(leitor, envia cópia para todos os pastores e crentes e grupos yahoo que sejam teus grandes amigos)
 



ARA5 (5a. de uma série de 12 cartas) - Caro pastor, introdutor da bíblia do TC, a ARA (Alexandrina Revisionada e ATUALIZADA), na nossa igreja: Oh,

Quanto a bíblia do TC, a ARA  (Alexandrina Revisionada e ATUALIZADA), que Introduziste, Enfraquece a MORTE VICÁRIA DO CRISTO (isto é, Sua morte em nosso lugar, como nosso substituto, recebendo a condenação por nossos pecados)!





Meu amado irmão, meu dileto filho na fé, meu querido ex-aluno e ovelha, hoje meu estimado pastor Regula Falsi Baptista Alexandrinus, pastor da minha amada Igreja Batista (regular na autorização por [e na reverentíssima submissão a] a Corporação) .

Por favor, para refrescar tua memória e restabelecer o contexto e histórico e razões e princípios envolvidos nesta carta, é indispensável que releias os 7 primeiros parágrafos da introdução da 1a. desta série de 12 cartas que, com todo amor, te alertam e exortam. [Nota de Hélio: ver http://www.solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/ARA1-EnfraqueceAnuenciaEHarmoniaAMEM-Helio.htm]. Algumas partes dela:


Estamos em 1960.

... ... ...

Desde seus primeiros dias no Brasil, ... até recentemente, nossa denominação sempre adotou somente a abençoada Bíblia Almeida da família "Corrigida" ... com tradução ... baseada no texto ... que passou a ser conhecido ... pelo nome de Textus Receptus ... . Por mais de 359 anos a partir de 1522 e 1526 (impressões do Novo Testamento por Lutero e por Tyndale, respectivamente), Bíblias fielmente traduzidas a partir do Textus Receptus foram as ÚNICAS adotadas por TODOS os crentes verdadeiros de TODAS as igrejas batistas e reformadas em TODOS os países e em TODAS as línguas, com bênçãos incontáveis e maravilhosíssimas. ... ... ...

No ano passado (1959), tu, pastor, recém advindo do seminário ... ... ... moveste intensa campanha até fazer nossa igreja ser a 1a. de nossa denominação, no Brasil, a adotar a ARA (Alexandrina Revisionada e ATUALIZADA). ... ... ...

Mas porventura prestaste bem atenção num seríssimo problema que é encontrado em todos os escritos de todos os críticos textuais modernos? O problema BÁSICO desses homens é que NÃO crêem que a Bíblia seja um livro totalmente diferente de todos os outros livros no mundo, não crêem que a Bíblia é o único livro tal que, cada e toda letrinha, sempre foi e é e será a absolutamente perfeita Palavra de Deus, desde o início até hoje e sempre, perfeitamente preservada em cada instante do passado e presente e futuro, perfeitamente inspirada por Deus de forma plenária, infalível e inerrável, tanto nas cópias perfeitamente preservadas pela providência de Deus (o Textus Receptus ...) quanto o foi nos manuscritos originais, em cada jota e til de cada palavra, sempre.  ... ... ...

Somente crentes INfiéis (mesmo se fossem bem vistos e sinceros e inconscientes do pecado que estavam cometendo, e mesmo se fossem bem intencionados) é que poderiam adulterar ou aceitar ser adulterada a Palavra de Deus. E, com toda certeza, mesmo que eles não tivessem consciência disso, o Diabo usaria para seus propósitos esses crentes INfiéis. 
Ora, quando o Diabo atira uma seta, não almeja atingir a si mesmo nem suas hostes, e ele não chuta para tentar fazer "gol contra", e nem atira para tentar se matar. Portanto, sempre que há variantes de um texto da Bíblia, então, para discernirmos qual variante é a verdadeira e quais são as falsas, basta observarmos a direção das setas, dos chutes e das balas. ...São os Textus Receptus + Texto Massorético que têm o selo de serem a perfeita Palavra de Deus, e são os Textos Críticos que têm as identificatórias e indeléveis marcas da ação distorcedora do Diabo sobre as mentes de homens (mesmo se eles foram e ainda forem inconscientes disso).
... ... ...




**************************************** Início do corpo principal desta 5a. carta, a 5a. exposição de gravíssimos pecados da ARA ****************************************

Amado Pastor Alexandrinus, meu filho na fé:

Entre 1950 e 1953, quando eras meu jovem aluno do centro de treinamento teológico prático para obreiros da igreja, disseste muitas vezes que a apostila de que mais gostavas e mais tocava o teu espírito e mais te entusiasmava era a de "Soteriologia, a Doutrina da Salvação", por mim preparada. Permite-me começar por reproduzir a página sobre a morte vicária do Cristo, daquela apostila:

Antes do Calvário, no Velho Testamento, o cordeiro morria PELO pastor (isto é, em lugar dele, em substituição a ele, pagando os pecados dele) quando ele, em bíblica fé que antevia o Calvário, o oferecia em sacrifício Êxo 12:3-7,12-13.
Mas o valor e eficácia desta substituição de antes do Calvário eram temporárias e limitadas, e os sacrifícios do Velho Testamento necessitavam, tinham obrigatoriamente que ser repetidos a cada dia, e somente COBRIAM [temporariamente] os pecados, não os TIRAVAM [definitivamente]. Conforme nos revela Heb 10:1-4, o valor e eficácia dos sacrifícios do Velho Testamento eram temporários, inferiores, e insuficientes.

No Calvário, o Pastor morreu pela ovelha João 10:11. O sacrifício do Cordeiro de Deus foi feito de UMA só vez para sempre, e TIROU [definitivamente] o pecado de todo naquele que creu biblicamente, o valor e eficácia do sacrifício do Cristo foi permanente! Heb 10:1-4; João 1:29.

Cristo, jamais tendo pecado, nem havendo sequer a mais remota possibilidade dEle ter pecado (João 8:46; Heb 4:15; 1Pe 2:22), não pode ter morrido por causa de pecado Próprio.

A Palavra de Deus sobejamente ensina que Cristo não morreu por Seus próprios pecados, não por Sua fraqueza, não por acidente imprevisto, não para nos dar um exemplo, não para fazer somente os primeiros 99% da nossa salvação e nos deixar a obrigação pelos restantes 1% dela, obrigação de "depois da salvação inicial, nunca cair demais ou por tempo demais, de não pecar demais ou por tempo demais". Ao contrário, a Palavra de Deus, interpretada literalmente (mas atentando às dispensações e aos contextos) sobejamente ensina que Cristo, de um modo infalível e definitivo, morreu VICARIAMENTE, como nosso SUBSTITUTO definitivo, em NOSSO lugar, pagando por todos NOSSOS pecado de antes e de depois de realmente nos arrependermos e de biblicamente crermos e de O recebermos como Salvador e Senhor- Dono- Controlador único e suficiente, de realmente crermos em cada palavra da Bíblia, de sermos regenerados. A Palavra de Deus sobejamente ensina que Cristo, de um modo infalível e definitivo, morreu recebendo sobre Ele, definitivamente, a punição que NÓS merecíamos e merecemos e mereceremos!!!... Isa 53:4-8,11-12 (substituição é indiscutível); Rom 5:8; 1Co 15:3; 2Co 5:21 (substituição é indiscutível); 1Pe 2:24 (substituição é indiscutível em "levando ele mesmo os nossos pecados sobre o madeiro"). Ver também 1Pe 3:18; Lev 1:2-4; Rom 4:25; Mat 1:21.

“3 Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família. 4 Mas se a família for pequena para um cordeiro, então tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; cada um conforme ao seu comer, fareis a conta conforme ao cordeiro. 5 O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras. 6 E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde. 7 E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem.” (Êx 12:3-7 )

“12 E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o SENHOR. 13 E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito.” (Êx 12:12-13 )

“1 ¶ PORQUE tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam. 2 Doutra maneira, teriam deixado de se oferecer, porque, purificados uma vez os ministrantes, nunca mais teriam consciência de pecado. 3 Nesses sacrifícios, porém, cada ano se faz comemoração dos pecados, 4 Porque é impossível que o sangue dos touros e dos bodes tire os pecados.” (Hb 10:1-4 )

“Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas
[huper] ovelhas.” (Jo 10:11 )
(Em grego, "huper" significa primariamente "em benefício de", mas também, secundariamente, em alguns versículos, também pode perfeitamente e TEM que TAMBÉM significar "em lugar de, como substituto de". Os dois sentidos se somam, ao invés de um excluir o outro. Este é o caso no presente verso: o contexto de toda a Bíblia, a sã doutrina derivada de toda a Bíblia, e o contexto imediato EXIGEM que demos a "huper" AMBAS as traduções. Não vá na onda dos falsos eruditos que odeiam a doutrina do sacrifício vicário e, somente por isso, fazem malabarismos para tentar dizer que "huper" nunca, jamais pode ter o significado secundário, particularmente aqui. Erram redondamente e, mesmo se não tiverem consciência disso, aqui estão do lado ou ajudam ao lado que quer enfraquecer a são doutrina da morte vicária do Cristo, portanto servem aos propósitos do Diabo. É ou não é? Reforçam ou enfraquecem a sã doutrina da morte vicária do Cristo? Mais explicações na resposta à Objeção 1, abaixo.)

“No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” (Jo 1:29 )

Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?” (Jo 8:46 )

“Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.” (Hb 4:15 )

“O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.” (1Pe 2:22 )

*** “4 ¶ Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. 5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. 6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. 7 Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. 8 Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido.” (Is 53:4-8 )

*** “11 Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si. 12 Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.” (Is 53:11-12 )

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por
[huper] nós, sendo nós ainda pecadores.” (Rm 5:8 )
(Aqui cabe perfeitamente a tradução de "huper" para "em lugar de, como substituto de". Ver nota em João 10:11 acima e, ainda mais explicada, a nota de Objeções 1, abaixo.)

“Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por
[huper] nossos pecados, segundo as Escrituras,” (1Co 15:3 )
(Aqui cabe perfeitamente a tradução de "huper" para "em lugar de, como substituto de". Ver nota em João 10:11 acima e, ainda mais explicada, a nota de Objeções 1, abaixo.)

*** “Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por
[huper] nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” (2Co 5:21 )
(Aqui cabe perfeitamente a tradução de "huper" para "em lugar de, como substituto de". Ver nota em João 10:11 acima e, ainda mais explicada, a nota de Objeções 1, abaixo.)
Tradução mais literal, mesmo se o estilo do português parecer um pouco estranho: “Porque Àquele (ao Cristo) não havendo conhecido pecado, Ele (Deus) O fez ser pecado para benefício- e- em- lugar- de nós; para que, nEle, fôssemos feitos justiça de Deus.” (2Co 5:21)

*** “Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.” (1Pe 2:24 )
Tradução mais literal, mesmo se o estilo do português parecer um pouco estranho: “O Qual, Ele mesmo, carregou os nossos pecados no Seu próprio corpo sobre o madeiro, para que, havendo nós morrido para os pecados, vivêssemos para a justiça: pelas Suas feridas fostes sarados,” (1Pe 2:24)

“Porque também Cristo padeceu uma vez pelos
[huper] pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;” (1Pe 3:18 )
(Aqui cabe perfeitamente a tradução de "huper" para "em lugar de, como substituto de". Ver nota em João 10:11 acima e, ainda mais explicada, a nota de Objeções 1, abaixo.)

“2 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando algum de vós oferecer oferta ao SENHOR, oferecerá a sua oferta de gado, isto é, de gado vacum e de ovelha. 3 ¶ Se a sua oferta for holocausto de gado, oferecerá macho sem defeito; à porta da tenda da congregação a oferecerá, de sua própria vontade, perante o SENHOR. 4 E porá a sua mão sobre a cabeça do holocausto, para que seja aceito a favor dele, para a sua expiação.” (Lv 1:2-4 )

“O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação.” (Rm 4:25 )

“E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” (Mt 1:21 )

 

Objeção 1: "a preposição grega 'anti' pode significar 'em lugar de', mas 'huper', que quase sempre é usada quando se aborda o sofrimento e morte de Cristo, só significa 'no nome ou interesse de', ou 'tendo em vista o benefício de', e nunca, jamais, em grau nenhum ou hipótese nenhuma, pode significar 'em lugar de.'  ".

Resposta: - "Anti", que só significa "em lugar de", é assim usada em vários contextos diferentes (ler depois: Mat 5:38; Luc 11:11; Rom 12:17; 1Te 5:15; Heb 12:16; 1Pe 3:9), mas também é usada no contexto do sofrimento e morte de Cristo, definitivamente provando que estes foram vicários, substitutórios, em nosso lugar! Mat 20:28 = Mar 10:45.

- "Huper" pode significar outra coisa, mas também pode significar "em lugar de", como é inegável em 3 versos, e estes estão no contexto do sofrimento e morte do Cristo! 1Co 15:3; 2Co 5:14; Gál 1:4.

- Conclusão: Nos versos examinados neste capítulo "huper" conduz ambas as idéias ("para o benefício de" e "em lugar de"), ao passo que "anti" somente conduz a idéia de substituição ("em lugar de"). Cristo morreu tanto para o benefício dos pecadores quanto também em lugar deles!

   "Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate POR [anti] muitos." (Mateus 20:28 = Marcos 10:45) ("anti" sempre significa "no lugar de")

   "... Cristo morreu POR [huper] nossos pecados, segundo as Escrituras," (1 Coríntios 15:3). (O significado "no nome, ou no interesse, ou para o benefício de" é impossível, o correto é somente "em lugar de"). É impossível, ridícula e blasfema a tradução "... Cristo morreu para o benefício dos nossos pecados...". A única tradução possível e correta é "Cristo morreu em lugar de [isto é, como substituto por] nossos pecados, segundo as Escrituras,"
   ... se um morreu POR [huper] todos, logo todos morreram. (2 Coríntios 5:14) (A conclusão "logo todos morreram" implica que o significado "no nome, ou no interesse, ou para o benefício de" é impossível, o correto é somente "em lugar de").
   O qual se deu a si mesmo POR [huper] nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai, (Gálatas 1:4) (
O significado "no nome, ou no interesse, ou para o benefício de" é impossível, o correto é somente "em lugar de"). É impossível, ridícula e blasfema a tradução "O qual se deu a si mesmo para o benefício dos nossos pecados...". A única tradução possível e correta é "O qual se deu a si mesmo em lugar de [isto é, como substituto por] nossos pecados, ..."

Objeção 2: "Seria imoral o Deus-Pai punir uma terceira pessoa, inocente, a saber, o Deus-Filho".

Resposta: - Erras no ponto de partida, pensando como se o Pai e o Filho fossem tão independentes quanto dois homens distintos (caso em que poderias ter alguma razão). Mas, desde que o Filho e o Pai são pessoas do mesmo ser divino, não é injusto que o ser (o Deus único e Trino) que é juiz absoluto (que também é o ser ofendido) pague a penalidade Ele próprio, se escolher fazê-lo.
- Ademais: Jesus não foi forçado, antes deu Sua vida voluntariamente, em lugar das ovelhas João 10:15,17-18.

   Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas. (João 10:15)
   17 Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. 18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai. (João 10:17-18)

Objeção 3: "A satisfação da justiça, e o perdão, são mutuamente exclusivos. Se o Filho nos substituiu e sofreu a penalidade em nosso lugar, então Deus-Pai é moralmente obrigado a nos libertar, e nisto não mostrará misericórdia, pois não estará fazendo nada mais que Sua obrigação."

Resposta: - Erras no ponto de partida, pensando como se o Pai e o Filho fossem tão independentes quanto dois homens distintos (caso em que poderias ter alguma razão). Mas, desde que o Filho (nosso substituto) e o Pai (juiz) são pessoas do mesmo ser divino (o Deus único e Trino), perdoar-nos e libertar-nos são optativos, são misericórdia e não obrigação, e podem ser oferecidos nos termos que bem queira (a obediência de Cristo não faz a nossa desnecessária, temos que nos arrepender e crer para podermos nos beneficiar da Sua morte expiatória).




Meu amado irmão, meu filho na fé, Pr. Alexandrinus, sei que até agora estás exultando em relembrar tão maravilhosa doutrina, estás dando glórias a Deus, estás repetindo "Amém e Amém, oh o maravilhoso amor de Deus, oh o maravilhoso amor de  Deus! Glória a Deus, toda glória a Deus! Louvai ao Senhor!"

Mas, agora, vejamos o que o Texto Crítico e a bíblia ARA, que introduziste na nossa igreja e nossa denominação, no ano passado, fazem a respeito da doutrina da morte vicária do Cristo. Vejamos 2 versículos.



1) 1 Coríntios 5:7:
“Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado POR {*} NÓS.”  ARC - Almeida Revista e Corrigida (1951), IBB (Imprensa Bíblica do Brasil)
{* "huper", aqui, pelas razões acima explicadas, TEM que ser entendido de AMBOS os modos, isto é, tanto como "em benefício de" como "em lugar de, como substituto de". Não pode faltar nenhum desses maravilhosos conceitos, no entendimento de tão rico versículo}

“Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado.” ARA  (1959)

O Texto Crítico e a ARA, aqui, totalmente amputam a expressão "POR NÓS". Portanto, aqui, totalmente odeiam, são contra, e amputam que o Cristo morreu POR NÓS. Não posso me lembrar de nada tão revoltante quanto ou mais grave que esta mutilação. Cortam fora da Bíblia, aqui, tanto que o Cristo morreu vicariamente "por nós", no sentido de nosso substituto recebendo em nosso lugar o castigo que merecemos (segundo Is 53:5), como cortam fora que Ele morreu para eterno benefício nosso!!! Terrível, inaceitável mutilação, das mais graves e ofensivas e inaceitáveis! Nota, amado irmão, que quem pensa estar salvo mas repudia e se revolta contra a doutrina da morte vicária do Cristo, não pode, de modo nenhum, ter sido realmente salvo, pois se baseia, ao menos em parte, na sua capacidade de contribuir ao menos em 1% com sua salvação, através de suas obras e perseverança. Nota, caro pastor, que, por tais motivos, a pregação do Evangelho que esconde ou nega a doutrina da morte vicária do nosso Salvador e Senhor não pode, de modo nenhum, trazer salvação.

Em minha casa, a única coisa que tenho dos Testemunhas de Jeová é a "bíblia" deles em inglês, como veneno a ser examinado (mas jamais tomado nem provado). Neste verso, ela pode ser assim traduzida para o português: "Retirai o velho fermento, para que sejais massa nova, conforme estiverdes livres do levedo. Pois, deveras, Cristo, a nossa páscoa, já tem sido sacrificado."

Portanto, o Texto Crítico, e a Bíblia dos T.Jeová, e a ARA, todos os três, aqui se equiparam,
pois aqui decepam- fora a sumamente importante expressão "
POR NÓS"!!! !!! !!! Depois da invenção da imprensa, a partir da Bíblia de Lutero de 1522/1534 e da Bíblia de Tyndale em 1526/1537, passando pela Almeida de 1681/1753, tão sublime expressão "por nós" corretamente figurava em TODAS as Bíblias que, por 359 anos, foram as ÚNICAS adotadas por TODOS os crentes verdadeiros de TODAS as igrejas batistas e reformadas em TODOS os países e em TODAS as línguas, com bênçãos incontáveis e maravilhosíssimas, até que, em 1881 no mundo de fala inglesa, e em 1959 no mundo de fala portuguesa, começaram a ser impressas e introduzidas e ser aceitas e usadas as primeiras e fracas vozes de bíblias contestatórias, seguindo o abominável alexandrismo.

Quem pode negar que, podes tu negar que, pelo menos aqui, a ARA e a tradução dos Testemunhas de Jeová basicamente concordam em grande harmonia e, conscientemente ou não, servem aos propósitos do Diabo, o único interessado em enfraquecer a doutrina da morte vicária do nosso Salvador, Senhor e Deus, Jesus Cristo, para a salvação do homem?!... E que ninguém venha com a esfarrapada desculpa "seguimos o TC, a culpa é dele", isto soa como criminosos de guerra dizendo "seguimos o general Diabolos Carniceiro, a culpa é dele".




1Pedro 4:1:
“Ora, pois,que Cristo padeceu POR {*} NÓS na carne, armai-vos também vós com este pensamento: que aquele que padeceu na carne cessou do pecado,” ARC - Almeida Revista e Corrigida (1951), IBB (Imprensa Bíblica do Brasil)
{* "huper", aqui, pelas razões acima explicadas, TEM que ser entendido de AMBOS os modos, isto é, tanto como "em benefício de" como "em lugar de, como substituto de". Não pode faltar nenhum desses maravilhosos conceitos, no entendimento de tão rico versículo}


“Ora, tendo Cristo sofrido na carne, armai-vos também vós do mesmo pensamento; pois aquele que sofreu na carne deixou o pecado,” ARA (1959)

Aqui, vou deixar a ti que vás no teu escritório, abras a bíblia verde dos Testemunhas de Jeová, e notes a similaridade entre as deturpações dela e da ARA, neste verso... Fizeste isto? Sim, sei que estás surpreso e indignado, pois somente quem não ama a Palavra de Deus e a boa doutrina acima de TUDO o mais, não estaria.

Repito, aqui, todos os comentários e exortações que fiz acerca do verso acima (1Co 5:7)




Não acredito que queiras continuar a usar nenhuma bíblia com tantas semelhanças com (e, às vezes, até pior que) a dos T.J.!... Tenho certeza de que logo a destruirás.

Pastor, não caias tu no infindável tecnicalismo das loucas e descrentes manuscritologia e crítica textual modernas. Responde a ti mesmo e, mais importante, a Deus: Quem seria tão tolo a ponto de acreditar que foram crentes fiéis (!) que pecaram contra Ap 22:18-19 (!) e ADICIONARAM (!) as palavras
"POR NÓS", e que Deus foi completamente vencido (!) por esses falsários que alcançaram unânime aceitação durante muitos e muitos séculos ininterruptos, até que, bem recentemente, deslumbrantes eruditos vieram em socorro de tão fraco e impotente ou insensível Deus? Quem seria tão tolo a ponto de não perceber que a direção da seta da omissão é contra Deus e é muito recente e nunca foi unânime, portanto o que tem que ter havido foi a SUBTRAÇÃO dessas palavras por infiéis a serviço (mesmo que inconsciente) e em benefício do Diabo? Quem não percebe que a ARA é, pelo menos em 1Co 5:7 e em 1Pe 4:1, muito semelhante à bíblia dos Testemunhas de Jeová? (na realidade, o é nas quase 10.000 palavras que Westcott-Hort amputaram, adicionaram ou adulteraram, contando-se apenas no Novo Testamento.)  A quem darás tua fidelidade, pastor: ao teu orgulho de não voltar atrás, ao teu seminário, aos teus grandiosos professores, à aceitação e segurança financeira da tua denominação, ou só e totalmente a Deus?




**************************************** Final da Exposição ****************************************




Teu irmão em Cristo,

"Valdense Expositor e Advertidor da Silva", pastor
       ("o ancião", teu pai na fé e que sempre tanto te amou e amará em Cristo, teu pastor quando eras menino e adolescente, e hoje uma humilde ovelha do rebanho que pastoreias).
Em 1960.



Esta é a carta número 05, de uma série de 12 (doze) cartas expondo os incontáveis e terrivelmente graves erros introduzidos na ARA, as quais cartas te enviarei, meu caro pastor Alexandrinus.

 


Aqui começa a falar Hélio:

Caro leitor,

Se o teu pastor é honesto, humilde, sincero, tem senso analítico, e prefere examinar tudo e reter o bem, então, ainda que tenha sido submetido a duvidosas influências em seminários, permitirá a leitura desse folheto e ele mesmo terá o desejo de o ler e avaliar com a seriedade que o assunto merece. Senão, teu pastor vai ajuntar-se aos que fogem da questão perseguindo e "pondo em isolamento" os que crêem na perfeita preservação de cada palavra de Deus (inclusive como impressas nas Bíblias da Reforma) e que não aceitam bíblias que omitam ou radicalmente adulterem milhares de suas palavras.

É tempo de despertarmos. Toma 3 Bíblias: uma legítima Almeida (ACF-1995 ou 2007, ou TBS-1948, ou Revista e Corrigida mais antiga e da IBB), uma bíblia dos Testemunhas de Jeová, e a bíblia adotada pelo pastor da tua igreja. Agora, convida teu pastor a, juntamente contigo, gastar 1 hora comparando cada um desses versos acima examinados. Se ele for sincero, aceitará sem problema algum. Se não aceitar, é insincero, e já sabe que o grande pecado da bíblia dele é que ela e a dos Testemunhas de Jeová vêm da mesma fonte corrompida: o Texto Crítico, Westcott-Hort (1881), o alexandrinismo, manuscritos Sinaiticus e Vaticanus, e a Septuaginta. Se ele irar-se furiosamente, pior, estará demonstrando ser o cego que prefere continuar cego. Por que teu pastor não diz, calmamente: "Ah, finalmente você descobriu, minha bíblia tem mesmo muitas semelhanças com a dos Testemunhas de Jeová, e daí? Eu não ligo a mínima importância para isto! Só quero ganhar meu dinheirinho e viver em paz." Se ele tivesse coragem para reconhecer isto, não se iraria nem nos perseguiria.

Maiores detalhes? Ver, em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/, dezenas de artigos tais como:
- 2Mentiras em "Inerrante só nos Originais e no Grego" -- Coats. A inerrância estende-se às cópias tradicionais e às suas traduções fiéis!
- Só o TR é a Pura Palavra de Deus -- Hélio. Livro pequeno, mas informativo. Introdutório, mas também é proveitoso para pastores e professores.
- 283 dos Principais Versos que o TC Corrompeu -- Hélio. Como as abominações do Texto Crítico se refletem nas Bíblias modernas!

Ver também, em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/, dezenas de artigos tais como:
- Choquei-me Com as Palavras das Próprias Bocas de Westcott e Hort - Hélio . Westcott e Hort são os verdadeiros pais das alexandrinas, modernas bíblias e Crítica Textual.
- Comparação De 14 Versões Da Bíblia Em 29 Passagens -- Hélio
- Versões Modernas da Bíblia -- Cloud. Livro. Excelente tanto para os iniciantes como para os pastores e professores. (zipped, 62 Kb)
- A Almeida Atualizada Exposta -- Hélio. Toma amostra de 29 dos milhares de versos adulterados pelo TC e expõe suas abominações teológicas.
- BLH - Apostasia do Tradutor (Robert Bratcher) em suas próprias palavras -- por Cloud -- Trechos
- Expondo os Erros da NVI. Junho 2000 -- Emídio. Folhetão amplamente divulgado e abençoado. Desmascarou a NVI (e outras bíblias TC).
- NVI / NIV / TC -- Porque Continuamos com as Bíblias Tradicionais -- Hélio et al. Livro 70 páginas A4, .doc 687 Kb. Analisa 1602 dos versos onde a Palavra de Deus foi falseada em grego ou no traduzir. RESUME PROVAS DA INFERIORIDADE DO TC/TRADUZIR, EM 86 + 1 NOTAS DE RODAPÉ, usualmente extensas e profundas.


 

Se todas as citações que eu fiz das bíblias são grosseiramente inacuradas ou mentirosas; ou
Se a Bíblia que tua denominação usava nos séculos ... XVI XVII XVIII XIX e primeira metade do século XX não se chocava muito mais contra a dos T.J. que a de hoje; ou
Se a bíblia baseada no Texto Crítico, a qual somente recentemente foi adotada por tua Igreja, não tem nada de semelhante com a bíblia dos Testemunhas de Jeová:

Então por favor prova-me isto (com FATOS finais: comparando textos das bíblias), mostra-me onde errei ou menti, repreende-me publicamente.
Senão, então tem tu garra, toma posição perfeita, Deus te cobrará isto!

 
(Esta carta de hoje estará em http://www.solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/ARA5-EnfraqueceMorteVICARIAdoCristo-Helio.htm )
 

Hélio de Menezes Silva (parcialmente adaptando valiosa carta enviada por Noemi Andrade Campêlo Ribeiro, e com a valiosa revisão deste artigo pelo irmão Darivan Castro),
2009.



(PS - Ó leitor amante da pureza da Palavra de Deus: rogamos-te que encaminhes este email a todos os grupos de discussão e a todos endereços eletrônicos de crentes que são teus maiores e mais íntimos amigos e em quem mais confias. Depois, rogamos-te que tires 100 ou mais cópias em papel e as dês a quantos dos crentes mais teus amigos íntimos puderes, os irmãos mais íntimos pertencentes à tua e a outras igrejas fiéis. Aprouva a Deus que muitos crentes de língua portuguesa sejam alertados e entendam como e porque, após 1948, as bíblias de suas igrejas  passaram a ser crescentemente semelhantes às dos Testemunhas de Jeová. Depois, que cada um tome sua decisão, mas decisão bem informada, sem desconhecimento desse importante fato.)



[Por que os "altos escalões" dos seminários, da AIBREB - Associação das Igrejas Batistas Regulares do Brasil, e associações estaduais (APIBRE, AIBRECE, etc.) das Igrejas Batistas Regulares, ao invés de estudarem + agradecerem + aprofundarem + divulgarem alertas como este, os temem tanto e tentam a todo custo proibir que se os façam ante todos os membros de suas igrejas batistas regulares?!?! Hélio, 2011]


 



Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de
 http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-Traducoes/ 
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )