PRIMAZIA ARAMAICA?
É Mentira e Heresia que o N.T. em Grego é Tradução de um Anterior, em Aramaico.


 

Querido irmão Hélio: Olá, meu caríssimo irmão em Cristo, EEEE

Como se já não bastasse a nossa luta por um Novo Testamento Grego, inspirado por Deus e preservado em cada palavra, agora estou tendo de enfrentar alguns que estão afirmando que:

1- O Novo Testamento foi originalmente escrito em aramaico - a linguagem apostólica
EEEE, se o caso de seu amigo é de uma DÚVIDA que está sendo plantada por lobos, então seu amigo pode ser uma real ovelha de Cristo, um real SALVO para sempre, e tudo que temos que fazer é mostrar-lhe que Deus garantiu que passariam o céu e a terra, mas Sua palavra não passaria, portanto é absolutamente impossível que uma só das Suas palavras, na exata língua em que foi escrita, tenha deixado de ser usada contínua, incessantemente. Explique-lhe bem fatos tais como os apresentados em
   Bíblia - Preservação Perfeita Ou Restauracão Insegura? - Hélio
 
e em outros artigos (em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/ ou noutro site fundamentalista e só-TT) sobre a perfeita preservação de cada letra de cada palavra de Deus, inclusive alguns artigos seus, EEEE. Se a pessoa for mesmo uma salva, tenho certeza de que imediatamente, logo, com alegria e com todas as suas forças, aceitará o que a simples leitura da Bíblia, com fé e sinceridade, ensina. Lembre, EEEE, que "Quem é de Deus escuta as palavras de Deus; ..." (João 8:47a).

Mas se essa pessoa rebeldemente resistir, e insistir nessa teoria louca e ridícula de "primazia aramaica", saiba com certeza de que ela é lobo e não ovelha, ela jamais foi salva, precisa se arrepender e pedir perdão e se humilhar e crer e receber Cristo como Senhor e Salvador.
E crer não significa apenas acreditar na existência (isso, até o Diabo e os seus demônios crêem, e estremecem de pavor, sabendo que estão condenados ao Lago de Fogo). Crer significa crer em toda e qualquer coisa que a Bíblia ensina de forma clara e indiscutível, de Gn 1 a Ap 22.
Portanto, quem ouve a instrução mas rebeldemente se recusa a crer que Deus preservou de forma perfeita, em uso contínuo e incessante, cada letra de cada uma de Suas palavras, na exata língua em que foi escrita, tal pessoa de forma nenhuma pode ser um salvo, ela ainda está na perdição, não importa se é PhD em Teologia, ou o mais famoso pastor da maior denominação da terra. Lembre, Euclides, que as " ... palavras de Deus; por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus." (João 8:47b).
2- Que homens rudes e iletrados como Pedro e João, não tinham capacidade de escrever em pleno grego. [(AT 4:13) - Então eles, vendo a ousadia de Pedro e João, e informados de que eram homens sem letras e indoutos, maravilharam-se e reconheceram que eles haviam estado com Jesus.] ACF Em primeiro lugar, esta afirmação (de que Pedro e João eram homens sem letras e indoutos) pode ser mentirosa, pois foi feita por inimigos de Deus. A inspiração da Bíblia só garante que a citação do que eles disseram é fiel, não que eles estão certos.

Em segundo lugar, a História mostra que Israel foi o primeiro país do mundo a ter zero porcento de analfabetismo: todos judeus eram alfabetizados, todos os adultos era plenamente aptos a ler e escrever (maiores detalhes no livro "Jesus, the Teacher"). Assim, "homens sem letras e indoutos" apenas significa que não tinham estudo de altíssimo nível.

Em terceiro lugar, o Deus que fez uma jumenta falar, pode, milagrosamente, fazer qualquer homem ser transformado, isto é, habilitado por Deus, numa fração de segundos, para escrever tudo que Deus ordenar.

Em quarto lugar, a Bíblia ensina que cada palavra é 100% de Deus e zero porcento do homem. \er http://br.groups.yahoo.com/group/solascripturatt/message/3783
3- Sendo o grego uma tradução do aramaico, há muitas passagens mal traduzidas e até erros grosseiros. Afirmação de medonhos descrentes, nos causa indignação;
e ridícula, nos dá vontade de dar gargalhadas;
e louca, nos dá vontade de chorar de pena dessas pessoas que estão indo para o inferno.
CONCLUSÃO: o Novo Testamento em grego não passa de uma grosseira adulteração do Novo Testamento em aramaico. Idem.


Ainda não encontrei uma refutação em que possa estar bem embasado, para dar uma resposta à altura dos meus interpeladores. Em inglês já há até uma tradução interlinear do Novo Testamento em aramaico. Isso não vai demorar até explodir por aqui. É algo que mina perigosamente a fé dos icautos e novos convertidos; porque não dizer até de crentes sinceros. Se você visitar o site www.peshitta.org você vai ficar admirado com a força persuasiva do está contido ali. O que fazer? Estou preocupado.



Em Cristo, EEEE
Deus o abençoe, irmão.

Hélio
 


 


Querido irmão Hélio:

Ah, como foi bom receber de você tão maravilhosos conselhos!!! É mito evidente que o Evangelho que salva não pode estar escondido por 2.000 anos, e só agora alguns teólogos do absurdo acham o verdadeiro caminho. Num cantinho do meu coração tenho este versículo guardado - (2CO 11:3 ACF) - Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. A mensagem do Evangelho veio para as mais humildes pessoas - o homem do campo, o pescador, a dona de casa, etc. Testemunhei durante a minha vida que as pessoas mais simples têm uma fé mais pura. Oh, Jesus, vem logo!!!

Em Cristo, EEEE.


 


 

Caro irmão Hélio.

 Em relação ao aramaico, acho (é preciso fundamentar esta afirmação!!!) que não existe 1 manuscrito do 1º século que esteja escrito em aramaico. Aliás, o papiro "John Rayland P52" (http://en.wikipedia.org/wiki/Papyrus_52) que é considerado o mais antigo do N.T. (125-160 d.C.) é escrito em GREGO, e não em aramaico. Para acabar com a palhaçada do aramaico, basta usar crítica textual (a que cataloga os manuscritos) e mostrar que não existe um manuscrito dos primórdios escrito em aramaico (e mesmo havendo, nada prova, só prova que existia já uma versão antiga em Aramaico).  A teoria do aramaico não é nova, muitos pensam que o Evangelho de Marcos foi originalmente escrito em aramaico e depois traduzido para Grego, mas onde estão as evidências disso?  Se Marcos foi escrito em Aramaico, então é necessário alguma reflexão no seguinte:

 
(a) Porque é que em Grego está escrito algumas palavras transliteradas de Aramaico e depois a sua tradução? Porque não foi feita logo a tradução, como em tudo o resto, assumindo a premissa de que o evangelho de Marcos foi escrito originalmente em Aramaico é verdadeira?  

Mc 5:41 E tomando a maõ da menina, disselhe: Talitha cumi; que traduzido he, Filhinha, (a ty te digo) levantate.
Mc 7:11 Porem vos outros dizeis: Se o homem disser a o pae ou á mae: Corban (isto he, offerta) tudo o que de my aproveitar te puder, 
desobrigado fica.
Mc 7:34 E levantando os olhos a o ceo, sospirou, e disse: Ephphata, isto he, abrete.
Mc 15:34 
E á hora nona exclamou Jesus com grande voz, dizendo, ELOI, ELOI, LAMMA SABACHTANI; que, traduzido, {Ou, declarado, quer dizer} he, Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?
 

 (b) Porque é que Marcos está usando a divisão de tempo Romana e não a Hebraica? (a força deste argumento não é tão forte como o anterior, mas reside no facto de que se o evangelho de Marcos foi escrito em Aramaico, então é suposto ser para uma audiência fluente em Aramaico, por exemplo, os Judeus, e se é esse o sentido, porquê usar a divisão de tempo romana e não a hebraica?)
 

Mc 6:48 E vio que se fadigavaõ muyto remando, (porque o vento lhes era contrario): e perto da quarta vela da noite, veyo a elles andando sobre o mar, e queria passar por elles de largo.
Mc 13:35 Vigiae pois, (porque naõ sabeis quando virá o Senhor da casa; 
se a tarde, se á meya noite, se a o canto do galo, se pela manhaã)
 

  (c) Porque explica Marcos costumes Hebraicos? (mesmo argumento que em (b))

Mc 7: 3-4 Porque os Phariseos, e todos os Judeos, retendo a tradiçaõ d’os Antigos, se muytas vezes se naõ lavaõ os maõs, naõ comem.
tornando da praça, se naõ se lavarem, naõ comem: e outras muytas cousas ha que tomaraõ pera guardar, como o lavar d’os copos, e d’os picheis, e dos vasos de metal, e d’as camas. 

nota
: se a audiência é de judeus, então a audiência está contida no todos os judeus. Mesmo tomando como hipótese que é figura de estilo, só mostra que a prática é de tal ordem generalizada que todo o Judeu tem conhecimento dela.
 

A Peshitta, pelo que li, tem grande importância visto ser uma tradução bastante antiga, mas a antiga só contém 22 livros, veja o que está escrito em http://www.ntcanon.org/Peshitta.shtml

By the beginning of the 5th century, or slightly earlier, the Syrian Church's version of the Bible, the Peshitta ('simple' translation) was formed. For the New Testament it represented an accommodation of the Syrian canon with that of the Greeks. It contains 22 books - all of the present New Testament except:
II Peter, II John, III John, Jude, Revelation of John
For the eastern part of the Syrian Church this constituted the closing of the canon, for after the Council of Ephesus (431 CE) the East Syrians separated themselves as the Nestorians. There are many surviving manuscripts of the Peshitta, the oldest of which bears the date 442. For much more on Peshitta history, see the article at 
The Encyclopedia of New Testament Textual Criticism. It is noteworthy that exactly these 22 books are cited by John Chrystosom (~347-407) and Thedoret (393-466) from the School of Antioch. For a visual summary of these 22 books see the Cross Reference Table.
Among the Western Syrians, however, there were closer ties with their neighboring Churches, and a further accommodation with the Roman church took place in the 6th-7th centuries when the Philoxenian and Harclean versions of the Peshitta were issued containing all 27 New Testament books. Yet, even so the West Syrian Church was slow in making use of these parts of the New Testament.
Still today the official lectionaries followed by the Malankara Syrian Orthodox Church, with headquarters at Kottayam (India); and the Chaldean Syrian Church, also known as the Church of the East (Nestorian), with headquarters at Trichur (India); present lessons from only the 22 books of the original Peshitta.

portanto, quando se fala da Peshitta original, pelos vistos só temos 22 livros, mas as traduções da Peshitta geralmente contêm os 27 (veja em http://www.aramaicpeshitta.com/AramaicNTtools/dr_george_lamsa_bible.htm e a chamada de atenção no fim).


 

fraternalmente

1berto 


 

Alguns afirmam a existência das "logias", ensinamentos de Jesus em hebraico/Aramaico, que teriam servido de base para os escritores do Novo testamento, que alguns da alta-crítica gostam de misturar com a teoria do "documento Q".

O problema desta teoria das "logias" ou mesmo a do "documento Q" (além dela ser usada por ateus para desacreditar a Bíblia) é que estamos afirmando que os Evangelhos não inspirados pelo Espírito Santo, mas que os Evangelhos seriam apenas uma obra literária qualquer, escrito por pessoas quaisquer, baseada em outras fontes de terceiros, como uma obra literária fajuta e semi-plagiada.


Marcelo Gross


 



Só use as duas Bíblias traduzidas rigorosamente por equivalência formal a partir do Textus Receptus (que é a exata impressão das palavras perfeitamente inspiradas e preservadas por Deus), dignas herdeiras das KJB-1611, Almeida-1681, etc.: a ACF-2011 (Almeida Corrigida Fiel) e a LTT (Literal do Texto Tradicional), que v. pode ler e obter em BibliaLTT.org, com ou sem notas).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-PreservacaoTT/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )