QUE É HERESIA? QUE É HERÉTICO? QUEM É HEREGE?

[Para Quem, Hoje, Chamou a Mim (e a Todo Dispensacionalista) de Herege]



Hélio de Menezes Silva




Caro irmão em Cristo:



Há várias definições para heresia/ herético/ herege:

1ª DEFINIÇÃO: "Heresia é o ensino de algo que está frontalmente contrário à doutrina que, de lábios, o ensinador professa, a qual é a doutrina da denominação a que ele pertence."

Esta definição é flagrantemente absurda, totalmente contrária ao bom senso e à Bíblia, é a definição dos ecumênicos e dos descrentes que, lá fora, olham para a cristandade.
Segundo esta definição, quem é 100% fiel a qualquer denominação a que escolheu pertencer, por mais grosseiramente contrária que ela seja à Bíblia em versos claros e indiscutíveis [interpretados com sã literalidade], de modo nenhum é um herege, em hipótese nenhuma é herético, e sua denominação de jeito nenhum é uma heresia, nem de longe se pode dizer que tem nada de uma seita.
Por essa definição, um católico, um testemunha de Jeová, um sabatista, um modernista, um unitariano, etc., desde que fielmente ensine e pratique a doutrina de sua própria igreja e denominação, de modo nenhum pode ser considerado um herege. Segundo esta definição, heresia é apenas um sinônimo de hipocrisia e fingimento. Só é herege quem for hipócrita, dissimulado, fingido, traidor. Assim, não foi herege, por exemplo, um padre da inquisição que ensinava que a hóstia se transforma literalmente no corpo Cristo e que Este é literalmente morto em cada missa de cada igreja; que Maria é a mãe de Deus e medianeira; que devemos fazer e ter e adorar imagens; que não há a menor possibilidade de salvação sem batismo; que ninguém pode saber se é salvo ou não; que é pecado digno de morte uma pessoa dizer que tem certeza de salvação; que a salvação é pelas obras e só dentro da Igreja Católica Apostólica Romana (não havendo salvação fora dela); que mutilava o corpo para se santificar; que tinha certeza de estar servindo a Deus ao barbaramente torturar da forma mais cruel e depois queimar na fogueira os crentes (que discordavam de todas essas suas doutrinas); isto é, esse padre que sincera e ardentemente cria nisso tudo, de modo nenhum foi um herege, só o teria sido se, secretamente, passou a crer que a salvação é só pela fé, sem obras, e foi salvo, e passou a ter certeza de salvação, depois começou a ensinar isso aos mais íntimos, finalmente fugiu e se juntou aos crentes.
Segundo essa definição, nem mesmo o Diabo é herege, pois é sempre extremamente coerente com o que sua “denominação” acredita. Depois de fundada a denominação “Diabo e seus Demônios”, nenhum dos seus membros fez heresia e foi herege contra suas doutrinas.



2ª DEFINIÇÃO: “Heresia é uma palavra forte demais, que eu somente uso e somente deve ser usada para um desvio de uma doutrina cardeal [central, fulcral, vital, essencial] tal como a da Trindade, da encarnação do Verbo numa virgem, da divindade de Cristo, da Sua morte vicária (em meu lugar), da Sua ressurreição corporal, da Sua vindoura volta para reinar corporalmente, da justificação pela fé, etc.”

Esta definição é melhor que a anterior, mas deixa ao homem decidir o que é "doutrina cardeal" e o que é "doutrina secundária" da Bíblia. Se toda ou quase toda a aparente cristandade decidir que valorizar Maria como corredentora; se considerar o batismo como meio indispensável para a salvação; se considerar que há a possibilidade de Deus dar uma segunda chance de salvação aos perdidos que já estão no inferno; se considerar que podemos orar aos santos que já morreram e, através de uma médium, invocar orientação deles, etc.; se a grande maioria da aparente cristandade, em congresso de escala mundial, determinar que nenhuma dessas coisas é “doutrina essencial”, que todas elas são doutrinas secundárias, então perguntarei: por acaso não serão elas heresias aos olhos de Deus? Por acaso unanimidade da enorme maioria dos 400 profetas de Baal fez com seus ensinos virassem a doutrina verdadeira, a ortodoxia/ conservadorismo/ tradição, e fez com que a doutrina do 1 (um) homem só, Elias, virasse heresia?



A solução é abandonarmos as definições de heresia/ herético/ herege como lemos nos dicionários de grego e português, nos léxicos do grego, talvez na etimologia da palavra e nos livros de teologia, e procurarmos a definição desses termos na própria Bíblia, somente nela, comprando as coisas espirituais com as espirituais.

David Cloud e muitíssimos outros talvez chegam perto disso, nas . . .


3ª e 4ª DEFINIÇÕES:


>> HERESIA, HERÉTICO:

[Estes dois termos] Referem-se tanto a cisma [rachadura, separação] como a falso ensino. A palavra "herege" é usada apenas uma vez na Bíblia (Tito 3:9-11), mas o termo "heresia" é usado mais quatro vezes (At 24:14; 1Co 11:19; Gl 5:20; e 2Pe 2:1).

A mesma palavra grega "hairesis", é traduzida como "seita" em Atos 5:17, 15:5, 24:5, 26:5 e Atos 28:22. Esta palavra grega é usada de duas maneiras diferentes no NT:
-- (1) Qualquer seita religiosa ou partido religioso (At 5:17; 15:05, 24:14, 28:22).
-- (2) Os falsos mestres e erro doutrinário (Tt 3:9-11; Gl 5:20; 2Pe 2:1).

Os termos herege e heresia se referem a uma escolha intencional de falsas doutrinas, um intencional alinhamento com o erro.

"A palavra 'heresia' originalmente significava 'uma escolha', depois [passou a significar] a opinião que é o produto de escolha ou da vontade [humana], em vez de ser tirada Palavra de Deus. Refere-se a uma opinião fabricada pelo homem.
Depois o termo foi dado como um nome para o ato de sair do ensino ortodoxo, ato que carrega consigo uma quebra [biblicamente justificada, ou não] da unidade [unidade pela verdade, ou não] da Igreja "(GP Fisher, History of Christ Doctrine).

Pastor Robert Sargent faz o seguinte comentário importante: "Heresia é muito mais do que a ignorância. É mais do que simplesmente agarrar-se a um erro. É tomar partido com o erro contra a verdade. Em Atos 5:17, 15:5, 24:5;... 26:5, e Ac 28:22, a palavra é traduzida como "seita", o que mostra que o conceito de heresia envolve a formação de um 'partido' [divisionista] dentro do corpo principal."
(Way of Life Encyclopedia of the Bible: David Cloud, HERESY, HERETIC).



Estas últimas definições (3ª e 4ª) estão bem melhores que as anteriores, pois definem heresia/ herético/ herege não tomando como régua de medir a sinceridade ou hipocrisia do homem ou igreja, não o que o coração e a mente consideram como doutrina cardeal ou secundária, mas sim se tal ensino é 100% bíblico ou se é erro doutrinário, ensino que colide frontalmente contra a Bíblia.
A única falha dessas definições 3ª e 4ª é que ainda deixam uma pequena margem de abertura sobre como a Bíblia deve ser INTERPRETADA: deve sê-lo literalmente? Ou alegoricamente? Se for alegórica e subjetivamente, cada uma pessoa dos bilhões de crentes professos (ou cada uma dos milhares de denominações) da aparente cristandade poderá arbitrariamente escolher sua mais disparatada interpretação, peculiar somente a si. Sua imaginação será a base e juiz para tudo.

Mas pergunto a quem dá a totalidade de toda sua fidelidade à doutrina de sua tradição e antepassados e denominação e igreja local: que irá você fazer se o dicionário de alegorias de sua denominação mandar você entender:



Se a definição de heresia fosse estas 3ª e 4ª, tão dependentes da interpretação e do subjetivismo, nunca haveria base SÓLIDA para se dizer que ALGO/ALGUÉM é heresia/ herético. Nunca haveria base objetiva para se dizer que alguém é herege, que alguma doutrina é heresia.

Portanto, passei a adotar a definição de heresia/ herético/ herege mais objetiva e mais de acordo com a BÍBLIA:


5ª DEFINIÇÃO:
Heresia é o ensino de algo que está frontalmente contrário a pelo menos um claro e explícito verso da Bíblia, cujo significado LITERAL {*}, é INDISCUTÍVEL entre os verdadeiramente salvos que sejam verdadeiramente sinceros, que sejam (realmente) seguidores de "Somente as Escrituras".

{*} Para entender o que realmente é interpretação literal, escapando das calúnias e deboches e confusões a respeito dela, por favor leia http://solascriptura-tt.org/Ide/ComoInterpretarABiblia-Helio.htm e http://br.groups.yahoo.com/group/solascripturatt/message/7694 (HERMENÊUTICA DISPENSACIONAL: O Método [literal] Gramatical- Histórico)

Por exemplo: (mesmo que não entendamos isso perfeitamente,) a Bíblia clara, explícita e literalmente ensina que Cristo é pleno Deus e pleno homem, e toda pessoa que seja completamente honesta imediatamente reconhece o fato que ela ensina assim, nenhum crente verdadeiro que seja honesto e literalista discorda disso, quando apresentamos 5, 10, 15 versos claros e explícitos provando tal fato. Só discordam aqueles que têm suas mentes tão cauterizadas pelo erro denominacional que rangem os dentes, tapam os ouvidos e olhos, e se recusam aceitar o que está clara e explicitamente escrito na Bíblia. (Ficam repetindo argumentos aprendidos da tradição do homem, argumentos que trocam o significado literal das palavras, mesmo sem o contexto de modo nenhum exigir isso.) Recusam simplesmente porque seus antepassados e sua denominação e tradição recusam. Recusam o óbvio e simples e literal somente porque não gostam. Recusam porque recusam. Só isso.

Não me importa muito a palavra dispensacionalista, nem se são somente 2, ou são 7, ou 12 dispensações, seja quanto forem.
O essencial é que Deus sabe escrever o que quer transmitir, de forma a ser fácil e clara e literalmente entendido pelas Suas palavras que fez escrever na Bíblia (na dúvida quanto uma palavra, basta a examinarmos num bom dicionário, considerando que o melhor dicionário é examinar todos os versos da Bíblia que têm aquela palavra hebraica ou grega). Deus sabe escrever Israel e sabe escrever igreja, e Ele em inúmeros versos as trata como se fossem coisas totalmente distintas, que coexistem separadas e que coexistirão eternamente separadas, portanto elas são exatamente isso: coisas literais totalmente distintas, que coexistem separadas e que coexistirão eternamente separadas. Deus claramente ensina em Romanos 11 que Seus planos para com a nação de Israel ainda continuam de pé, Deus somente os protelou enquanto está completando as Suas igrejas locais e, depois de completá-las, Ele completará Seus planos para com a Sua nação de Israel.

“1 ¶  Digo, pois: Porventura rejeitou Deus o seu povo? De modo nenhum; porque também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim. 2  Deus não rejeitou o seu povo, que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como fala a Deus contra Israel, dizendo: 3  Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma? 4  Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal. 5  Assim, pois, também agora neste tempo ficou um remanescente, segundo a eleição da graça. 6  Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra. 7  Pois quê? O que Israel buscava não o alcançou; mas os eleitos o alcançaram, e os outros foram endurecidos. 8  Como está escrito: Deus lhes deu espírito de profundo sono, olhos para não verem, e ouvidos para não ouvirem, até ao dia de hoje. 9  E Davi diz: Torne-se-lhes a sua mesa em laço, e em armadilha, E em tropeço, por sua retribuição; 10  Escureçam-se-lhes os olhos para não verem, E encurvem-se-lhes continuamente as costas. 11  Digo, pois: Porventura tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum, mas pela sua queda veio a salvação aos gentios, para os incitar à emulação. 12  E se a sua queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude! 13  Porque convosco falo, gentios, que, enquanto for apóstolo dos gentios, exalto o meu ministério; 14  Para ver se de alguma maneira posso incitar à emulação os da minha carne e salvar alguns deles. 15  Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos? 16  E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são. 17  E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, 18  Não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti. 19  Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado. 20  Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme. 21  Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que não te poupe a ti também. 22  Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado. 23  E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar. 24  Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira! 25  Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado. 26  E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades. 27  E esta será a minha aliança com eles, Quando eu tirar os seus pecados. 28  Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais. 29  Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento. 30  Porque assim como vós também antigamente fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência deles, 31  Assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada. 32  Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia. 33 ¶  Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! 34  Porque, quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? 35  Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? 36  Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” (Rm 11:1-36 ACF)

Pense e examine bem (oh irmão que hoje chamou a mim e a todos os literalistas de hereges!) o que é heresia, pois pergunto: é heresia aceitar o que Deus clara e explicitamente explica em Rm 11 (Deus continua com todos Seus planos para com a nação de Israel), ou é heresia inventar um outro dicionário e dizer "Deus quis falar em charadas, ou se expressou mal, ou é retardo mental você tomar cada palavra no seu sentido principal. Devemos entender que Deus sempre significa igreja quando usa a palavra Israel. Depois do livro de Atos sempre apague o nome Israel e escreva igreja em cima dele".

Por favor, pense bem nisso, irmão.

A origem de TODO o debate é esse:
- devemos ser ao máximo
literalistas em todos os versos sobre todas as doutrinas (e ninguém venha debochar disso, o literalista entende que "Eu sou a porta" não significa "porta de madeira")
ou devemos ser literalistas somente na Soteriologia e Bibliologia, como Lutero e Calvino o foram?

Por favor, leia http://solascriptura-tt.org/Ide/ComoInterpretarABiblia-Helio.htm (Como Interpretar a Biblia. Hermenêutica - Sola Scriptura TT)


Há muitos anos eu adoto só começar a pensar em aceitar começar debates com quem, antes de tudo, por escrito concorda entusiasticamente, sinceramente, com essa posição:

REGRA DE OURO DA INTERPRETAÇÃO:
“Quando a interpretação direta, imediata e literal das escrituras faz sentido, não procure nenhuma outra interpretação. Portanto:

Interprete cada palavra no seu sentido literal, usual, costumeiro e mais comumente usado, a não ser que os fatos do contexto imediato indiquem clara e indiscutivelmente o contrário, quando estudados à luz de passagens correlatas e de verdades fundamentais e axiomáticas.”


Com pessoas erradas mas que estavam erradas por falta de instrução, mas eram sinceras e aceitaram ser literalistas:

a) Ainda sendo eu descrente, 26 tardes de sábado fui à casa do Missionário Charles Smith em João Pessoa, desafiá-lo, questioná-lo, e ele paciente e amorosamente me foi explicando a Bíblia, até que Deus teve misericórdia de mim, me mostrou os erros do romanismo e do espiritismo, me mostrou meus pecados e que eu merecia o inferno, eu dei a mão à palmatória, Deus me converteu, me salvou;

b) Crente novo, dialoguei por um ano com os pastores das principais denominações em Campina Grande, tentando discernir qual era a mais igual às igrejas do Novo Testamento, até que eu dei a mão à palmatória, vi na Bíblia que batismo era somente por submersão, somente de quem já era salvo e solicitava por sua vontade (não bebezinho), e discerni que as melhores igrejas de doutrina batista (não importa o nome que usassem) eram as únicas iguais ao Novo Testamento (mas reconheço que nem todo batista é realmente salvo; que há igrejas batistas bastante desviadas das suas origens, que há salvos em outras denominações, e tenho comunhão com alguns presbiterianos e congregacionais que citam a Bíblia e não confissões de fé e institutas, que exaltam somente Cristo, nunca defendem "heróis" humanos).

c) Pendendo para o pentecostalismo, por meses dialoguei com pessoas pró e contra essa doutrina, até que eu dei a mão à palmatória e vi que os dons apostólicos eram exclusivos e identificatórios dos apóstolos e discípulos dos dias iniciais, cri em 2Cor 12:12 literalmente.

d) Nos meus primeiros anos de crente batista comecei, por algumas horas ou mesmo alguns poucos dias, a dar ouvidos a homens e seus caminhos meio esquisitos (como amilenarismo, falhas na preservação da Bíblia, etc.), ficando perplexo e sem saber o que pensar sobre aquilo de que nunca tinha ouvido, até que, quanto a cada caminho meio esquisito, lendo a Bíblia eu logo dei a mão à palmatória e cri literalmente em um verso que o destruía .

e) Por outro lado, Deus me deu a alegria de já, muitas vezes, dialogar muitos minutos ou algumas horas ou mesmo dias com uma pessoa errada mas SINCERA e que queria sempre crer LITERALMENTE em versos da Bíblia, e já vi muitos católicos (inclusive uma moça já próximo de fazer os votos para ser freira) e espíritas serem salvos, já vi alguns pentecostais (até mesmo pastores) abandonarem esse erro, já vi muitos adeptos de bíblias do TC abrirem os olhos para os diabólicos erros do TC e passarem a ferrenhamente usarem só Bíblias do Textus Receptus; etc.

f) Portanto, lendo e crendo a Bíblia literalmente, tanto já fui protegido por Deus que me fez mudar de meus erros para crer Sua verdade simples e literal, como também Deus já me deu o privilégio de ver outros abandonarem seus erros pessoais e os erros de suas igrejas e denominações, para crerem a Bíblia literalmente.

Todas essas bênçãos e vitórias só foram possíveis a Bereanos que estão dispostos a crer literalmente em TODAS palavras da Bíblia, CADA uma delas. Não tenho esperanças (nem tempo) para quem prefere crer na tradição que lhe foi ensinada, ou na doutrina de sua denominação.

Cordialmente, seu irmão

Hélio de Menezes Silva, Junho.2013.
*****************************

Alguém escreveu:


1. A obra de Deus salvando os que, depois do 1º advento de Cristo, olham para TRÁS e depositam toda sua fé no Seu Filho e Sua obra redentora morrendo em lugar deles para pagar pelos pecados deles, fé em Sua ressurreição, fé em Sua divindade e em toda palavra da Bíblia em geral e sobre Cristo em particular, tem precedente na obra de Deus salvando todos os judeus (ou gentios) que olhavam para a FRENTE e depositavam toda sua fé no Seu Filho e Messias que prometeu que havia de vir para os redimir e reinar sobre eles.
2. Há um "Israel espiritual" nesse sentido, o dos verdadeiros filhos espirituais de Abraão, os israelitas que creram no Messias que havia de vir, em contraste com os filhos meramente biológicos, de Abraão.
3. Depois da 1ª vinda de Cristo, judeus convertidos e gentios convertidos passaram a formar uma nova criação, a igreja local, dentro dela não havendo mais nenhuma distinção entre eles. Judeus convertidos passaram a ser cristãos EX -judeus, gentios convertidos passaram a ser cristãos EX - gentios, sem distinção entre uns e outros.
4. Depois do arrebatamento dos salvos (os vivos e os já mortos) de entre as igrejas locais, a noiva de Cristo estará completa, formada somente por nós. Os judeus que antes de Cristo creram no Messias que havia de vir, e os judeus (e gentios) que forem convertidos durante a Tribulação e o Milênio serão tão filhos de Deus quanto nós, serão tão parte da família de Deus quanto nós, tão salvos quanto nós, mas eles nunca serão a abençoada noiva de Cristo, nem nós seremos a abençoada nação de Israel.
5. Os judeus crentes são o povo de Deus para gozar Suas bênçãos materiais e terrestres (a nação física, a Jerusalém terrestre, as bênção do Milênio, segurança, justiça, chuvas, longevidade, ferocidade dos animais retirada, paz perfeita com as armas do mundo transformadas em instrumentos agrícolas, etc. Nenhum israelita biológico jamais foi ou será salvo somente porque é isso. Para serem salvos, os judeus antigos tiveram que crer de verdade, no Messias que havia de vir, e os judeus de hoje e do futuro (semelhantemente a nós) têm que crer no Cristo que já veio e que voltará para reinar.
6. Nós, os salvos das igrejas locais, somos o povo de Deus para gozar suas bênçãos espirituais e celestiais.




Aqueles que rejeitam a doutrina bíblica, simples e claramente dada por Deus em Ap 20, para aferrarem-se à doutrina de sua denominação (herdada do romanismo), inventam folhas e folhas de dicionários de alegorismo subjetivo redefinindo os significados de tudo de que odeiam o sentido literal, nenhuma mente sã consegue nem mesmo entender a bagunça interpretativa que querem forçar sobre as simples palavras deste capítulo, tão simples de ser entendido literalmente que acho que até uma criança bem alfabetizada, de seus 10 anos mais ou menos, pode entender tudo, absolutamente tudo, obviamente interpretando literalmente, não como um enigma ou charada:

 “1 ¶  E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. 2  Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. 3  E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo. 4  E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. 5  Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição. 6  Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos. 7  E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, 8  E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. 9  E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou. 10  E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. 11 ¶  E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles. 12  E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. 13  E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. 14  E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. 15  E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.” (Ap 20:1-15 ACF)



Hélio de Menezes Silva

 

 


 

Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).

(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)

 

(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Seitas/
http://solascriptura-tt.org/Seitas/Romanismo/
http://solascriptura-tt.org/Seitas/Pentecostalismo/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )