ARTIGOS DE FÉ

Hélio de Menezes Silva, 1999   -   http://solascriptura-tt.org
 

Declaramos solenemente que cremos e ensinaremos que:

Artigo 1. A Bíblia (nos seus 66 livros) é plena, exclusiva, verbal, inerrável e infalivelmente inspirada por Deus (Rm 15:4; 2Tm 3:16-17; 2Pd 1:21), sendo ela nossa única regra de fé e prática.

Art 2. A Bíblia, conforme prometido por Deus, foi plena, exclusiva, verbal, inerrável e infalivelmente preservada por Ele (Sl 12:6-7; 19:7-8; 119:89; 138:2b; Is 40:8 = 1Pd 1:25; Mt 4:4; 5:18; 24:35 = Lc 21:33; Lc 16:17). Sendo para nosso proveito, esta preservação tem que ter sido aqui na terra. Sendo perfeita, esta preservação tem que ter sido contínua, em uso, uso incessante, pelos fiéis (perseguidos por Roma, através dos séculos). Somente o Texto Massorético (V.T.) e o Texto Tradicional (N.T.) satisfazem tudo isto Foi a providência de Deus que obrou tal feito. (O Texto Tradicional [TT] também é chamado de Receptus, Recebido, Bizantino, etc. Serviu de base a todas as Bíblias da Reforma: King James Version 1611, Almeida 1681 e 1753, etc.)

Art 3. Temos nas mãos a pura Palavra de Deus, em Português, somente nas traduções do TT feitas competentemente pelo método de equivalência formal, fiel, literal, e palavra por palavra. Portanto, atualmente, somente recomendaremos e usaremos em culto público (e em nosso site e em nosso grupo) a ACF ("Almeida Corrigida e Fiel, da SBTB"). As ACF (melhor) e ARC (Almeida Revista e Corrigida, idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), a qual foi usada por Deus para libertar os povos de fala portuguesa das trevas do Romanismo para o Evangelho de Cristo. Abominaremos todas as traduções feitas por paráfrase ou pelo método de equivalência dinâmica.

Art 4. Cada verso da Bíblia deve ser interpretado literal-gramaticalmente (e, também, levando em conta seu contexto).

Art 5. O plano de Deus, desde a eternidade passada até a futura, tem 7 dispensações (da do Éden até a do Reino dos Céus), é importantíssimo que cada verso da Bíblia também deva ser interpretado sob esta luz.

Art 6. Há um único Deus, o da Bíblia, único em natureza e substância, vivo e verdadeiro, indivisível, em 3 pessoas distintas e eternas -- o Pai, o Filho, e o Espírito Santo -- em quem cremos, constituindo a Trindade  (Mt 28:19; 2Co 13:14; 1Pd 1:2).

Art 7. O Deus triuno criou o universo visível e invisível em 6 dias literais (além da teoria da evolução, recusamos a da brecha), o homem foi criado à imagem e semelhança do Deus triuno, tem uma alma imortal, e a queda de Adão nos arrastou junto, fazendo-nos mortais, separados de Deus, miseráveis pecadores (Gn 1:1,26; Sl 33:6; Is 40:25-26; 45:18; Rm 3:23; 5:12).

Art 8. O Espírito Santo, em quem cremos, é uma pessoa, uma das 3 pessoas da unidade de Deus. Ele chama, regenera, habita- batiza- sela- preserva o crente, desde o instante da salvação, por toda a eternidade, e  controla- enche o salvo, à medida em que este busca e se entrega a Deus, para frutificar e para a obra do Senhor (João 14:16-17,26; 1 Co 12:3; 6:19-20; Ef 1:13-14 // Rm 8:9; 1 Co 12:13; 2 Co 1:22).

Art 9. Jesus Cristo, em quem cremos, sempre foi, é, e sempre será 100% verdadeiro Deus; foi miraculosamente gerado do Espírito Santo; a partir daí e em paralelo com ser 100% Deus, foi, é, e sempre será 100% verdadeiro homem; foi nascido de Maria quando ela ainda era virgem. (Mt 1:18-25; Lc 1:26-35).

Art 10. Cristo deu Sua vida, deixando Seu sangue ser derramado expiatória e vicariamente para salvação de todo o que nEle crê (Is 53:4-5; 1 Co 1:23-24; 15:3).

Art 11. Corporalmente: Cristo ressuscitou; ascendeu ao céu; voltará, antes da Tribulação, para arrebatar todos os salvos; e voltará, ao final da Tribulação, para estabelecer Seu Reino Milenar sobre esta Terra (Mt 28:1-10; Lc 24:1-12; João 20:1-9; At 1:10-11; 1 Co 15:3-8; 1 Ts 4:16-17; Ap 20:1-6).

Art 12. Para ser salva, a alma precisa nascer de novo. Esse novo nascimento não depende de batismo ou quaisquer obras, mas da graça de Deus, através da verdadeira fé com arrependimento, depositada única e suficientemente no Jesus da Bíblia como o ungido de Deus, o Senhor, a quem recebeu tanto como pessoal Senhor quanto como pessoal Salvador que derramou seu sangue para remir seus pecados  (João 3:3,5,7; At 16:30-31; Ef 2:8-9; 1 João 1:7).

Art 13. O salvo é garantidamente preservado por Deus. Uma vez (realmente) salvo, sempre salvo (João 5:24; 10:28,29; Rm 8:1,38-39;  2 Co 1:21-22; Ef 1:4-5; Fp 1:6; 2Tm 1:12; He 7:25; 1Pd 1:5 // Sl 89:30-31).

Art 14. Após crer e ser salva, cada pessoa deve pedir e submeter-se ao batismo (completa submersão em água, uma só vez, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo), exteriorizando, assim, que já experimentou a morte e sepultamento e ressurreição em Cristo, com elas se identificou, já tendo se arrependido, nEle crido nos moldes de toda a Bíblia, e a Ele recebido como único e total e suficiente Salvador e Senhor (Mt 28:18-20; Rm 6:4; Cl 2:12).

Art 15. Todo salvo deve separar-se das práticas mundanas e pecaminosas, para uma vida de santificação e utilidade ao Cristianismo (Rm 12:1-2; 1Ts 4:3-5; 1Pd 1:15-16). Em particular, abominamos e ensinaremos os crentes a abominarem: Todas as modalidades de prostituição, fornicação, adultério, e homossexualismo; Assistir/ ler/ ouvir: obscenos cinema/ tv/ teatro/ espetáculo/ livro/ revista/ disco/ fita/ etc.; Danças; Jogos de azar; Qualquer uso de bebidas alcoólicas, fumo, e outras drogas; Ligação com sociedades secretas; Vestes ou atitudes sensuais ou escandalosas, que estimulem à luxúria (maiôs devem ser inteiros, compostos, não colantes- brancos- transparentes- reveladores; roupas de banho masculinas devem ser calções também compostos, não colantes- brancos- transparentes- reveladores; vestidos e saias devem chegar aos joelhos; calças femininas não devem ser justas e reveladoras, nem unissex/ masculinas; ambos os sexos não devem usar shorts e colantes, mas podem usar  bermudas folgadas indo até próximo dos joelhos; vestidos, blusas e camisas não devem ser decotados, justos, transparentes, reveladores).

Art 16. Todo salvo deve ter posição denunciadora e COMBATIVA, separando-se totalmente daqueles que, mesmo crentes, praticam ou não se separam daqueles que praticam mesmo os mais sutis e disfarçados erros doutrinários (Am 3:3; Rm 16:17-19; 2Co 6:14-17; Gl 1:6-9; 2Ts 3:6,14; 1 Tm 6:5; 2 Tm 2:15-19; 3:1-5; 4:1-5; Tt 3:10; 2 Jo 7-11). Em particular, abominamos e ensinaremos quantos pudermos a abominarem: os erros do modernismo teológico, do ecumenismo, da nova-era, da renovação carismática- pentecostal (Jó 2:6-7; 1Co 14:21-22; 2 Co 12:7,12; 2 Tm 4:20), inclusive seu estilo de música erradamente chamada evangélica, mas que não é realmente sagrada e espiritual, com os ritmos, as contra-batidas, os sincopados, os estilos ora intimistas- emocionalistas ora agitados, os sensuais esculpir e deslizar das vozes, as palmas, os balanços de corpo, etc., tudo tendo os cheiros e agradando a carne e o mundo (1 Co 14:26; Ef 5:18-19; Cl 3:16-17 // Rm 8:5-8; Tg 4:4 // Rm 12:1-2; 8:5-8; 6:1-16; 13:14; 14:7,13,21; 1 Co 6:12; 8:9,12-13; 10:23,31-33; 14:20;  Gl 6:7-9; Cl 3:1-2,5; 1Ts 5:22; Tg 4:4 ).

Art 17. Todos os crentes verdadeiros do N.T. estarão futuramente unidos em uma só igreja local, “a igreja que é o corpo de Cristo” (1 Co 12:13; Gl 3:26-28; Ef 2:13-14; Cl 3:11-14). Mas isto não implica nem em identificação nem cooperação supra, nem inter, e nem a-denominacionalista.

Art 18. Todo crente deve tornar-se membro e servir a Deus atuantemente em uma igreja local, que é uma assembléia de pessoas que creram, foram salvas, foram imersas, se reúnem regularmente para louvar e adorar somente ao Deus Trino, sustentá-la liberalmente e por gratidão, orar, celebrar a ceia do Senhor (memorial, achegada ("close", meio termo entre fechada e aberta), com pão e suco de uva ambos não fermentados), ter comunhão, submeter-se à disciplina e, enfaticamente, pregar e estudar toda a Palavra de Deus, edificar os salvos, pregar o Evangelho e salvar almas por todo o mundo (At 2:41-47; 20:17; Rm 6:4; 1Co 1:2; Cl 2:12; Hb 10:25), sendo governada pelo Espírito Santo através do voto da grande maioria dos seus membros atuantes, adultos e não sob disciplina, reunidos em assembléia (At 6:5-6; 15:22).

Art 19. A igreja local é soberana, não reconhecendo sobre si nenhuma autoridade de órgãos eclesiásticos ou governamentais, aceitando unicamente a Cristo como o seu cabeça e o Espírito Santo de Deus como o seu guia (Rm 8:14-15; Ef 1:22-23; 5:23).

Art 20. Igrejas e Estado são separados e independentes (Mt 22:21). Cada crente deve honrar o Estado, suas leis e as autoridades sobre ele, em tudo que não conflite com a Palavra de Deus (Rm 13:1-7; Fp 3:20-21; 1Pd 2:13-14).

Art 21. A igreja local tem apenas dois tipos de oficiais: pastores e diáconos  (At 20:1,28; 1 Co 4:1,2; 1Tm 3:1-10; He 13:7,17). A mulher pode nobremente ensinar / pregar a Bíblia a mulheres, crianças e jovens (Tt 2:3-4), mas nunca, publicamente, a homens adultos, e não pode ter ou exercer os ofícios de pastor nem diácono (At 6:3; 1Co 14:34-37; 1Tm 2:11-12; 3:2,12). Isto não pode ser “driblado” por subterfúgios.

Art 22. Os crentes, ao morrerem, vão imediatamente para o Céu, para conscientemente gozarem bem-aventurada eternidade com o Senhor (Lc 16:22,25). Os descrentes, ao morrerem, vão todos para o Inferno, um lugar literal, de consciente, merecido, literal, inescapável, suplício (igual para todos) (Lc 16:23-26). Dali só sairão ao final do Milênio, formando a segunda ressurreição, para serem julgados no julgamento do Grande Trono Branco (Ap 20:11-15), quando todos terão suas sentenças condenatórias (diferenciadas, Lc 12:47-48; Rm 2:5-6) decretadas e serão atirados ao Lago de Fogo, um lugar literal, para ali (juntamente com Satanás e seus anjos, com a morte e o Inferno) sofrerem consciente, merecido, literal, terrível, inescapável, eterno suplício (Mt 25:46; Mc 9:47-48; Ap 14:10-11).

Art 23. Todos os mortos ressuscitarão corporalmente (Dn 12:2; João 5:28-29), em ocasiões diferentes. Os crentes receberão um corpo glorificado e consciente, e gozarão bem-aventurada eternidade com o Senhor  (1Ts 4:13-17). Os descrentes, no Julgamento Final (no Grande Trono Branco), serão todos condenados e lançados no Lago de Fogo, para sofrerem merecido, literal, terrível, eterno suplício proporcional às suas más obras e dureza de coração, em função da luz que tiveram (consciência, Palavra de Deus, testemunhos, etc.) (Ap 20:11-15).

Art 24. Deus criou incontáveis anjos. Lúcifer, o maior deles, caiu no pecado da soberba e rebeldia, transformou-se em Satanás, levou 1/3 parte dos anjos, que caíram e transformaram-se em demônios, e fez Adão e Eva caírem, e nós com eles. Os crentes devem se guardar contra as influências e setas e armadilhas de Satanás, mas não podem ser possuídos por ele nem seus demônios. Estes e Satanás serão todos julgados e lançados no Lago de Fogo.  (Gn 28:12; 32:1; Ex 23:20; 32:34; Jó 1:6; Sl 2:1; 34:7; Is 14:9-15; Ez 28:12-17; Mt 4:10; Lc 9:10; 10:17-18; 22:31; 1Co 10:21; Tg 2:19; Ap 12:4; 20:10).

Art 25. Cremos que estes Artigos de Fé são irrevogáveis diante das Escrituras Sagradas (Gl 1:8-12; Ef 4:13-14; 1Tm 4:16).

João Pessoa, 06 de fevereiro de 1999.






Post Script (abril.2006):
Minha posição sobre eleição - chamamento - predestinação está em http://solascriptura-tt.org/SoteriologiaESantificacao/2PreconhecimentosSalvos3Chamamentos-Helio.htm. Quanto aos meus site e boletim, por um lado não dou 1 mm de espaço a quem quiser pregar dúvidas que "uma vez realmente salvo, então o crente pertencente à dispensação das assembléias está sempre salvo"; mas, por outro lado, há margem para um calvinista moderado de 5 pontos defender sua posição com profundidade, e para outra pessoa não calvinista de 5 pontos fazer o mesmo, mas ambos em artigos impessoais (não voltados um contra o outro) com muita cortesia cristã e somente 1 vez por ano, para evitarmos longos e infrutíferos debates que podem descambar em amarguras.

Minha posição sobre divórcio e recasamento está em http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ResumoCoy2.6DivorcioRecasamento-HelioNira.htm. Quanto aos meus site e boletim, por um lado não dou 1 mm de espaço a quem quiser pregar incentivando ou diminuindo o horror do divórcio, mas, por outro lado, há estreita margem para pequenas diferenças sobre como tratar alguém que se divorciou no passado, depois ele e seu ex-cônjuge casaram com outras pessoas, e agora querem ser membros de nossa igreja. Partidários de diferentes posições quanto a isto podem escrever com profundidade, desde que o façam em artigos impessoais (não voltados um contra o outro)com muita cortesia cristã e somente 1 vez por ano, para evitarmos longos e infrutíferos debates que podem descambar em amarguras.

Post Script (abril.2007)
O boletim SolaScripturaTT adotará a seguinte posição:
De mulheres (mesmo com a melhor doutrina super-batista, super-fundamentalista, super-TT, super-separatista do ecumenismo e pentecostalismo e música cristã dançável), poderemos, talvez, aceitar artigos evangelizando descrentes e artigos denunciando seitas e heresias e erros (inclusive erros de versões), e artigos de mulheres ensinando mulheres e crianças ou adolescentes. Mas não aceitaremos artigos que, pela natureza, poderiam [potencialmente] ser sermões pregados para crentes em geral, pior ainda se tais artigos incluírem repreensão e ensino doutrinário e comportamental a homens adultos, crentes.

Resumo Curto (out.2007): Minha posição é:
Batista
(
relembre o acróstico "batistas":
    [B]íblia como única regra de fé e prática;
    [A]utoridade exclusiva de Cristo como o Cabeça da Igreja;
    [T]emos apenas dois tipos de servos- oficiais: pastores e diáconos;
    [I]mersão (batismo) e Ceia são as únicas ordenanças para a igreja local;
    [S]acerdócio individual de cada crente;
    [T]odos os membros têm que antes ter sido regenerados e batizados;
    [A]utonomia da igreja local, independente e visível, não existindo "igreja universal e invisível";
    [S]eparação entre a Igreja e o Estado, e da heresia

),
bíblico,
literalista,
dispensacionalista,
evangelista,
missionário,
amoroso em verdade,
nesta dispensação das assembléias locais, "uma vez realmente salvo sempre salvo",
só Bíblias do T.Massorético + T.Receptus (KJB, ACF, ARC 1894),
só igreja local independente,
premilenarista,
pretribulacionista,
criacionista,
separando igreja- estado.
E fundamentalista, isto é, separatista em total guerra contra o pecado e o erro, anti-liberalismo, anti-modernismo teológico, anti-ecumenismo, anti-pentecostalismo, anti-teologia da prosperidade, anti-pragmatismo religioso, anti-propósitos de Rick Warren, anti-música sincopada com contra-batidas ou com sensuais esculpir/ deslizar de vozes, etc.




 

(retorne à PÁGINA INICIAL de Sola Scriptura TT)