encerramento do caso, não importam os mais graves prejuízos materiais seus e da assembleia . 

10. Ao final de contas, nossa ênfase deve ser só, inteira e diretamente sobre a Palavra de Deus. Se processos vierem, venham. Se falência vier, venha. A Palavra de Deus tem que permanecer de pé, e nós por e para ela!

11. O verso chave é 2Tm 3:12:
E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. 


NOTA1:
"BOMBAS SURPRESA", NA ASSEMBLEIA DE DISCIPLINA? OU OUVIR SOMENTE RELATÓRIO DE COMISSÃO VS. DEFENSOR?
Para evitar "incêndios de carnalidade" quando a assembleia for apreciar um caso e julgá-lo, muitos aconselham que as testemunhas, provas, argumentos de defesa e de acusação, etc., sejam prévia e diligentemente ouvidas por prudente comissão que imparcialmente os resumirá ante a assembleia para que esta decida, sem precisar ouvir mais nenhuma testemunha, nem ofendidos, nem ofensores.

Qual a base neotestamentária? Bem, em 1Co 6:5 ("Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?") parece que Paulo instrui que litígios fossem levados não à justiça dos homens, mas a uma comissão de crentes imparciais, sábios, dirigidos pelo Espírito Santo, e que esta comissão julgaria os pequenos casos (casos mais relacionados a diferenças sobre coisas materiais, não envolvendo doutrina nem pecados ofensivos, pois cremos que esses casos eram levados para o julgamento da inteira assembleia). Ademais, parece que não foi dada oportunidade a verdadeiros culpados se "defenderem" ante a inteira assembleia, podendo carnalmente tumultuar assembleias [Ananias, Safira, Pedro (ao ser repreendido por Cristo e, muito depois, por Paulo), o incestuoso de Coríntios, etc.] ...

Mas não deveria o julgado ser protegido de eventual parcialidade da comissão? Não seria uma solução ele poder escolher um dos presbíteros do assembleia para apresentar seus argumentos de defesa, ante a assembleia?

Não temos certeza do que aconselhar, cada uma das posições (1- a inteira assembleia ouvir todas as testemunhas, todas as acusações, todas as defesas feitas pelo próprio julgado; ou 2- a inteira assembleia ouvir somente o relato da comissão e a apresentação, por um dos presbíteros, da defesa do julgado) tem vantagens e desvantagens... Rogamos a opinião dos pastores que tiverem mais experiência própria e conhecerem mais experiências e conselhos de outros pastores.


Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas. Para começar a ter uma idéia da gravidade de muitas das MILHARES de deturpações de todas as "Bíblias" alexandrinas (baseadas no Texto dos incessantes Críticos), em relação às Bíblias do TR, leia, por EXEMPLO, http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/AAlmeidaAtualizadaExposta-Helio.htm
http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/ExpondoErrosNVI-Jun2000-Emidio.htm




(retorne a http://solascriptura-tt.org/EscatologiaEBatistas/00Helio-index.htm
retorne a http://solascriptura-tt.org/EscatologiaEBatistas/
retorne a http://solascriptura-tt.org/)